Receitas dos hotéis Vila Galé em Portugal sobem 6,2% por aumento do preço médio - administrador

09-01-2019 (17h53)

O preço médio dos hotéis Vila Galé em Portugal no ano passado subiu 7% face a 2017, o que possibilitou que, apesar de uma ligeira quebra na ocupação, as receitas do grupo tenham aumentado 6,2%, anunciou hoje o seu administrador Gonçalo Rebelo de Almeida.

O executivo, que falava à imprensa num almoço em Paço de Arcos, revelou que a Vila Galé fechou o ano de 2018 em Portugal com 112 milhões de euros de receitas, mais 6,5 milhões ou mais 6,2% que em 2017.

Excluindo os novos hotéis inaugurados em 2018, em Sintra e Braga, o aumento das receitas foi de 1,3 milhões, especificou.

A avaliação avançada por Gonçalo Rebelo de Almeida é de que em Portugal “o ano em termos de receitas revelou-se positivo, apesar de já [registar] uma ligeira queda de 2% nos quartos ocupados”, para um total de 977 mil, embora com o número de hóspedes a manter-se em linha com 2017, porque a estada média teve uma “ligeira queda”.

“Estamos a falar de números que não são nada preocupantes. É um ligeiro reajustamento”, para o qual contribuíram a “instabilidade no Reino Unido, que continua a ser um dos principais mercados para Portugal” e o “reaparecimento ou a nova dinâmica de destinos como a Turquia, a Tunísia e o Egipto”.

“Globalmente ainda conseguimos crescer cerca de 7% no preço médio, o que foi aquilo que na prática originou que, apesar de uma ligeira quebra na ocupação, a receita ainda assim consiga ser aquilo que foi o ano passado”, frisou o administrador.

O mercado português continua a ser o principal mercado para os hotéis Vila Galé, com 30% das dormidas, seguido pela Alemanha e Inglaterra, “mais ou menos equiparados”, uma vez que “a Inglaterra acabou por cair um bocadinho mais que a Alemanha”.

Como factores positivos, Gonçalo Rebelo de Almeida destacou “crescimentos significativos do mercado brasileiro” e do mercado norte-americano, que entrou para o Top 10 dos principais emissores, essencialmente nos hotéis de Lisboa, Alentejo, Centro e Norte.

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Vila Galé

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Turistas portugueses na hotelaria espanhola aumentam 14,3% em Maio

24-06-2019 (15h27)

A hotelaria espanhola teve alojados este mês de Maio quase 121 mil turistas residentes em Portugal, que significam um aumento em 14,3% ou cerca de 15 mil face ao mês homólogo de 2018.

Alemanha, França e Países Baixos provocam queda de dormidas de estrangeiros na hotelaria espanhola em Maio

24-06-2019 (15h23)

A hotelaria espanhola teve este mês de Maio menos quase 480 mil dormidas de turistas estrangeiros, pelas quebras de pernoitas de residentes na Alemanha, em França e Países Baixos, num total de 1,16 milhões.

Quebra de dormidas de alemães na hotelaria espanhola atinge 1,3 milhões nos primeiros cinco meses

24-06-2019 (15h19)

A Alemanha, segundo maior mercado internacional para a hotelaria espanhola, representando 12,9% dos clientes estrangeiros e 19,1% das suas dormidas nos primeiros cinco meses deste ano, regista no final de Maio uma quebra de 1,3 milhões de dormidas em relação ao período homólogo de 2018, sendo assim a causa principal da quase estagnação dos mercados internacionais neste período.

Governo congratula-se com abertura de primeiro hotel resultante do programa Revive

23-06-2019 (15h29)

O ministro do Planeamento, Nelson de Sousa, congratulou-se hoje com a abertura oficial no interior do país do hotel Vila Galé Collection Elvas (Portalegre), primeira unidade resultante da aplicação do programa Revive a ser inaugurada.

Jorge Rebelo de Almeida confirma proposta do Vila Galé para o Palácio Rio Branco na Bahia

23-06-2019 (15h11)

O presidente do Grupo Vila Galé, Jorge Rebelo de Almeida, confirmou hoje que o grupo apresentou uma proposta para reabilitar o Palácio Rio Branco, em Salvador, capital do estado da Bahia, no âmbito da implementação do programa Revive naquele estado brasileiro.

Ultimas Noticias

Noticias mais lidas