Vila Galé amplia resort na Bahia e analisa novos projectos no Nordeste do Brasil

11-06-2018 (15h03)

O grupo Vila Galé vai continuar a crescer no Brasil, afirmou o presidente do grupo hoteleiro, Jorge Rebelo de Almeida, que revelou que está a analisar novos projectos no Nordeste do país e que vai acrescentar ainda este ano mais de 90 quartos ao Vila Galé Marés, na Bahia.

A próxima abertura de um resort do grupo no Brasil será a do Vila Galé Touros, um resort no Rio Grande do Norte, de cerca de 500 quartos, que abre a 31 de Julho e é inaugurado oficialmente a 1 de Setembro, com um investimento na "ordem dos 130/140 milhões de reais".

Também "para ficar concluído este ano" está um projecto de ampliação do Vila Galé Marés, a cerca de 50 quilómetros a Norte de Salvador, na Bahia, que terá "quase mais 100 quartos", num investimento de 15 milhões de reais, disse Jorge Rebelo de Almeida aos jornalistas este fim-de-semana em Braga, após a inauguração do Vila Galé Collection Braga.

"O Vila Galé Marés, que começou com 447 unidades, saltou no ano passado para as 506 e este ano vai para perto das 600. Tem vindo a crescer", reforçou o presidente do grupo.

Além dos projectos em desenvolvimento, a Vila Galé, que já tem a maior rede de resorts no Brasil, está a analisar outras possibilidades no país, incluindo um terreno no município de Una, que fica "30 quilómetros abaixo de Ilhéus, 30 quilómetros acima de Comandatuba", uma zona da Bahia celebrizada pelos livros de Jorge Amado, o mais famoso dos quais "Gabriela".

"Estamos a avaliar se dá para fazer ali ou não o Vila Galé Costa do Cacau", afirmou Jorge Rebelo de Almeida.

Outro destino possível é Preá, junto a Jericoacara, no Ceará, onde o presidente do grupo hoteleiro revelou estar a analisar duas áreas.

No Rio Grande do Norte, além do resort de Touros que abre este ano, Jorge Rebelo de Almeida considera que existirem "várias oportunidades de negócio", designadamente "para o lado de Pipa".

O presidente do grupo hoteleiro reconhece que o Brasil "está a atravessar uma fase complicada", mas na área dos resorts o desempenho é favorável, uma vez que os brasileiros "viajam menos porque têm que comprar muito mais euros ou dólares para viajar e por isso vão ficar mais internamente".


Ver também:

Vila Galé avança com novos projectos no Douro e no Alentejo - Jorge Rebelo de Almeida 

Vila Galé irá "muito provavelmente" apresentar candidatura à Coudelaria de Alter do Chão


Clique para mais notícias: Vila Galé

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Meliá passa a usar WhatsApp para comunicar com clientes empresariais

20-08-2018 (16h23)

A Meliá Hotels International começou a utilizar o WhatsApp, uma das aplicações para telemóveis mais utilizadas em todo o mundo, para comunicar com os seus clientes empresariais.

Atlas Palais Médina & Spa Fès: um 5-estrelas aos portões da medina de Fez

16-08-2018 (16h24)

O 5-estrelas Atlas Palais Médina & Spa Fès, de 146 quartos, é ideal para os visitantes da cidade imperial marroquina de Fez que queiram ficar perto da medina, mas que desejem também instalações de um hotel moderno de cidade.

Alojamento em Fez: Dentro e fora da medina

16-08-2018 (16h05)

Os 5-estrelas Fes Marriott Hotel Jnan Palace e Riad Fès Relais & Chateâux são opções de alojamento em Fez na zona moderna da cidade, construída durante o período do protectorado francês, no primeiro cado, e para um autêntico riade de luxo no interior da medina, no segundo.

Michlifen Resort & Golf: Uma unidade de luxo na "Pequena Suíça" de Marrocos

16-08-2018 (14h58)

O 5-estrelas Michlifen Resort & Golf é uma unidade de luxo na "Pequena Suíça" marroquina, a cidade de Ifrane, e tira partido das paisagens do Médio Atlas e do clima da região, que se cobre com um manto de neve no Inverno e beneficia de uma brisa suave durante o Verão.

Empreendimentos turísticos de Monchique reabrem após grande incêndio

14-08-2018 (18h46)

O Macdonald Monchique Resort & Spa, em Caldas de Monchique, Algarve, vai reabrir na quinta-feira, depois de ter encerrado devido ao incêndio que durante uma semana atingiu a serra de Monchique.