Receitas dos hotéis Vila Galé em Portugal sobem 6,2% por aumento do preço médio - administrador

09-01-2019 (17h53)

O preço médio dos hotéis Vila Galé em Portugal no ano passado subiu 7% face a 2017, o que possibilitou que, apesar de uma ligeira quebra na ocupação, as receitas do grupo tenham aumentado 6,2%, anunciou hoje o seu administrador Gonçalo Rebelo de Almeida.

O executivo, que falava à imprensa num almoço em Paço de Arcos, revelou que a Vila Galé fechou o ano de 2018 em Portugal com 112 milhões de euros de receitas, mais 6,5 milhões ou mais 6,2% que em 2017.

Excluindo os novos hotéis inaugurados em 2018, em Sintra e Braga, o aumento das receitas foi de 1,3 milhões, especificou.

A avaliação avançada por Gonçalo Rebelo de Almeida é de que em Portugal “o ano em termos de receitas revelou-se positivo, apesar de já [registar] uma ligeira queda de 2% nos quartos ocupados”, para um total de 977 mil, embora com o número de hóspedes a manter-se em linha com 2017, porque a estada média teve uma “ligeira queda”.

“Estamos a falar de números que não são nada preocupantes. É um ligeiro reajustamento”, para o qual contribuíram a “instabilidade no Reino Unido, que continua a ser um dos principais mercados para Portugal” e o “reaparecimento ou a nova dinâmica de destinos como a Turquia, a Tunísia e o Egipto”.

“Globalmente ainda conseguimos crescer cerca de 7% no preço médio, o que foi aquilo que na prática originou que, apesar de uma ligeira quebra na ocupação, a receita ainda assim consiga ser aquilo que foi o ano passado”, frisou o administrador.

O mercado português continua a ser o principal mercado para os hotéis Vila Galé, com 30% das dormidas, seguido pela Alemanha e Inglaterra, “mais ou menos equiparados”, uma vez que “a Inglaterra acabou por cair um bocadinho mais que a Alemanha”.

Como factores positivos, Gonçalo Rebelo de Almeida destacou “crescimentos significativos do mercado brasileiro” e do mercado norte-americano, que entrou para o Top 10 dos principais emissores, essencialmente nos hotéis de Lisboa, Alentejo, Centro e Norte.

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Vila Galé

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

RIU Palmeras reabre após investimento de 22 milhões de euros

20-08-2019 (15h02)

A RIU Hotels & Resorts anunciou que reabriu o seu primeiro hotel localizado na Gran Canária, o Riu Palmeras, após uma renovação em que investiu 22 milhões de euros.

Trabalhadores dos hotéis da Fundação INATEL estão hoje em greve

16-08-2019 (12h43)

Os trabalhadores do sector hoteleiro da Fundação INATEL estão hoje em greve para reivindicar melhorias salariais e a um horário de trabalho de 35 horas semanais.

EUA subiram em Junho a maior mercado fora da Europa para a hotelaria portuguesa

14-08-2019 (17h00)

Os turistas residentes nos Estados Unidos foram no mês de Junho os não europeus que fizeram mais dormidas na hotelaria portuguesa, ultrapassando os brasileiros, e cotaram-se como o 5º principal emissor internacional, a seguir a Reino Unido, Alemanha, França e Espanha.

Turistas vêm mais a Portugal, mas ficam cada vez menos tempo

14-08-2019 (16h52)

O alojamento turístico português viu-se mais uma vez confrontado em Junho com um maior afluxo de turistas estrangeiros que não se traduz na mesma proporção em dormidas, porque a estada média cai desde pelo menos 2013, tendo pela primeira vez sido inferior às três noites.

Portugueses, espanhóis, brasileiros e americanos proporcionam melhor Junho de sempre em número de clientes

14-08-2019 (15h47)

A hotelaria portuguesa teve este ano um total recorde para um mês de Junho com 2,71 milhões de hóspedes alojados, graças principalmente aos aumentos de turistas residentes em Portugal, em Espanha, no Brasil e nos Estados Unidos.

Noticias mais lidas