Minor quer mais hotéis em Portugal, Brasil, Moçambique e até expandir para Angola

22-06-2016 (16h05)

“A marca Tivoli é uma das mais antigas que existe. Tem 85 anos. E essa é uma das razões pelas quais comprámos a Tivoli, porque a marca é muito forte”, comentou ontem o CEO da Minor Hotels acerca da estratégia do grupo a partir dessa aquisição, ao garantir que tenciona manter a Tivoli como uma das marcas do grupo.

“Essa é a razão pela qual comprámos o grupo”, chegou a afirmar Dillip Rajakarier, que garantiu querer mais hotéis com essa marca, e não apenas em Portugal.

 

— Que planos tem o grupo para o Brasil?

Dillip Rajakarier: Temos dois hotéis no Brasil e estamos a olhar para mais, tanto para a Tivoli como para as nossas outras marcas.

 

— E também pretende ter mais hotéis em Portugal?

Dillip Rajakarier: Sim.

 

— Quantos?

Dillip Rajakarier: Não temos um número de hotéis que achemos necessário ter. Estamos de momento a gastar o nosso dinheiro a renovar os empreendimentos para o padrões adequados. E também estamos a gastar dinheiro em colocar sistemas e a pôr pessoas na estrutura. Uma vez que tenhamos isso feito, teremos uma plataforma a partir da qual poderemos começar a expandir. Queremos ir um passo de cada vez.

 

— E o Minor Group também quer trazer outras marcas para Portugal?

Dillip Rajakarier: Sim. Eu acho que Portugal consegue facilmente receber outra marca de 5-estrelas. Acho que poderemos trazer uma das nossas melhores marcas. Será a Anantara.

 

— Vão começar no Victoria (clique para ler: Primeiro resort Anantara na Europa vai ser no Algarve)?

/empresas---negocios/primeiro-resort-anantara-na-europa-vai-ser-no-algarve-2/

Dillip Rajakarier: Sim esse é o plano para o futuro.

 

— Mas procura mais hotéis para essa marca em Portugal?

Dillip Rajakarier: Acho que poderá haver mais alguns.

 

— Dos que existem com a marca Tivoli?

Dillip Rajakarier: Sim.

 

— E no Brasil também?

Dillip Rajakarier: Sim. Mas no Brasil vamos manter os dois Tivoli, porque são muito fortes. E estamos a procurar acrescentar mais Tivoli no Brasil.

 

— Comprar, arrendar, gerir?

Dillip Rajakarier: Não temos uma coisa fixa. Não compramos apenas, não gerimos apenas. Podemos fazer joint-ventures, podemos comprar, podemos fazer franchises, fazer parcerias, estamos muito abertos.

 

— Também estão noutro mercado de língua portuguesa, Moçambique. Quais os vossos planos para este mercado?

Dillip Rajakarier: Actualmente temos cinco hotéis em Moçambique, Anantara e Avani. E estamos à procura de mais, mas de momento Moçambique está a enfrentar desafios difíceis.

 

— Como o Brasil.

Dilip Rajakarier: Sim, o Brasil também. Cada país tem os seus próprios desafios. Mas eu acho que no futuro poderemos levar a [marca] Tivoli para Moçambique, Angola, os países africanos de língua portuguesa, porque  as pessoas conhecem a marca. Há muitas pessoas de Angola que vêm aqui. Há muitas pessoas de Moçambique que vêm aqui...

 

Ver também:

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Dormidas de estrangeiros na hotelaria portuguesa caem há cinco meses consecutivos

15-10-2018 (16h53)

"Dormidas de não residentes mantêm tendência negativa", destacou o INE ao divulgar hoje os dados do turismo no alojamento turístico ‘tradicional', evidenciando assim que a quebra ocorrida em Agosto não foi uma excepção.

Lisboa espera arrecadar 36,5 milhões de euros com taxa turística em 2019

15-10-2018 (15h52)

A Câmara Municipal de Lisboa prevê arrecadar 36,5 milhões de euros com a Taxa Municipal Turística em 2019, mais do dobro do estimado em 2018, que foi de 14,4 milhões, anunciou hoje o vereador das Finanças, João Paulo Saraiva.

Número de turistas britânicos na hotelaria portuguesa cai há 11 meses consecutivos

15-10-2018 (15h21)

O turismo internacional na hotelaria portuguesa caiu mesmo em Agosto, tradicionalmente mês de ‘pico’ da actividade turística, especialmente da parte dos cinco maiores emissores europeus e designadamente do maior de todos, o Reino Unido, que regista quedas de hóspedes e dormidas há 11 meses consecutivos.

Câmara de Lisboa duplica taxa turística em 2019

12-10-2018 (14h22)

A Câmara de Lisboa vai aumentar a Taxa Municipal Turística em 2019, de um para dois euros por noite, para, segundo anunciou, reforçar a limpeza urbana e os transportes nas zonas com maior pressão do turismo.

Altis nomeia novos directores para os hotéis Avenida e Belém

10-10-2018 (15h07)

O grupo hoteleiro Altis anunciou que Frederico Vasconcelos e Bruno Correia são os novos directores dos hotéis de 5-estrelas Altis Avenida Hotel e Altis Belém Hotel & Spa, respectivamente.