Ilha do Sal ‘monopoliza’ cada vez mais a atracção dos turistas portugueses

10-12-2019 (16h06)

A hotelaria da ilha do Sal concentrou nos primeiros nove meses deste ano 50% dos turistas residentes em Portugal que se alojaram em estabelecimentos cabo-verdianos, acima do período do homólogo de 2018 em 3,5 pontos, por um crescimento em 18,7%, que compara com um aumento médio de turistas portugueses em Cabo Verde e 10,3%.

Dados do INE de Cabo Verde mostram que mais forte ainda está a ser a concentração na ilha do Sal das dormidas de turistas residentes em Portugal, que atingiram 63,8% do total, em alta de 6,7 pontos relativamente ao período homólogo de 2018.

Essa evolução reflecte um aumento das dormidas de turistas residentes em Portugal na hotelaria da ilha do Sal em 23,1%, que compara com um aumento médio das dormidas do mercado português em 10,2%.

A informação analisada pelo PressTUR mostrou que o reforço da concentração na ilha do Sal ocorre nomeadamente por um ‘desvio’ da ilha da Boavista, que nos primeiros nove meses de 2018 tinha 27,3% das dormidas de turistas residentes em Portugal na hotelaria cabo-verdiana e que este ano está com 20,7%, com quebra das dormidas em 16,3%, por quebra do número de hóspedes em 17,1%, embora com aumento da estada média em 0,9%.

Os dados do INE cabo-verdiano indicam que dos 62,4 mil turistas residentes em Portugal que estiveram este ano em estabelecimentos de alojamento turístico cabo-verdianos, 31,2 mil estiveram no Sal, mais 4,9 mil que há um ano, e 9,4 mil estiveram na ilha da Boavista, em baixa de 1,9 mil.

Em dormidas, a ilha do Sal somou 209,9 mil, mais 31,2 mil que há um ano, enquanto a ilha da Boavista perdeu 13,3 mil, ficando em 68,2 mil.

Os dados analisados pelo PressTUR evidenciaram também ganhos junto dos residentes em Portugal pelos estabelecimentos da ilha de Santiago e pelo conjunto das restantes ilhas (excluindo São Vicente, Sal, Boavista e Santiago).

Em Santiago, onde se localiza a capital e a procura é principalmente de turismo étnico e de negócios, enquanto no Sal e na Boavista é principalmente de lazer, a hotelaria local está nos primeiros nove meses deste ano com um aumento de turistas residentes e Portugal em 17,3% e subida das dormidas em 17,8%, atingindo um total de 17,3 mil hóspedes e 35,3 mil dormidas, que significam 27,8% do total de turistas portugueses no países e 10,7% do seu total de dormidas.

Para o conjunto das restantes ilhas, os dados do INE de Cabo Verde indicam crescimentos em 61,8% do número de hóspedes e 33,7% em dormidas, respectivamente para 1,2 mil e 5,3 mil, o que equivale a 0,6% do total de hóspedes residentes em Portugal e 0,3 do seu total de dormidas.

Em contraste, o turismo português na ilha de São Vicente cai 5,4% em número de hóspedes, para 3,1 mil, e 18,2% em dormidas, para 10,1 mil, pelo que este ano a hotelaria de São Vicente ‘ficou’ com apenas 5,1% do total de turistas residentes em Portugal que visitaram Cabo Verde e 3,1% das suas dormidas.

Para ler mais clique:

Turismo português para Cabo Verde cresceu 16,1% este Verão

Cabo Verde está com crescimento a dois dígitos da procura de turistas portugueses

 

Clique para mais notícias: Cabo Verde

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Marriott International alvo de roubo de informação de clientes

31-03-2020 (16h15)

A Marriott International anunciou que está a entrar em contacto com alguns dos seus hóspedes depois de ter sido detectada uma fuga de informação relativa a 5,2 milhões dos seus clientes, em Fevereiro deste ano.

AHP considera novas medidas de lay off “correctas e ponderadas”

31-03-2020 (14h13)

O presidente da AHP – Associação da Hotelaria de Portugal, Raul Martins, afirmou que as medidas de lay off “são correctas e ponderadas e vão ao encontro do que é necessário para continuar a garantir os postos de trabalho e assegurar que teremos capacidade no futuro para retomar a nossa actividade, mantendo os nossos excelentes profissionais”, e pediu uma extensão do prazo de reembolso do financiamento através das linhas de apoio vigentes para três anos.

Airbnb anuncia 250 milhões de dólares para anfitriões afectados por cancelamentos

31-03-2020 (13h26)

A plataforma de aluguer de alojamento Airbnb anunciou que vai investir 250 milhões de dólares para ajudar os anfitriões afectados por cancelamentos de reservas para entradas entre 14 de Março e 31 de Maio.

Hotéis em Portugal enviam milhares de bens para equipar hospital de campanha em Lisboa, AHP

30-03-2020 (16h56)

A AHP – Associação da Hotelaria de Portugal anunciou que vários hotéis enviaram milhares de bens como lençóis, almofadas e cobertores para equipar o hospital de campanha no Estádio Universitário de Lisboa.

Hotéis em Lisboa acolhem 80 profissionais de saúde, AHP

30-03-2020 (11h51)

Os hotéis My Story Tejo, Turim Ibéria e Vip Berna, em Lisboa, acolheram este fim-de-semana 80 profissionais de saúde a pedido dos Hospitais Curry Cabral e São José, anunciou a AHP – Associação da Hotelaria de Portugal.

Noticias mais lidas