Sonae Capital aumenta unidades em exploração com Aqualuz Suite Hotel Lagos

06-02-2019 (12h05)

A Sonae Capital anunciou hoje que vai assumir a exploração do hotel Aqualuz Suite Hotel Lagos, após a compra da Aqualuz - Turismo e Lazer, iniciando assim a sua presença na hotelaria do Algarve.

Em comunicação à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Sonae Capital diz que, “nos últimos exercícios, a exploração do hotel Aqualuz Suite Hotel Lagos, no Algarve, tem acompanhado a evolução positiva do sector hoteleiro português, vindo a apresentar melhorias nos seus resultados operacionais e financeiros”.

Deste modo, a integração desta operação “no segmento de Hotelaria da Sonae Capital permitirá enriquecer o actual portefólio com mais uma operação no segmento Sol e Praia (a juntar às operações no Troia Resort), de contributo positivo ao nível do EBITDA [resultado antes de impostos, juros e depreciações], e desenvolver efeitos de rede na operação”, acrescenta.

A Sonae Capital, além de explorar unidades no Porto e em Tróia, “passa a desenvolver também a actividade de exploração hoteleira no Algarve, que é um dos principais destinos turísticos nacionais, sendo responsável por um terço das dormidas totais em Portugal”.

Entre Janeiro e Setembro, o número de dormidas no Algarve subiu 6,6% para 18,3 milhões.

“A Sonae Capital reforçará também a sua rede com a entrada na cidade de Lisboa, na sequência de ter sido escolhida como concessionária da unidade hoteleira a instalar na Estação de Santa Apolónia”, realça a empresa (para ler mais clique: Sonae vai investir 12 milhões num hotel na estação de Santa Apolónia).

/empresas---negocios/sonae-vai-investir-12-milhoes-num-hotel-na-estacao-de-santa-apolonia-2/

O segmento de Hotelaria da Sonae Capital “passará a deter seis unidades em exploração, marcando presença no Porto e em Lisboa (segmento 'city-break'), bem como em Lagos e em Troia (segmento Sol e Praia). Este portfólio permitirá, assim, endereçar o futuro com uma oferta de experiências diversificadas e à medida das necessidades dos clientes”, conclui.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Sonae

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Apoios do Governo para projectos turísticos no interior de Portugal ascendem a 310 milhões de euros

15-02-2019 (17h11)

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, afirmou hoje que o Governo apoiou com cerca de 310 milhões de euros investimentos no sector do turismo no interior do país, no âmbito dos programas Valorizar e Portugal 2020.

Espanha foi o único dos grandes emissores europeus a crescer em 2018 na hotelaria portuguesa

14-02-2019 (16h26)

Quatro dos cinco principais emissores europeus para a hotelaria portuguesa evoluíram em baixa no ano passado, acumulando uma quebra de 1,3 milhões de dormidas, que apenas muito parcialmente foi compensada pelo aumento da única excepção, de Espanha, cujos residentes fizeram mais 78,3 mil que em 2017.

Estados Unidos foram emissor internacional que mais aumentou dormidas na hotelaria portuguesa em 2018

14-02-2019 (16h21)

Os Estados Unidos subiram em 2018 a 7º principal emissor internacional para a hotelaria portuguesa, ultrapassando a Irlanda, por um aumento de 313,2 mil pernoitas, que foi o maior do ano de todos os mercados internacionais, seguido pelo Brasil, com mais 189,8 mil, e Canadá, com mais 105,5 mil.

Subida de preços garante 6º ano consecutivo de subida de proveitos da hotelaria portuguesa

14-02-2019 (16h16)

A hotelaria portuguesa manteve em 2018 a tendência de subida de proveitos que iniciou em 2013, mas com suporte apenas nos preços, o que levou a um acentuado abrandamento do crescimento das receitas, que foi superior a 17% nos anos de 2016 e 2017 e no ano passado baixou para 6,5%.

IHG compra dona do Six Senses Douro Valley por 265 milhões de euros

14-02-2019 (14h35)

O InterContinental Hotels Group (IHG) comprou a Six Senses Hotels Resorts Spas, que, entre outros hotéis, gere desde 2015 o Six Senses Douro Valley, em Lamego, por 300 milhões de dólares, cerca de 265 milhões de euros.