Hotelaria portuguesa tem até Novembro mais meio milhão de hóspedes que em todo o ano de 2016...

15-01-2018 (13h54)

A hotelaria portuguesa atingiu no fim de Novembro um novo recorde anual de hóspedes alojados e dormidas, com mais meio milhão de clientes e mais 1,5 milhões de dormidas que em todo o ano de 2016, de acordo com os dados publicados hoje pelo INE.

No fim de Novembro, o alojamento turístico português somava 19,46 milhões de hóspedes, +8,7% ou mais 1,56 milhões que nos primeiros onze meses de 2016 e, também, +2,6% ou mais 500,9 mil que em todo o ano de 2016.

A análise aos dados do INE efectuada pelo PressTUR mostrou que apenas na Madeira não foi batido no final de Novembro o total de hóspedes de 2016, tendo ficado abaixo em 13,2 mil, com 1,352 milhões.

A região Centro esteve no pólo oposto, com o maior aumento em relação ao total de 2016, em 176,9 mil, seguida por Lisboa com mais 134,8 mil, Algarve com mais 62 mil, Açores com mais 59,7 mil, Alentejo com mais 54 mil e Norte com mais 26,6 mil.

Com 5,782 milhões de hóspedes, o alojamento turístico da Região de Lisboa é, no entanto o que tem o maior aumento no fim de Novembro de 2017 em relação ao período homólogo de 2016, com mais 494,4 mil.

Segue-se então a Região Centro com mais 355,8 mil, o Porto e Norte com mais 276,1 mil, o Algarve com mais 183,8 mil, o Alentejo com mais 102,1 mil, os Açores com mais 81 mil e a Madeira com mais 65,8%.

Os Açores foram, no entanto, a Região onde o alojamento turístico teve o maior aumento relativo, com +16,6%, seguindo-se ainda com aumentos acima do aumento médio a nível nacional (+8,7%) o Centro com +13,4%, o Alentejo com +12,3% e Lisboa com +9,4%.

Depois estiveram o Porto e Norte com +7,8%, a Madeira com +5,1% e o Algarve com +4,8%.

 

Para ler mais sobre o balanço da hotelaria portuguesa no fim de Novembro de 2017 clique:

... e mais 1,57 milhões de dormidas de turistas estrangeiros

RevPAR da hotelaria portuguesa sobe 15% em Novembro com proveitos de quartos a dispararem 17,4%

 

Clique para mais notícias: Hotelaria portuguesa

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Hotelaria portuguesa tem este ano o crescimento mais fraco das dormidas no 1º quadrimestre desde 2013

15-06-2018 (18h01)

O alojamento turístico português terminou o primeiro quadrimestre com um aumento das dormidas em apenas 1,6%, que é a variação mais fraca desde 2013, em que teve um aumento em 0,7% nos primeiros quatro meses.

Proveitos da hotelaria portuguesa resistem ao abrandamento da procura via preços

15-06-2018 (17h58)

Apesar de um abrandamento do crescimento das dormidas para 1,6%, os proveitos mantiveram-se a crescer próximo dos 10%, suportados por um aumento em 7,7% dos proveitos por dormida, com realce para os aumentos em 8,2% nas regiões de Lisboa e Centro.

Miguel Garcia é o novo director do hotel Tivoli Avenida Liberdade (Corrige)

15-06-2018 (17h52)

Miguel Garcia, que esteve desde 2016 nos comandos do hotel Tivoli São Paulo Mofarrej, no Brasil, é o novo director-geral do hotel Tivoli Avenida Liberdade.

EUA e Brasil lideram resistência da hotelaria portuguesa ao ‘lado negro’ do efeito Páscoa

15-06-2018 (13h03)

Estados Unidos e Brasil, mercados emissores de onde os turistas chegam a Portugal principalmente em voos TAP, foram os líderes em crescimento das dormidas na hotelaria portuguesa no primeiro quadrimestre, e no mês de Abril, em que este ano se fez sentir o ‘lado negro' do efeito Páscoa mais cedo, foram mesmos os únicos com aumentos a dois dígitos.

Alta dos preços da hotelaria portuguesa supera ‘lado negro’ do efeito Páscoa mais cedo

15-06-2018 (11h53)

A Páscoa mais cedo que em 2017 exerceu o seu ‘lado negro’ em Abril, com quebras de hóspedes e dormidas, mas sem travar a série de 48 meses consecutivos de aumentos homólogos de proveitos, ainda que com a variação mais fraca desde Março de 2014.