Hotelbeds anuncia planos para comprar a GTA

21-04-2017 (12h30)

O Grupo Hotelbeds, bedbank e fornecedor global ‘business-to-business’ (B2B) de serviços para a indústria do turismo, anunciou hoje planos para comprar a GTA, para “juntar empresas com operações e pegadas geográficas complementares”.

O objectivo é “combinar forças e impulsionar excelência na distribuição B2B e no retalho”, sublinha a Hotelbeds em comunicado, especificando que o acordo está sujeito a aprovação pelas entidades reguladoras.

Um dos pontos fortes da GTA apontado pela Hotelbeds é a sua “presença significativa em mercados de rápido crescimento da Ásia-Pacífico e Médio Oriente”, o que “está estreitamente alinhado com a estratégia de crescimento do Grupo Hotelbeds”.

A GTA é “um distribuidor muito bem sucedido”, com provas dadas a fornecer “hotéis, transferes e actividades ao mundo da comercialização de viagens, incluindo intermediários, agências de viagens online e agências de viagens retalhistas”, sublinha Joan Vilà, presidente executivo do Conselho de Administração do Grupo Hotelbeds.

A GTA, tal como o Grupo Hotelbeds, “contrata directamente um excelente inventário global de hotéis e produtos auxiliares para viagens e turismo que conecta e distribui via integração API ou plataforma de reservas online”, acrescenta Joan Vilà.

“Este negócio traz outro grande bedbank para a família da Hotelbeds Group, após o anúncio em Fevereiro de que a Tourico Holidays também estava a ser integrada”, lembra o executivo (clique para ler: Hotelbeds anuncia próxima incorporação do grupo Tourico Holidays).

Os dois negócios, segundo Joan Vilá, “sublinham claramente o nosso firme compromisso em acelerar o crescimento do nosso negócio”.

O CEO da GTA, Ivan Walter, salienta que o negócio irá criar “uma riqueza de experiência, empenho e um claro foco estratégico no sector B2B”.

“As notícias de hoje são um marco para a indústria e uma óptima notícia para os nossos respectivos fornecedores e clientes”, acrescenta.

Em 2011, a GTA foi vendida pela Travelport à Kuoni (clique para ler: Travelport vende GTA à Kuoni por 514,5 milhões de euros).


Ver também:

Rembert Euling recompra MTS Globe à GTA

 

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: GTA

Clique para mais notícias: Hotelbeds

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Empreendimentos turísticos de Monchique reabrem após grande incêndio

14-08-2018 (18h46)

O Macdonald Monchique Resort & Spa, em Caldas de Monchique, Algarve, vai reabrir na quinta-feira, depois de ter encerrado devido ao incêndio que durante uma semana atingiu a serra de Monchique.

Pilotos da KLM ameaçam com greve por reivindicações salariais

14-08-2018 (18h28)

Os pilotos da companhia de aviação holandesa KLM, que faz parte do mesmo grupo que a francesa Air France e a low cost Transavia, ameaçaram hoje fazer greve caso não tenham resposta até sexta-feira para as suas reivindicações salariais, segundo o jornal holandês “De Telegraaf”.

Governo dos Açores considera “prematuro” falar da proposta de compra da Azores Airlines

14-08-2018 (18h21)

A secretária regional dos Transportes e Obras Públicas dos Açores afirmou ontem ser “absolutamente prematuro” pronunciar-se sobre o processo de alienação de 49% do capital da Azores Airlines, uma vez que a proposta apresentada se encontra em análise.

CVC ultrapassou os cinco milhões de passageiros embarcados no primeiro semestre

14-08-2018 (17h56)

O grupo brasileiro CVC Corp, que engloba agências de viagens e operadores turísticos e vende viagens de lazer e corporativas, superou no primeiro semestre os cinco milhões de passageiros embarcados, com um aumento em 30,8% em relação ao período homólogo de 2017.

CVC agrega mais uma participada b2b com a compra do consolidador Esferatur

14-08-2018 (16h26)

A brasileira CVC, maior grupo latino americano de organização e comercialização de viagens, anunciou hoje um reforço do seu portefólio de produtos e serviços para o mercado profissional através da aquisição da Esferatur, classificada como um dos maiores consolidadores do mercado brasileiro, com vendas de bilhetes de avião na ordem de 1,8 mil milhões de reais (cerca de 407 milhões de euros).