Vila Galé irá “muito provavelmente” apresentar candidatura à Coudelaria de Alter do Chão

11-06-2018 (14h40)

Foto: revive.turismodeportugal.pt
Foto: revive.turismodeportugal.pt

"Ainda não decidi, mas muito provavelmente sim", respondeu Jorge Rebelo de Almeida, presidente do grupo Vila Galé, sobre a possibilidade de apresentar uma candidatura à Coudelaria de Alter do Chão, que vai a concurso no âmbito do programa Revive.

“É um projecto difícil”, uma vez que o destino “não está integrado em nenhum fluxo turístico criado”, disse Jorge Rebelo de Almeida aos jornalistas este fim-de-semana em Braga, após a inauguração do Vila Galé Collection Braga.

“A Coudelaria tem que ser um destino a criar, tem lá uma estrutura muito boa”, mas “se não houver em paralelo um esforço da parte do Estado, que eu espero que exista, de revitalizar a coudelaria, o nosso processo vai ser um buraco”, avisou Jorge Rebelo de Almeida.

O presidente do grupo Vila Galé também está a analisar outros projectos no Alentejo, designadamente em Portalegre, onde existe outro imóvel que irá a concurso no âmbito do programa Revive, o do Convento de São Francisco, que irá visitar numa “próxima ida para aqueles lados”, disse.

A Vila Galé já tem outros hotéis no Alentejo, designadamente em Beja e em Évora, e “em andamento, para abrir a 25 de Abril do próximo ano, o Vila Galé Elvas”.

Jorge Rebelo de Almeida já tinha avançado em meados de Maio que tinha levantado o caderno de encargos para a concessão da Coudelaria de Alter do Chão (para ler mais clique aqui).


Ver também:

Vila Galé avança com novos projectos no Douro e no Alentejo – Jorge Rebelo de Almeida

Vila Galé amplia resort na Bahia e analisa novos projectos no Nordeste do Brasil

 

Clique para mais notícias: Vila Galé

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Apoios do Governo para projectos turísticos no interior de Portugal ascendem a 310 milhões de euros

15-02-2019 (17h11)

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, afirmou hoje que o Governo apoiou com cerca de 310 milhões de euros investimentos no sector do turismo no interior do país, no âmbito dos programas Valorizar e Portugal 2020.

Espanha foi o único dos grandes emissores europeus a crescer em 2018 na hotelaria portuguesa

14-02-2019 (16h26)

Quatro dos cinco principais emissores europeus para a hotelaria portuguesa evoluíram em baixa no ano passado, acumulando uma quebra de 1,3 milhões de dormidas, que apenas muito parcialmente foi compensada pelo aumento da única excepção, de Espanha, cujos residentes fizeram mais 78,3 mil que em 2017.

Estados Unidos foram emissor internacional que mais aumentou dormidas na hotelaria portuguesa em 2018

14-02-2019 (16h21)

Os Estados Unidos subiram em 2018 a 7º principal emissor internacional para a hotelaria portuguesa, ultrapassando a Irlanda, por um aumento de 313,2 mil pernoitas, que foi o maior do ano de todos os mercados internacionais, seguido pelo Brasil, com mais 189,8 mil, e Canadá, com mais 105,5 mil.

Subida de preços garante 6º ano consecutivo de subida de proveitos da hotelaria portuguesa

14-02-2019 (16h16)

A hotelaria portuguesa manteve em 2018 a tendência de subida de proveitos que iniciou em 2013, mas com suporte apenas nos preços, o que levou a um acentuado abrandamento do crescimento das receitas, que foi superior a 17% nos anos de 2016 e 2017 e no ano passado baixou para 6,5%.

IHG compra dona do Six Senses Douro Valley por 265 milhões de euros

14-02-2019 (14h35)

O InterContinental Hotels Group (IHG) comprou a Six Senses Hotels Resorts Spas, que, entre outros hotéis, gere desde 2015 o Six Senses Douro Valley, em Lamego, por 300 milhões de dólares, cerca de 265 milhões de euros.