Mais de metade dos hotéis que vão abrir em 2018 estão em Lisboa e no Porto – AHP

18-12-2017 (17h37)

Custos com ‘utilities’ são principal constrangimento ao crescimento da hotelaria

A oferta hoteleira em Portugal vai continuar a aumentar no próximo ano e, segundo a AHP, 65% dos 66 hotéis que estão previstos abrir em 2018 ficam nas regiões de Lisboa e do Porto, com as duas cidades a concentrarem 51%

Os dados apresentados hoje pela presidente da Direcção Executiva da AHP – Hotelaria de Portugal, Cristina Siza Vieira, indicam que desses 66 novos hotéis, 29 ficam na região de Lisboa, com 24 na cidade. 

Para a região do Porto estão previstos 14 novos hotéis, dez dos quais na cidade.

A região Centro, por sua vez, terá nove aberturas de hotéis em 2018, a Madeira terá oito, o Algarve, maior região turística de Portugal, terá quatro e o Alentejo, duas. Para os Açores não existe previsão de novos hotéis no próximo ano.

A nível de remodelações de hotéis, os dados da AHP apontam para seis em Lisboa, seis no Porto, três no Algarve, duas na Madeira e uma no Centro.

O aumento da oferta hoteleira em Portugal, contudo, não é apontado como um constrangimento à sustentabilidade e ao crescimento do negócio para os hoteleiros inquiridos pela AHP.

O inquérito realizado pela AHP entre 23 de Novembro e 7 de Dezembro aos empreendimentos turísticos associados, com uma amostra de 40%, mostra que os custos com ‘utilities’ (água, gás, eletricidade) são o principal constrangimento ao crescimento do seu negócio, sendo apontado por 30% dos inquiridos.

Outros constrangimentos apontados pelos inquiridos são a dependência dos operadores online, para 18%, o quadro fiscal/taxas turísticas, para 16%, e o quadro jurídico laboral, para 16%.

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: AHP

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

W São Paulo abre em 2021 com assinatura de Nini Andrade Silva

16-10-2018 (14h16)

A Marriott International anunciou que vai abrir o seu primeiro hotel de luxo no Brasil em 2021, o W São Paulo, que terá a assinatura da designer portuguesa Nini Andrade Silva.

Receitas da hotelaria portuguesa crescem há 52 meses... mas abrandamento instala-se

15-10-2018 (17h00)

A hotelaria portuguesa concluiu em Agosto o 52º mês consecutivo de aumento dos proveitos, mas já sem os aumentos a dois dígitos que se sucediam desde o primeiro quadrimestre de 2014, tendo registado em Agosto o aumento mais fraco desde 2013, se excluídos os efeitos de calendário pelas alterações da data da Páscoa.

Dormidas de estrangeiros na hotelaria portuguesa caem há cinco meses consecutivos

15-10-2018 (16h53)

"Dormidas de não residentes mantêm tendência negativa", destacou o INE ao divulgar hoje os dados do turismo no alojamento turístico ‘tradicional', evidenciando assim que a quebra ocorrida em Agosto não foi uma excepção.

Lisboa espera arrecadar 36,5 milhões de euros com taxa turística em 2019

15-10-2018 (15h52)

A Câmara Municipal de Lisboa prevê arrecadar 36,5 milhões de euros com a Taxa Municipal Turística em 2019, mais do dobro do estimado em 2018, que foi de 14,4 milhões, anunciou hoje o vereador das Finanças, João Paulo Saraiva.

Número de turistas britânicos na hotelaria portuguesa cai há 11 meses consecutivos

15-10-2018 (15h21)

O turismo internacional na hotelaria portuguesa caiu mesmo em Agosto, tradicionalmente mês de ‘pico’ da actividade turística, especialmente da parte dos cinco maiores emissores europeus e designadamente do maior de todos, o Reino Unido, que regista quedas de hóspedes e dormidas há 11 meses consecutivos.