Voco: nova marca de luxo do IHG terá mais de 200 hotéis em dez anos

14-06-2018 (17h07)

Foto: IHG
Foto: IHG

O InterContinental Hotels Group (IHG) lançou uma nova marca de hotéis de luxo, a Voco, com a qual perspectiva ter mais de 200 unidades hoteleiras em dez anos.

Com a voco, o IHG perspectiva investir no segmento de hotelaria de luxo 40 mil milhões de dólares numa fase inicial e mais 20 mil milhões até 2025, segundo um comunicado.

A voco, “inspirada no significado de «convidar» ou «junte-se a nós» em latim”, é uma marca que pretende combinar “a informalidade e o encanto de um hotel individual com a qualidade e segurança de uma marca global e respeitada”.

O primeiro hotel da marca voco será o Watermark Hotel & Spa Gold Coast, em Surfers Paradise, na Austrália, uma unidade hoteleira de 388 quartos a poucos metros da praia, com duas piscinas e 800 metros quadrados de espaço para reuniões.

O hotel deverá inaugurar sob a nova marca voco no final deste ano, depois de concluído o negócio de aquisição pelo SB&G, “parceiro de longa data do IHG”, que tem outros cinco hotéis geridos por marcas do grupo na Austrália.

A nova marca começará por investir na região Europa, Médio Oriente, Ásia e África (EMEAA), avançando então para as Américas e Grande China, procurando “zonas urbanas e de lazer”.

O IHG anunciou no mês passado planos para expandir a sua oferta de hotéis de luxo no Reino Unido através de um acordo com a Covivio para reformular e gerir 12 hotéis em funcionamento e um em desenvolvimento.

Os hotéis incluídos no acordo com a Covivio serão convertidos “durante os próximos meses” em unidades da marca voco.

Keith Barr, director executivo do IHG, citado em comunicado, destacou “a grande oportunidade de crescimento” que existe no sector do luxo, acrescentando que, através da voco, “os hóspedes poderão desfrutar de um hotel mais pessoal, juntamente com a garantia de um nome em que confiam”.

 

Clique para mais notícias: IHG

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Aumento da taxa turística em Lisboa vai custear novo Centro de Congressos e expansão da FIL, diz Raul Martins

15-01-2019 (18h28)

O aumento da Taxa Municipal Turística em Lisboa servirá para custear a construção de um novo Centro de Congressos e a ampliação da Feira Internacional de Lisboa (FIL), revelou hoje o presidente da Associação de Hotelaria de Portugal (AHP), Raul Martins.

Presidente da AHP prognostica dois anos de queda de ocupação da hotelaria de Lisboa

15-01-2019 (18h12)

O presidente da AHP, Raul Martins prognosticou hoje que a hotelaria de Lisboa terá quedas de ocupação este ano e em 2020, baixando nesse período de uma estimativa de 82%, segundo os dados mais recentes da Associação, para 67%, pelo aumento da oferta e a continuação do estrangulamento do Aeroporto de Lisboa.

Câmara de Braga quer taxa turística de 1,5 euros/dormida ainda este ano

15-01-2019 (17h22)

A Câmara de Braga quer implementar uma taxa turística de 1,5 euros a partir do segundo semestre, estimando que a medida gere cerca de meio milhão de euros por ano, disse hoje o presidente da autarquia.

Hotelaria portuguesa sofre quebra de milhão e meio de dormidas dos principais emissores europeus

15-01-2019 (16h48)

A hotelaria portuguesa regista no fim de Novembro uma queda de aproximadamente 95 mil dormidas (-0,2%), que se deve principalmente à quebra por parte dos 12 principais emissores europeus, que são responsáveis por cerca de 75% das dormidas de não residentes e 53,5% das dormidas totais, e que estão com uma quebra de 1,54 milhões de pernoitas (-5%).

Turistas estrangeiros ficam sucessivamente menos tempo na hotelaria portuguesa

15-01-2019 (15h21)

Há pelo menos dois anos que está em queda a estada média de turistas estrangeiros no alojamento turístico português, com maior impacto este ano porque sem aumento das chegadas que compensem esses decréscimos no final de Novembro de 2018 verifica-se uma quebra de 885,9 mil dormidas (-2,2%).

Ultimas Noticias