Pestana CR7 encaixa “perfeitamente” em Marraquexe – José Roquette

24-01-2018 (18h41)

"Marraquexe é um destino que tem o perfil e que tem um tipo de procura que se adequa perfeitamente à marca Pestana CR7", avaliou o administrador do grupo José Roquette, ao anunciar o quinto projecto da marca que junta Cristiano Ronaldo e Dionísio Pestna.

O Pestana CR7 Marrakech, que terá 164 quartos, 80% dos quais suites, ainda levará cerca de 18 meses a construir e deverá abrir em 2019, pela mesma altura que o Pestana Marrakech Medina.

Ter hotéis das duas marcas na mesma cidade "faz sentido", disse hoje numa conferência de imprensa José Roquette, defendendo que "segmenta muito bem o mercado e faz com que consigamos assim ter acesso a dois tipos de clientes que esta cidade espectacular que é Marraquexe consegue atrair".

"Vamos ganhar não só presença na cidade, mas uma massa crítica importante e vamos conseguir fazer aqueles que são os dois segmentos fundamentais que aquela cidade atrai, que é um segmento de topo mais virado para um produto mais exclusivo e um produto mais médio", frisou o administrador.

O investimento será do grupo marroquino que é o promotor do complexo M Avenue, onde o hotel ficará inserido, um espaço de cinco hectares adjacente ao Four Seasons Resort Marrakech, com 17 mil metros quadrados de área para lojas, restaurantes, cafés e galerias.

Um dos espaços que o M Avenue terá e que José Roquette destacou na sua apresentação é um Centro Cultural com três mil metros quadrados, orientado "para mostrar ao turista a cultura árabe, um projecto espectacular do ponto de vista de modernidade".

O complexo terá ainda 140 unidades de aparthotel, 96 apartamentos Four Seasons Private Residences, 60 apartamentos M Residences, 4.500 metros quadrados de área para escritórios e 1.500 metros quadrados de área para Saúde e Bem-estar.

A marca Pestana CR7, segundo José Roquette, tem possibilitado ao grupo criar hotéis de 4-estrelas com um preço médio mais elevado que a média dos 4-estrelas.

"Estamos a conseguir posicioná-lo num nível de preço médio que é uns 10/15% superior aquilo que seria um 4-estrelas convencional", disse o administrador, que frisou mesmo ver "potencial para ser mais".

Em Lisboa e no Funchal, o preço médio dos hotéis Pestana CR7 é de cerca de 150 euros, mas José Roquette considera que, a nível de preços, a capital portuguesa está "na terceira divisão".

"Em termos de preço médio, Lisboa tem um longo caminho a percorrer para ser aproximar" de outras cidades europeias, frisou o executivo.

 

Ver também:

Pestana inicia "plano mais ambicioso de sempre" com 200 milhões para expansão até 2020

Pestana classifica 2017 como "o nosso melhor ano de sempre"

Pestana CR7 anuncia hotel em Marraquexe além do Pestana Marrakech Medina

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Pestana

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Airbnb vai passar a identificar oferta de particulares e profissionais

21-09-2018 (09h30)

A empresa Airbnb comprometeu-se a proceder até final do ano às alterações reclamadas pela Comissão Europeia em matéria de defesa do consumidor, que implicam passar a identificar oferta de particulares e profissionais e apresentar preços totais das reservas, incluindo taxas suplementares.

Holiday Inn Porto Gaia reduz uso de plástico

20-09-2018 (18h26)

O hotel Holiday Inn Porto Gaia anunciou que vai reduzir a utilização de plástico nas suas instalações, tendo já avançado para a remoção de palhinhas e copos de plástico das suas máquinas de café.

Kimpton abre o seu primeiro hotel no Reino Unido em Outubro

19-09-2018 (19h04)

O Kimpton Fitzroy London, instalado no edifício do antigo Hotel Russell, cujo design inspirou a sala de jantar do navio Titanic, vai ser a primeira unidade hoteleira da Kimpton Hotels & Restaurants no Reino Unido, aquando da sua inauguração em Outubro.

Riu Hotels compra edifício em Londres para o seu primeiro hotel no Reino Unido

19-09-2018 (18h58)

A Riu Hotels & Resorts anunciou a compra de um edifício no centro de Londres para abrir o seu primeiro hotel num país cuja nacionalidade representa “grande percentagem da clientela Riu nas Caraíbas e em Espanha”.

Hotéis portugueses também resvalaram para queda de dormidas no mês de Julho

17-09-2018 (16h31)

Os hotéis, as pousadas e os aldeamentos são os únicos estabelecimentos de alojamento turístico que no fim de Julho ainda estão com aumento de dormidas este ano, mas o último mês do período já foi também de quebra, ainda que menor que a média do sector, em 1,5%, segundo os dados do INE.