PwC mais que duplica previsão de crescimento da RevPAR dos hotéis do Porto este ano

08-03-2017 (14h17)

A consultora PwC aponta o Porto como a cidade europeia onde a hotelaria vai ter este ano a subida mais forte da RevPAR, apontando para um aumento em 14,8%, quando há um ano previa um aumento em 5,8% e cotava o Porto na 3ª posição, depois de Dublin (+8,2%) e Lisboa (+6,9%).

Uma comparação dos dados da edição de 2016 do PwC European Cities Hotel Forecast e a informação entretanto avançada sobre a edição deste ano, que o PressTUR consultou pela imprensa especializada internacional um vez que a sua representação em Portugal não a facultou, mostra que o Porto é o único caso entre as cidades líderes de enorme divergência entre as previsões para 2017 em 12 meses.

Entre a previsão da edição do ano passado do PwC European Cities Hotel Forecast e a informação divulgada na segunda-feira, de acordo com um press release publicado pelo “Hotel News Resource”, a previsão de crescimento da RevPAR da hotelaria do Porto mais que duplica, dando um salto de nove pontos percentuais, de 5,8% para 14,8%.

Este ‘salto’ leva o Porto à liderança do ranking publicado agora pela PwC, quando há um ano a liderança era de Dublin, com uma previsão da subida da RevPAR em 8,2%, entretanto melhorada na edição deste ano para 8,7%, não evitando ainda assim cair para nº 2.

A seguir a Dublin está este ano Budapeste, com um aumento da RevPAR em 6,8%, que há um ano não figurava no ranking, e depois vêm Madrid e Lisboa, respectivamente com aumentos em 5,9% e 5,6%, que significam que no caso da capital espanhola houve um ‘upgrade’ em dois pontos percentuais face aos +3,8% indicados há um ano, e no caso da portuguesa houve um ‘downgrade’ de 1,3 pontos face aos 6,9% indicados há um ano.

Da informação publicada pela PwC no Reino Unido não consta qualquer referência às razões para estas ‘rectificações’, com realce para o caso do Porto, mas na edição de 2016 do PwC European Cities Hotel Forecast a empresa reconhecia, sobre as suas previsões, que embora tivessem apontado na direcção certa, “o crescimento foi bastante superior do que a escala que tínhamos antecipado na nossa última previsão”.

Um dos casos eventualmente foi o de Lisboa, para onde a PwC apontou para um aumento da RevPAR em 2016 em 5,7% e segundo o Observatório do Turismo de Lisboa, que vários hoteleiros descreveram ao PressTUR como a mais fiável fonte de informação sobre os hotéis da capital portuguesa, os hotéis de 5-estrelas terminaram o ano com uma subida de 8,8%, os 4-estrelas com +8,9% e os 3-estrelas com +11,2%.

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Subir demasiado o preço pode significar perder mercado britânico para outros destinos - directora do Conrad Algarve

22-06-2018 (17h05)

“Se aumentarmos demasiado os preços, poderemos perder o negócio para outros destinos na Europa”, disse em entrevista ao PressTUR a directora do Conrad Algarve, Katharina Schlaipfer, ao avaliar a procura do mercado britânico e os preços da hotelaria portuguesa.

“Hilton gostaria de expandir a sua presença em Portugal” - afirma directora do Conrad Algarve

22-06-2018 (17h01)

O crescimento do turismo em Portugal está a despertar o interesse da Hilton em "expandir a sua presença" no país, disse em entrevista ao PressTUR a directora do Conrad Algarve, Katharina Schlaipfer, sem contudo revelar projectos.

2017 foi um ano fantástico para o Conrad Algarve, que esteve praticamente esgotado de Abril a Outubro – directora

22-06-2018 (16h59)

"Um ano fantástico" é como a directora do Conrad Algarve caracteriza o ano de 2017 para a unidade da Hilton em Vilamoura, que realça que o hotel esteve "praticamente esgotado durante toda a temporada [alta], de Abril a meados de Outubro, o que não tinha sido o cenário em anos anteriores".

Accor vai estrear marca Jo&Joe no Rio de Janeiro

21-06-2018 (16h22)

A AccorHotels anunciou que vai estrear a sua marca Jo&Joe no Rio de Janeiro, no Brasil, ocupando seis casarões no Largo do Boticário, no bairro de Cosme Velho, através de um investimento de cerca de 50 milhões de reais, aproximadamente 11,5 milhões de euros.

Quinta da Pacheca aumenta capacidade hoteleira com investimento de 4,9 milhões de euros

21-06-2018 (11h33)

A unidade hoteleira The Wine House Hotel Quinta da Pacheca, localizada no Douro, está a desenvolver um projecto de renovação e aumento da sua oferta com um investimento de 4,9 milhões de euros.