Marriott planeia baixar comissões para agências de viagens online

09-04-2018 (13h10)

Imagem: Marriott Hotels International
Imagem: Marriott Hotels International

O CEO da Marriott, Arne Sorenson, afirmou que a rede hoteleira está a planear baixar as comissões para as agências de viagens online (OTAs), a começar pelo Expedia Group, com o qual vai renegociar o contrato ainda este ano.

Arne Sorenson, que falava à agência Reuters na semana passada, salientou que “certamente gostaria de pagar menos”, mas que terá “que ver como vão correr as negociações”.

A maior rede hoteleira do mundo paga actualmente uma comissão superior a 10% às agências de viagens online, que contribuem com cerca de 12% do total de reservas da Marriott, indica a notícia da Reuters citada na imprensa internacional.

A maior parte das reservas do grupo hoteleiro é feita nos canais directos, incluindo a aplicação mobile e o website.

“Temos visto um crescimento significativo [das reservas] em todos os canais digitais... O que diminuiu um pouco foram os agentes de viagens, em parte porque as pessoas estão mudar para o online e a fazer as coisas sozinhas”, disse Arne Sorenson.

A Marriott International vai renegociar contratos com grandes OTAs pela primeira vez desde a sua fusão com a Starwood Hotels em Setembro de 2016.

O primeiro grande contrato a renegociar será o da Expedia, seguindo-se o da Booking Holdings (ex-Priceline Group) em 2019.

O crescimento económico na região da Ásia e Pacífico, liderado pela China, está a beneficiar a Marriott International, acrescenta a notícia.

A parceria celebrada em 2017 entre a Marriott e a empresa de e-commerce Alibaba gerou alguns milhões de novos membros para o seu programa de fidelização na China, um feito assinalável uma vez que quase 55% do negócio da Marriott é gerado pelos membros do programa de fidelização.

Na Índia, que é o seu segundo maior mercado na Ásia, depois da China, a Marriott tem assinados mais de 50 projectos, com os quais perspectiva ter mais de 30 mil quartos no país, mais oito mil do que tem actualmente.

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Agências&Operadores

Clique para mais notícias: Marriott International

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

W São Paulo abre em 2021 com assinatura de Nini Andrade Silva

16-10-2018 (14h16)

A Marriott International anunciou que vai abrir o seu primeiro hotel de luxo no Brasil em 2021, o W São Paulo, que terá a assinatura da designer portuguesa Nini Andrade Silva.

Receitas da hotelaria portuguesa crescem há 52 meses... mas abrandamento instala-se

15-10-2018 (17h00)

A hotelaria portuguesa concluiu em Agosto o 52º mês consecutivo de aumento dos proveitos, mas já sem os aumentos a dois dígitos que se sucediam desde o primeiro quadrimestre de 2014, tendo registado em Agosto o aumento mais fraco desde 2013, se excluídos os efeitos de calendário pelas alterações da data da Páscoa.

Dormidas de estrangeiros na hotelaria portuguesa caem há cinco meses consecutivos

15-10-2018 (16h53)

"Dormidas de não residentes mantêm tendência negativa", destacou o INE ao divulgar hoje os dados do turismo no alojamento turístico ‘tradicional', evidenciando assim que a quebra ocorrida em Agosto não foi uma excepção.

Lisboa espera arrecadar 36,5 milhões de euros com taxa turística em 2019

15-10-2018 (15h52)

A Câmara Municipal de Lisboa prevê arrecadar 36,5 milhões de euros com a Taxa Municipal Turística em 2019, mais do dobro do estimado em 2018, que foi de 14,4 milhões, anunciou hoje o vereador das Finanças, João Paulo Saraiva.

Número de turistas britânicos na hotelaria portuguesa cai há 11 meses consecutivos

15-10-2018 (15h21)

O turismo internacional na hotelaria portuguesa caiu mesmo em Agosto, tradicionalmente mês de ‘pico’ da actividade turística, especialmente da parte dos cinco maiores emissores europeus e designadamente do maior de todos, o Reino Unido, que regista quedas de hóspedes e dormidas há 11 meses consecutivos.