Turismo português em Cabo Verde cresce 4,6% no 2º trimestre

29-08-2019 (16h50)

A hotelaria de Cabo Verde teve um aumento das dormidas de turistas residentes em Portugal em 4,6% no segundo trimestre, impulsionado pelo crescimento do número de visitantes em 7,2%, que compensou a redução da sua estada média em 2,4%.

Dados do INE de Cabo Verde recolhidos pelo PressTUR permitiram ver que a hotelaria do arquipélago de língua oficial portuguesa recebeu no segundo trimestre 21.790 turistas residentes em Portugal, mais 7,2% ou mais quase 1,5 mil que no período homólogo de 2018.

Esta evolução, concluiu o PressTUR, foi proporcionada pelos aumentos de 925 turistas residentes em Portugal nos estabelecimentos da ilha de Santiago, onde se localiza a capital, Cidade da Praia, a que se somaram mais 636 na ilha do Sal e mais 63 no conjunto da restantes ilhas.

Boavista e São Vicente, por sua vez, tiveram respectivamente menos 91 e menos 73 turistas residentes em Portugal.

Assim, estas foram também as únicas ilhas que no segundo trimestre deste ano tiveram menos dormidas de turistas residentes em Portugal que no período homólogo de 2018, com decréscimos de 14,7% ou 655 em São Vicente e de 1,2% ou 267 na Boavista, segunda ilha turística mais procurada do país.

O maior aumento de dormidas de turistas residentes em Portugal no segundo trimestre deu-se na ilha do Sal, com mais 3,8 mil que há um ano, seguida por Santiago, com mais 1,6 mil, e o conjunto das restantes ilhas, com mais 190.

O Sal concentrou assim 62,5% das dormidas de residentes em Portugal na hotelaria de Cabo Verde no segundo trimestre, com um total de 68,2 mil, A Boavista teve 20,4%, com 22,2 mil, Santiago teve 12,1%, com 13,2 mil, São Vicente teve 3,5%, com 3,8 mil, e o conjunto das restantes ilhas teve 1,6%, com 1,7 mil.

Relativamente ao segundo trimestre de 2018, o Sal reforçou a sua quota em 0,8 pontos, Santiago aumentou em um ponto e o conjunto das restantes ilhas teve +0,1 pontos, enquanto a Boavista baixou 1,2 pontos e São Vicente, 0,8 pontos.

Ver também:

Hotelaria de Cabo Verde fecha 1º semestre com mais 30 mil hóspedes

 

Clique para ver mais: Cabo Verde

Clique para ver mais: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

OTA de hotéis Amoma cessa e culpa “comparadores de preços”

16-09-2019 (11h08)

A agência de reservas hoteleiras Amoma, em www.amoma.com, que no ano passado teve vendas superiores a 500 milhões de euros, anunciou que cessa actividade e não terá como assegurar o respeito pelas responsabilidades contraídas para com os clientes.

Recuperação do Hotel de Turismo da Guarda afinal vai ser com a com a Greenfield - Câmara

10-09-2019 (21h34)

O consórcio MRG Property e MRG Construction, que ganhou o concurso para a recuperação do Hotel de Turismo da Guarda, vai ceder a sua posição contratual à Greenfield SGPS, anunciou o presidente da Câmara.

RevPAR dos hotéis de Lisboa caiu forte em Julho, mas ainda foi a 2ª melhor de sempre do mês

05-09-2019 (15h49)

Os melhores hotéis da cidade de Lisboa tiveram este Julho quedas da receita média de quartos por quarto disponível (RevPAR) entre 7,5% e 8,2%, de acordo com dados do Observatório da Associação de Turismo de Lisboa, que mostram que, porém, ainda atingiram valores que são os segundos melhores de sempre para um mês de Julho desde pelo menos 2007.

GEA lança plataforma para comparar hotéis de diferentes fornecedores

05-09-2019 (11h52)

O Grupo GEA lançou uma plataforma que permite aos agentes de viagens da sua rede comparar hotéis de diferentes fornecedores, como Bedsonline, Jumbobeds, Tour 10, Welcome Beds, Veturis e W2M Pro.

Hotelaria de Porto Santo alcança 90% de ocupação no Festival Colombo

05-09-2019 (10h56)

A taxa de ocupação hoteleira no Porto Santo deverá atingir os 90% durante o Festival Colombo, que decorre entre 12 e 14 de Setembro, disse a secretária regional do Turismo e Cultura da Madeira, Paula Cabaço.

Noticias mais lidas