Tribunal italiano condena proprietário de empresa de “fake reviews”

13-09-2018 (18h10)

O Tribunal Criminal de Lecce condenou o proprietário da PromoSalento, empresa que vendia pacotes de “fake reviews” a estabelecimentos de hospitalidade em Itália, a nove meses de prisão e ao pagamento de 8.000 euros.

A TripAdvisor, que divulgou esta condenação em comunicado, afirmou que participou no processo de acusação com a partilha de provas da actividade fraudulenta da PromoSalento, e manifestou intenção de colaborar com outras entidades para o combate a este tipo de fraude.

Brad Young, vice-presidente do Conselho Geral Associado da TripAdvisor, citado no comunicado, afirmou que a empresa entende que esta é "uma sentença histórica para a internet".

"Escrever fake reviews sempre foi considerado uma fraude, mas esta é a primeira vez que vemos alguém a ser enviado para a prisão como resultado", notou.

A TripAdvisor "investe muito na prevenção de fraude", acrescentou o vice-presidente, destacando as mais de 60 empresas de fake reviews cuja actividade foi encerrada desde 2015, e afirmou a vontade da empresa em "colaborar com entidades reguladoras e forças da autoridade para apoiar os seus processos".

Pascal Lamy, presidente do World Committee on Tourism Ethics da UNWTO (OMT), citado no comunicado da TripAdvisor, afirmou que as "avaliações falsas violam claramente as directrizes do World Committe on Tourism Ethics, que foram publicadas no ano passado para orientar o uso responsável de classificações e avaliações em plataformas digitais".

Estas recomendações foram desenvolvidas em colaboração com a TripAdvisor, a Minube e a Yelp.

A TripAdvisor tem uma equipa para a investigação de avaliações falsas, que pode ser contactada e/ou informada de suspeitas.

 

Clique para ver mais: Empresa&Negócios

Clique para ver mais: TripAdvisor

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Grupo TAP prepara-se para entrar em bolsa a partir de 2020

22-03-2019 (18h21)

A TAP SGPS está a trabalhar para, a partir de 2020, estar pronta a avançar com uma IPO (Oferta Pública Inicial), com uma percentagem entre 15% e 30%, anunciou hoje o presidente da Comissão Executiva do grupo.

Grupo TAP tem prejuízo de 118 milhões de euros em “ano necessário”

22-03-2019 (18h06)

O Grupo TAP passou de um lucro de 21,2 milhões de euros em 2017 para um prejuízo de 118 milhões de euros em 2018, um ano de transformação necessária para preparar o futuro, segundo descreveram hoje Miguel Frasquilho, Antonoaldo Neves e David Neeleman.

TAP quer acabar com “dependência” do Brasil através da diversificação de mercados

22-03-2019 (16h42)

A TAP está a trabalhar na diversificação de mercados para acabar com a “dependência” do Brasil, um mercado que representa quase 25% das vendas totais da companhia e que no ano passado teve uma quebra de receitas de 10%, em euros.

TAP vai investir “cada vez mais” nas vendas directas

22-03-2019 (15h13)

As vendas da TAP através dos seus canais directos, como o seu website e o contact center, representaram 41% das vendas da companhia aérea em 2018, e o objectivo é chegar a 50%, disse hoje Raffael Quintas, Chief Financial Officer (CFO) da companhia.

Companhia aérea indonésia cancela encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX

22-03-2019 (14h30)

A companhia aérea indonésia Garuda anunciou hoje o cancelamento de uma encomenda de 49 aviões Boeing 737 MAX, aparelho ligado a dois acidentes, o mais recente dos quais a 10 de Março, na Etiópia.