RIU inaugura hotel em Madrid, no emblemático Edifício España

12-08-2019 (14h53)

A RIU Hotels & Resorts inaugurou o seu primeiro hotel em Madrid, um 4-estrelas de 585 quartos que resulta da renovação do emblemático Edifício España, uma construção dos anos 1950 localizada na Gran Vía, em frente à Plaza de España.

O Riu Plaza España, que é o primeiro hotel urbano da RIU em Espanha, tem mais de 5.000 metros quadrados de espaço para eventos e oferece “vistas espectaculares da cidade desde o seu sky bar”, descreve a rede hoteleira em comunicado.

O hotel tem ginásio, piscina exterior climatizada no 21º piso, restaurante, lobby bar e dois “sky bar”, um no piso 26 e outro no último andar, com vistas 360º sobre a cidade e uma passagem de vidro “para caminhar literalmente sobre o céu de Madrid”.

A rede hoteleira salienta na nota de imprensa pretende tornar estes dois bares em lugares de referência para visitantes, mas também para os madrilenos que queiram desfrutar destas incríveis vistas panorâmicas.

Outro dos destaques da oferta do Riu Plaza España é o espaço para eventos e reuniões, mais de 5.000 metros quadrados em 17 salas de reuinões, terraço para eventos no 21º piso e as zonas de restauração.

Entre os espaços para eventos, o destaque vai para a Sala Madrid, que tem capacidade para 1.500 pessoas, com luz natural.

Há anos que a RIU procurava uma oportunidade para abrir um hotel em Madrid “e poder fazê-lo no coração da cidade, num edifício tão emblemático, supera todas as expectativas”, afirmou o CEO da RIU Hotels, Luis Riu, citado no comunicado.

“Durante dois anos aplicámos o nosso melhor talento, toda a nossa experiência e um grande esforço para tornar real este novo hotel que devolve a vida ao Edifício España e esperamos que também sirva de alavanca para regenerar a zona”, acrescentou Luis Riu.

Com a abertura deste hotel, o grupo hoteleiro passa a contar com um total de sete hotéis urbanos, da marca Riu Plaza, além de outros três em construção em Londres, Toronto e Nova Iorque.

O primeiro hotel de cidade da RIU inaugurou em 2010, no Panamá, seguindo-se Guadalajara no México, Miami e Nova Iorque, nos EUA, Berlim, na Alemanha, e Dublin, na Irlanda.

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: RIU Hotels & Resorts

Clique para ver mais: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Porto lidera aumento de dormidas na hotelaria em Julho

16-09-2019 (16h32)

O Porto foi o município com o maior aumento de dormidas em Julho, com mais 49,7 mil pernoitas que no mês homólogo de 2018 (+12,2%), mas sem pôr em causa a liderança do município de Lisboa em número de dormidas, com 1,326 milhões, que significaram 16,3% do total do país.

Quebra generalizada da estada média ‘come’ aumento de turistas alojados na hotelaria portuguesa

16-09-2019 (15h31)

O tempo médio de permanência de turistas em alojamentos turísticos portugueses caiu de forma generalizada no mês de Julho, pelo que, levando a que apesar se ter registado um aumento em 5,4% do número de hóspedes, em número de dormidas essa maior afluência de clientes traduziu-se num aumento de apenas 2,2%.

Mês de férias no Brasil ‘dá’ mais 51,7 mil dormidas ao alojamento turístico português

16-09-2019 (14h19)

Apesar das quebras de dormidas de nove dos 16 maiores emissores internacionais, a hotelaria portuguesa acabou Julho com mais 111,6 mil dormidas de turistas residentes no estrangeiros, graças nomeadamente ao aumento de 51,7 mil dormidas de residentes no Brasil, onde o mês de Julho é um dos mais fortes em turismo e viagens.

Maioria dos maiores emissores internacionais faz menos dormidas na hotelaria portuguesa em Julho

16-09-2019 (13h30)

A hotelaria portuguesa teve este mês de Julho quebras de dormidas de nove dos 16 principais emissores internacionais, as maiores das quais de turistas residentes nos Países Baixos (menos 26,5 mil), na Alemanha (menos 22,6 mil), no Canadá (menos 21 mil) e na Bélgica (menos 15 mil).

OTA de hotéis Amoma cessa e culpa “comparadores de preços”

16-09-2019 (11h08)

A agência de reservas hoteleiras Amoma, em www.amoma.com, que no ano passado teve vendas superiores a 500 milhões de euros, anunciou que cessa actividade e não terá como assegurar o respeito pelas responsabilidades contraídas para com os clientes.

Noticias mais lidas