‘Tax Free’ também indica queda dos gastos de turistas chineses em Portugal

01-07-2016 (17h29)

A China ‘junta-se’ a Angola e Brasil num decréscimo dos gastos dos seus turistas em Portugal, de acordo com os dados da Global Blue publicados hoje pelo Observatório do Turismo de Lisboa, o qual indica quebras acima de 20% da variação do total das compras em Maio face ao mês homólogo de 2015.

A informação publicada indica que é da parte dos brasileiros que há a maior queda, em 30%, com -29% no número de compras.

Seguem-se os turistas residentes na China, com -28% na variação total de compras, embora mantendo-se o número de compras, e depois vêm os residentes em Angola, com -22% na variação total de compras, com igual decréscimo no número de compras.

Angola, China e Brasil são os três mercado a que a Global Blue, que actua na recuperação do IVA por parte de turistas residentes fora da União Europeia, Angola, China e Brasil são os três mercados com maior, respectivamente com 38%, 17% e 14%, a que se seguem os Estados Unidos, com 3%, e Moçambique, com 2%.

Para estes dois emissores, os dados indicam que da parte dos turistas dos Estados Unidos há uma variação total de compras de +22%, com +19% em número de compras, e da parte dos residentes em Moçambique a variação total de compras é de -10% apesar de +7% em número de compras.

Dados do Banco de Portugal recolhidos pelo PressTUR relativos ao primeiro quadrimestre apontavam já para uma queda dos gastos de turistas chineses em Portugal.

A China é um dos emissores de que o Banco de Portugal deixou de publicar mensalmente os dados de gastos em Portugal dos seus residentes, mas a informação evidencia uma queda em 17,4% dos gastos de residentes na Ásia, de que o primeiro emissor tem sido a China.

Relativamente a Angola e ao Brasil, os dados do Banco de Portugal indicavam quebras dos gastos em Portugal no primeiro quadrimestre respectivamente em 49,4% e em 11,9%, enquanto para os Estados Unidos indicavam uma subida em 7,9% (para ler mais clique: Receitas turísticas portuguesas penalizadas por quebras de Angola, Brasil e Ásia em 134,76 milhões).

 

Clique para mais notícias: Hotelaria de Lisboa

Clique para mais notícias: Observatório do Turismo de Lisboa

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Lisboa

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Projecto de remodelação do Praia D'El Rey Marriott foi concluído

21-03-2019 (15h51)

O Praia D’El Rey Marriott Golf & Beach Resort, no concelho de Óbidos, completou este ano uma remodelação de quatro milhões de euros, que visa tornar a unidade uma referência na Península Ibérica.

Dormidas de turistas portugueses na Alemanha sobem 7,5% em 2018

20-03-2019 (17h45)

A Alemanha somou 484,4 mil dormidas de turistas portugueses em 2018, o que corresponde a um aumento de 7,5% face ao ano anterior, mas representa um abrandamento face ao crescimento alcançado em 2017.

Travelplan alerta agentes de viagens para entrada em vigor da "ecotaxa" no México

20-03-2019 (16h18)

O operador turístico Travelplan está a alertar os agentes de viagens para a entrada em vigor de um imposto de saneamento ambiental no México, designado "ecotaxa", no valor de cerca de 1 euro por quarto, por noite.

Villa Termal Caldas de Monchique quer ser “um verdadeiro hub de bem-estar”

20-03-2019 (14h21)

A Villa Termal Caldas de Monchique Spa Resort, no Algarve, tem novos donos e está a ser remodelada para ser “um verdeiro hub de bem-estar”, anunciou um dos accionistas do resort, Miguel Velez.

Meliá abriu “o seu mais espectacular hotel no Vietname”

20-03-2019 (13h16)

“Uma das grandes jóias de 2019”, é assim que o grupo espanhol Meliá Hotels International apresenta o seu novo resort no Vietname, o Meliá Ho Tram, um 5-estrelas sobre a praia em que todos os quartos têm vista para o mar.