“Nós não estamos contra a Booking. Só estamos contra a cláusula de paridade” — presidente da AHP

11-11-2017 (11h56)

"A única coisa em que nós estamos contrários é à cláusula de paridade" diz ao PressTUR o presidente da AHP, Raul Martins, relativamente à Booking, quando há um ano, na véspera do seu Congresso nos Açores anunciava que tinham em vista uma alternativa à OTA líder em Portugal.

“Nós não temos essa pretensão. O que nós sentimos é que há hotéis que não têm visibilidade, porque não têm sequer site, e nós havemos de fazer com que haja uma plataforma que tenha os hotéis todos de Portugal”, explica Raul Martins, que relativamente à Booking diz que o que a Associação gostaria é que “Portugal alinhasse” com os países que já obrigam à retirada da cláusula de paridade que ainda vigora nos contratos da OTA, como são os casos de França, Itália, Suécia, Alemanha e Áustria.

Até porque, realça, “a Booking é, para a maior parte dos hotéis, uma ferramenta muito útil” e mesmo em termos de preços “têm estado a ser um bocadinho mais modestos”.

 

PressTUR: Há um ano no congresso a questão que se punha era que a Associação iria fomentar uma ferramenta capaz de pôr os hotéis a competir com a Booking...

Raul Martins: Nós não temos essa pretensão. Os que nós sentimos é que há hotéis que não têm visibilidade, porque não têm sequer site, e nós havemos de fazer com que haja uma plataforma que tenha os hotéis todos de Portugal.

 

PressTUR: Essa plataforma avançou?

Raul Martins: Há-de avançar. A seu tempo há-de aparecer.

 

PressTUR: É preciso muito dinheiro…

Raul Martins: Não, não. Nós não somos uma alternativa à Booking. Somos um complemento. É evidente que os grandes hotéis têm o seu site e fazem as suas promoções directas e competem com a Booking dessa forma. Mas há uma situação que de uma vez por todas tem que ser regulada na Europa. Há uma queixa apresentada na Europa a dizer que a cláusula de paridade não é válida.

 

PressTUR: Mas há países que já conseguiram…

Raul Martins: Há. França, Itália, Suécia, Alemanha e Áustria … Há vários países que já denunciaram. Portugal não. Nós gostávamos que Portugal alinhasse nesses. Mas Portugal está à espera da Europa, talvez por ser muito pequeno.

 

PressTUR: Não há já uma decisão europeia?

Raul Martins: Não, é por países. Não há decisão ao nível europeu. Nós esperamos que haja este ano. França, Itália, Suécia, Alemanha e Áustria já acabaram com a imposição da cláusula de paridade. A Booking continuará a existir. A única coisa em que nós estamos contrários é à cláusula de paridade.

 

PressTUR: Que significa que o hotel não pode pôr o preço mais baixo que na Booking...

Raul Martins: Essa cláusula de paridade é ilegal. É imposta comercialmente. [Dizem:] Senão fazes assim vais para baixo.

 

PressTUR: Mas isso vai continuar a existir.

Raul Martins: Se houver uma directiva europeia que diga que a Booking não pode estar na Europa a fazer isso é evidente que dá uma força aos hotéis para negociarem essa situação.

 

PressTUR: A Booking pode sempre dizer que não há paridade, mas coloca esse hotel no 15º quinto monitor, por exemplo…

Raul Martins: 15º ou muito pior que isso... Vamos supor que a Booking acabava. Não deixávamos de ter cá os turistas. [Mas] atenção que a Booking, especialmente aos hotéis pequenos, veio trazer uma visibilidade que eles não tinham. Têm fotografias, que eles não tinham, fizeram tudo. Portanto, a Booking é, para a maior parte dos hotéis, uma ferramenta muito útil. Custa ‘x’, custa o que custa, mas há hotéis que não têm um elemento comercial. Há hotéis em Portugal que dependem a 90% da Booking.

 

PressTUR: Isto apesar de todos os bed banks que existem?

Raul Martins: Sim, sim. Nós não estamos contra a Booking. Só estamos contra a cláusula de paridade.

 

PressTUR: A certa altura também estavam preocupados com as comissões que eles cobravam.

Raul Martins: Claro.

 

PressTUR: Isso mudou?

Raul Martins: Eles têm estado a ser um bocadinho mais modestos.

 

Continua:

“Tem que haver um controlo sobre o alojamento”, defende Raul Martins

Entre hotéis e alojamento local “a concorrência não existe”, defende presidente da AHP

AHP faz avaliação positiva deste Governo, afirma presidente da Associação 

Aeroporto de Lisboa e RJET são as prioridades da ‘agenda’ da AHP

 

Ver também:

Calendário da solução aeroportuária para Lisboa “não está a ser respeitado”, alerta Raul Martins, presidente da AHP

“ATL terá que desenvolver soluções que façam prolongar a estadia”, defende Raul Martins

Redução da verba para promoção no Orçamento de Estado “é um contra-senso”

“Se temos qualidade, podemos ter melhor preço”, defende presidente da AHP

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

The Independente Collective anuncia The Indy House

22-10-2018 (15h47)

O projecto The independente Collective está a anunciar a The Indy House Rooms & Apartments, uma unidade de alojamento junto ao Largo do Intendente, em Lisboa.

Taxa turística de Vila Nova de Gaia entra em vigor em Dezembro

22-10-2018 (15h07)

A Taxa de Cidade de Vila Nova de Gaia, conhecida como taxa turística, entra em vigor em Dezembro, confirmou hoje fonte da Câmara deste concelho do distrito do Porto.

Meliá divide resort na Dominicana em dois: um para famílias e outro só para adultos

22-10-2018 (13h29)

O resort Meliá Caribe Tropical, em Playa Bávaro, República Dominicana, vai ser renovado e dividido em duas unidades, sendo uma vocacionada para famílias e outra exclusiva para adultos.

Mosteiro de Veruela será o 98º Parador de Turismo de Espanha

19-10-2018 (18h08)

Os Paradores de Turismo, em conjunto com as Cidades Património da Humanidade de Espanha, fizeram uma apresentação no Palácio de Palhavã, em Lisboa, com a presença da Embaixadora de Espanha em Portugal, Marta Betanzos, durante a qual foi anunciado que o Parador de Veruela vai ser inaugurado em 2019.

Portugal somou 22,5 mil novos registos de alojamento local até 15 de Outubro

19-10-2018 (11h39)

O Registo Nacional de Estabelecimentos de Alojamento Local (RNAL) somou 22.550 novos registos desde o início do ano até 15 de Outubro, passando a contar com um total de 77 mil registos.