PwC mais que duplica previsão de crescimento da RevPAR dos hotéis do Porto este ano

08-03-2017 (14h17)

A consultora PwC aponta o Porto como a cidade europeia onde a hotelaria vai ter este ano a subida mais forte da RevPAR, apontando para um aumento em 14,8%, quando há um ano previa um aumento em 5,8% e cotava o Porto na 3ª posição, depois de Dublin (+8,2%) e Lisboa (+6,9%).

Uma comparação dos dados da edição de 2016 do PwC European Cities Hotel Forecast e a informação entretanto avançada sobre a edição deste ano, que o PressTUR consultou pela imprensa especializada internacional um vez que a sua representação em Portugal não a facultou, mostra que o Porto é o único caso entre as cidades líderes de enorme divergência entre as previsões para 2017 em 12 meses.

Entre a previsão da edição do ano passado do PwC European Cities Hotel Forecast e a informação divulgada na segunda-feira, de acordo com um press release publicado pelo “Hotel News Resource”, a previsão de crescimento da RevPAR da hotelaria do Porto mais que duplica, dando um salto de nove pontos percentuais, de 5,8% para 14,8%.

Este ‘salto’ leva o Porto à liderança do ranking publicado agora pela PwC, quando há um ano a liderança era de Dublin, com uma previsão da subida da RevPAR em 8,2%, entretanto melhorada na edição deste ano para 8,7%, não evitando ainda assim cair para nº 2.

A seguir a Dublin está este ano Budapeste, com um aumento da RevPAR em 6,8%, que há um ano não figurava no ranking, e depois vêm Madrid e Lisboa, respectivamente com aumentos em 5,9% e 5,6%, que significam que no caso da capital espanhola houve um ‘upgrade’ em dois pontos percentuais face aos +3,8% indicados há um ano, e no caso da portuguesa houve um ‘downgrade’ de 1,3 pontos face aos 6,9% indicados há um ano.

Da informação publicada pela PwC no Reino Unido não consta qualquer referência às razões para estas ‘rectificações’, com realce para o caso do Porto, mas na edição de 2016 do PwC European Cities Hotel Forecast a empresa reconhecia, sobre as suas previsões, que embora tivessem apontado na direcção certa, “o crescimento foi bastante superior do que a escala que tínhamos antecipado na nossa última previsão”.

Um dos casos eventualmente foi o de Lisboa, para onde a PwC apontou para um aumento da RevPAR em 2016 em 5,7% e segundo o Observatório do Turismo de Lisboa, que vários hoteleiros descreveram ao PressTUR como a mais fiável fonte de informação sobre os hotéis da capital portuguesa, os hotéis de 5-estrelas terminaram o ano com uma subida de 8,8%, os 4-estrelas com +8,9% e os 3-estrelas com +11,2%.

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Hotéis portugueses também resvalaram para queda de dormidas no mês de Julho

17-09-2018 (16h31)

Os hotéis, as pousadas e os aldeamentos são os únicos estabelecimentos de alojamento turístico que no fim de Julho ainda estão com aumento de dormidas este ano, mas o último mês do período já foi também de quebra, ainda que menor que a média do sector, em 1,5%, segundo os dados do INE.

Aumento da receita média por turista em 8,3% garante 51º mês de subida de proveitos da hotelaria portuguesa

17-09-2018 (16h24)

A hotelaria portuguesa teve este ano pela primeira vez mais de 210 euros de receita média por turista alojado, o que lhe permitiu atingir o 51º mês consecutivo de aumento de proveitos mesmo tendo sofrido quebras de hóspedes e dormidas.

Só Porto, Lisboa e Alentejo estão a escapar à ‘viragem’ da tendência do turismo internacional

17-09-2018 (15h48)

A hotelaria portuguesa viu agravar-se em Julho o balanço negativo das dormidas de turistas estrangeiros, ao qual apenas estão a escapar as regiões Porto e Norte, Área Metropolitana de Lisboa e Alentejo, que continuam a manter crescimento.

Hilton associa-se à Playa Hotels para abrir novos resorts all-inclusive nas Caraíbas

17-09-2018 (14h46)

A Hilton criou uma aliança com a Playa Hotels & Resorts para abrir novos resorts de operação em regime de tudo incluído (TI), começando com duas unidades nas Caraíbas e na América Latina.

Airbnb geriu alojamento de quase 1,4 milhões de pessoas em Portugal este Verão

17-09-2018 (14h09)

A plataforma de alojamento Airbnb geriu o alojamento de quase 1,4 milhões de pessoas em Portugal entre 1 de Junho e 31 de Agosto, mais 18% que no período homólogo do ano passado.