Óbidos adia taxa turística para Janeiro de 2020

01-10-2019 (16h19)

Foto: www.cm-obidos.pt
Foto: www.cm-obidos.pt

A Câmara de Óbidos adiou para Janeiro de 2020 a entrada em vigor da taxa turística, prevista inicialmente para o último trimestre deste ano, mas cujo valor está ainda em consulta pública.

“O valor da taxa de dormida já está definido em um euro, mas está ainda a decorrer a consulta pública para que possa ser aprovado e iniciada a cobrança”, disse hoje à agência Lusa o presidente da Câmara de Óbidos, Humberto Marques.

O município tinha previsto que a taxa começasse a ser aplicada no último trimestre deste ano, mas o autarca explicou que “este período entre a aprovação final e a entrada em vigor vai ser aproveitado para explicar o procedimento aos operadores turísticos e operacionalizar todo o processo”.

O regulamento da Taxa Turística foi publicado em Novembro de 2018 em Diário da República, para entrar em vigor no primeiro dia de Dezembro, estipulando a aplicação de uma “taxa de dormida” a todos os hóspedes com mais de 13 anos que pernoitem no concelho.

Contudo, a aplicação foi adiada por, nessa altura, não estar ainda aprovado o Regulamento e Tabela de Taxas e Licenças do Município de Óbidos, que definiria o valor da taxa a cobrar.

Aquando da aprovação do Regulamento da Taxa Turística pela Assembleia Municipal de Óbidos, em Setembro de 2018, Humberto Marques avançou uma estimativa de que o valor deveria ser fixado em um euro.

O valor, disse hoje o autarca à Lusa, “mantém-se e é o que vai ser cobrado”, mas só depois de terminada a consulta pública, dentro de duas semanas, e de aprovado o regulamento na assembleia municipal, que deverá reunir-se em Novembro.

A “taxa de dormida” será aplicada a todos os hóspedes com idade superior a 13 anos que pernoitem em estabelecimentos hoteleiros, apartamentos, aldeamentos e empreendimentos turísticos, parques de campismo ou alojamento local no concelho de Óbidos, no distrito de Leiria.

O regulamento, a que a Lusa teve acesso, estabelece que o valor seja cobrado “por hóspede, por noite, até um máximo de cinco noites consecutivas no mesmo estabelecimento”, e isenta os hóspedes cuja estadia “seja motivada pela obtenção de tratamentos médicos”.

A verba foi calculada com base nos indicadores relativos à actividade turística do município, que “recebe anualmente um milhão e meio de visitantes, nacionais e estrangeiros”, refere o regulamento.

Ainda segundo o documento, a receita prevista cobrirá “aproximadamente 54%" dos custos que o turismo tem para o município, com o acréscimo de encargos em sectores como o património cultural; limpeza urbana; jardinagem e espaços verdes; águas, saneamento e serviços operativos; Gabinete de Comunicação e Imagem; e segurança e proteção civil.

O custo estimado destes serviços associados ao turismo “é de aproximadamente 370 mil euros”, refere o regulamento, no qual a câmara invoca “o princípio da justa repartição dos encargos públicos” para defender que “os custos operacionais em que incorre com a geração de utilidades aos turistas que visitam a concelho seja imputado, na proporção em que delas usufruem, a estes turistas e não à população residente do município”.

A câmara estima que o valor da receita a arrecadar em cada ano seja de aproximadamente 200 mil euros.

O valor foi calculado com base em dados do Turismo de Portugal, divulgados por Humberto Marques e que demonstram que, em 2017, o concelho registou 230 mil dormidas.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

AHP perspectiva manter este ano 400 participantes no seu Congresso anual

16-10-2019 (15h32)

O presidente da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), Raul Martins, declarou que está previsto repetir este ano os 400 congressistas na reunião anual que organizam para debater o sector e que vai reunir-se em Viana do Castelo.

Congresso da AHP vai discutir como “seduzir Espanha” e captar turistas que gastem mais

16-10-2019 (15h22)

A presidente executiva da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), Cristina Siza Vieira, anunciou ontem em Lisboa que o próximo Congresso da Associação vai ter um painel sobre a convergência ibérica e tentar perceber se é possível captar espanhóis com mais poder de compra.

Alojamento local faz 27,5% do aumento de proveitos da hotelaria portuguesa em Agosto

15-10-2019 (16h34)

O alojamento local é o segmento do alojamento turístico que mais está a crescer este ano em Portugal, tendo atingido um aumento de proveitos em Agosto, principal mês da actividade turística em Portugal, que equivale a 27,5% do aumento dos proveitos totais do sector.

Zmar contrata novos directores Comercial e de Marketing

11-10-2019 (10h39)

O Zmar, no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, reforçou a sua estrutura com a contratação de Guilherme Pinto como director Comercial e Laura Santinhos como directora de Marketing.

DoubleTree by Hilton Lisbon reforça departamento Comercial com duas contratações

07-10-2019 (14h11)

O DoubleTree by Hilton Lisbon – Fontana Park reforçou o seu departamento Comercial ao contratar Vivian Kaiser para o cargo de commercial manager e Vânia Marques para desempenhar as funções de sales manager.

Noticias mais lidas