Rio de Janeiro e São Paulo concentram 17,5% dos quartos de hotel em contrução na América Latina em Janeiro

15-02-2016 (16h13)

As cidades brasileiras Rio de Janeiro e São Paulo concentram 17,5% dos 32.435 quartos de hotel em construção durante o mês de Janeiro na América Latina, segundo permitem calcular os dados divulgados hoje pela STR Global.

A América do Sul e a América Central tinham em Janeiro 472 hotéis confirmados, em fase de construção ou em planeamento, com um total de 74.402 quartos, mais 6,7% que no mês homólogo do ano passado.

Na fase de construção, a região registava em Janeiro 196 hotéis, com um total de 32.435 quartos, mais 20,5% que em Janeiro de 2015.

Os dados divulgados hoje pela STR Global permitem calcular que Rio de Janeiro e São Paulo concentram 5.662 quartos de hotel em construção, 17,5% do total, em 25 hotéis, 12,8% do total.

O Rio de Janeiro somava em Janeiro o maior número de quartos de hotel em construção na região, com 4.336 quartos em 19 hotéis, seguindo-se São Paulo, com 1.326 quartos em seis hotéis.

Com mais de mil quartos de hotel em construção no mês de Janeiro na América do Sul e na América Central conta-se ainda a Cidade do Panamá, com 1.076 quartos em seis hotéis.

 

Ver também:

Londres, Istambul, Moscovo e Berlim têm 25,1% dos quartos de hotel em construção na Europa em Janeiro

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: STR Global

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Luís Correia é o novo chef executivo do Praia D'El Rey

16-11-2018 (13h34)

O chef Luís Correia, com mais de 30 anos de experiência em restauração e hotelaria, é o novo chef executivo do Praia D'El Rey Golf & Beach Resort, na Amoreira, perto de Peniche.

Cascais também duplica taxa turística em 2019

15-11-2018 (16h56)

O presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, disse hoje no Congresso da AHP, a decorrer em Lisboa, que vai acompanhar Lisboa no aumento da a taxa turística em 2019, de um para dois euros por noite.

Crescimento dos proveitos da hotelaria portuguesa tende a ‘aterrar’

15-11-2018 (15h43)

O crescimento dos proveitos da hotelaria portuguesa foi em Setembro o mais fraco dos 53 meses que já levam de alta, e com uma queda significativa na área metropolitana de Lisboa, na ordem dos cinco milhões de euros.

Quebra da hotelaria portuguesa não está tanto nas chegadas de turistas, mas no tempo que permanecem

15-11-2018 (13h22)

As quebras de dormidas de turistas residentes no estrangeiro na hotelaria portuguesa deve-se mais à redução do seu tempo médio de permanência do que a decréscimo das chegadas, que até estão com um ligeiro aumento e atingem um novo recorde para os primeiros nove meses, concluiu o PressTUR dos dados divulgados hoje pelo INE.

“Dormidas de não residentes continuaram a diminuir”, diz balanço do INE relativo a Setembro

15-11-2018 (11h30)

Os estabelecimentos de alojamento turístico portugueses tiveram em Setembro uma queda das dormidas de turistas residentes no estrangeiro em 4,9%, depois de descidas de 4,7% em Agosto, de 4,5% em Julho e de 5,5% em Junho.