Vila Galé desiste de resort na Bahia criticado por estar em potencial reserva indígena

18-11-2019 (19h52)

Foto: Vila Galé
Foto: Vila Galé

O grupo hoteleiro português Vila Galé anunciou que vai abandonar o projecto do resort Vila Galé Costa do Cacau, na Bahia, que tem sido criticado por estar num local de potencial reserva indígena.

"Não é de nosso interesse que um hotel resort Vila Galé nasça com a iminência de um clima de guerra, ainda que injusta e sem fundamento, como são exemplo as ameaças proferidas na embaixada de Portugal em Brasília e algumas declarações falsas, dramáticas e catastróficas que deveriam envergonhar quem as profere", sublinha o grupo num comunicado.

O grupo hoteleiro português diz que "tem vindo a ser alvo de «ataques» por alguns que abraçam causas mediáticas, só aparentemente justas, e usam de falsidades, sem sequer procurarem minimamente obter a verdade dos factos".

A Vila Galé recorda que em Abril de 2017 "foi convidada pelo Governo da Bahia e Prefeitura de Una para realizar um investimento num mega resort para ajudar ao desenvolvimento da região de Una, tendo sido estabelecida uma parceria com a empresa proprietária dos terrenos".

A empresa garante que realizou todos os estudos e projectos, que foram "aprovados pelas autoridades competentes", e que, "ao longo de todo esse tempo, não surgiu qualquer reclamação ou reivindicação, apesar de ser pública e notória em toda a região a notícia do projecto".

"No local e num raio de muitos quilómetros não havia nem há qualquer tipo de ocupação/utilização, nem sinais de qualquer actividade extrativista por parte de quem quer que seja", sublinha a Vila Gale, acrescentando que "não existe qualquer reserva indígena decretada para esta área, nem previsão de a vir a ser".

"Passaram três mandatos governamentais anteriores, com vários ministros da Justiça e nenhum deles aprovou a demarcação das terras indígenas", assegura a empresa hoteleira.

"Entretanto, tratando-se de um tema delicado que suscita estados emocionais por parte de alguns sectores, fomos acusados de falsidades inconsistentes e graves", acrescenta.

A Vila Galé revela então que vai ser forçada a "abandonar este projecto", "apesar de os projectos estarem aprovados e terem o apoio explícito da Prefeitura de Una, do Governo Estadual da Bahia e dos órgãos de Turismo do Governo Federal, por se tratar de uma obra de maior relevância económica e social", acusando ainda "alguns poucos sem razão prejudicarem toda uma população que se vê privada da oportunidade de ter emprego num projecto de prestígio".

O portal de jornalismo de investigação "The Intercept" avançou em finais de Outubro que a Fundação Nacional do Índio (Funai) tinha recebido, em Julho, um pedido do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) - órgão vinculado ao Ministério do Turismo do Brasil - para encerrar o processo de demarcação de uma reserva indígena no Sul da Bahia, para a construção do hotel de luxo (clique para ler: Embratur quer viabilizar resort Vila Galé em reserva indígena no Sul da Bahia).

Em resposta no dia 29 de Outubro, o grupo Vila Galé declarou num comunicado de imprensa que "não existem indígenas" no local onde pretende instalar um hotel (clique para ler: Vila Galé garante que "não existem indígenas" no local onde quer instalar hotel no Sul da Bahia).

 

Clique para ver mais: Vila Galé

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Accor vende metade da sua participação na Huazhu por 451 milhões de dólares

09-12-2019 (12h31)

A Accor assinou um acordo para vender metade da sua participação no Huazhu Group Limited, anteriormente conhecido por China Lodging, por 451 milhões de dólares, cerca de 408 milhões de euros.

Governo lança concurso para converter em hotel o Palacete do Conde Dias Garcia (Aveiro)

09-12-2019 (12h00)

O Governo, através do programa Revive, lançou um concurso para a concessão do Palacete do Conde Dias Garcia, em São João da Madeira, Aveiro, onde estima que poderão ser instalados 70 quartos para um hotel de 4-estrelas ou superior.

Hotéis de Lisboa ganham mais em Outubro, por aumentos de preços

06-12-2019 (18h18)

Os hotéis da cidade de Lisboa tiveram aumentos da receita média de quartos por quarto disponível (RevPAR) no mês de Outubro entre 4,1% e 10,4%, de acordo com o Observatório do Turismo da capital, cujos dados evidenciam que a subida foi alavancada nos preços de quartos.

Evok Hotels Collection vai ter hotel de luxo na Gran Vía de Madrid

06-12-2019 (16h04)

A Evok Hotels Collections vai ter o seu primeiro hotel de luxo em Espanha, na Gran Vía em Madrid, num edifício recentemente adquirido pela Zaka Investments.

Contrato de concessão do Castelo de Vila Nova de Cerveira assinado hoje

06-12-2019 (14h28)

O contrato de concessão para transformar o Castelo de Vila Nova de Cerveira num hotel, previsto abrir no final de 2021, foi hoje assinado com o promotor Eurico da Fonseca, o mesmo promotor que desenvolveu o Palácio de São Bento da Vitória, no Porto.

Noticias mais lidas