Hotelaria portuguesa: 14 mercados, 14 recordes

15-02-2017 (13h57)

Foto: Pestana CR7 Lifestyle Hotels
Foto: Pestana CR7 Lifestyle Hotels

A hotelaria portuguesa atingiu no ano passado novos recordes de dormidas de todos os seus principais mercados emissores, desde os residentes em Portugal, nº 1 global, aos residentes no Reino Unido, nº 1 internacional, aos residentes no Brasil, que até mais de meados do ano esteve com quedas sucessivas.

Os dados publicados hoje pelo INE mostram que o recorde de 53,5 milhões de dormidas alcançado em 2016 pela hotelaria portuguesa compreendeu novos máximos tanto de pernoitas de residentes em Portugal, que superaram pela primeira vez os 15 milhões, somando 15,2 milhões, quanto de pernoitas de residentes no estrangeiro, que pela primeira vez ultrapassaram os 38 milhões, atingindo o total de 38,28 milhões.

Este recorde de dormidas de turistas estrangeiros, por sua vez, reflecte recordes de todos os 13 mercados internacionais com dados publicados pelo INE.

Os residentes no Reino Unido, primeiro emissor estrangeiro, fizeram pela primeira vez mais de nove milhões de dormidas no alojamento turístico português, com o total de 9,15 milhões, e os residentes na Alemanha, que é o nº 2, passaram pela primeira vez a marca dos cinco milhões, com 5,26 milhões.

Espanha, que por uma margem cada vez mais curta se manteve o 3º emissor, ficou ‘à beira’ dos quatro milhões de dormidas na hotelaria portuguesa, tal como França, os residentes em Espanha com 3,96 milhões e os residentes em França com 3,93 milhões.

Seguiram-se, por ordem decrescente do número de dormidas, os Países Baixos, com 2,39 milhões, o Brasil, com 1,48 milhões, a Irlanda, com 1,35 milhões, Itália, com 1,16 milhões, e Estados Unidos, que pela primeira vez ultrapassou a marca do milhão, com 1,17 milhões.

A fechar o lote dos principais emissores, mas já com menos de um milhão de dormidas, estiveram a Bélgica, com 884,3 mil, a Suíça, com 725,9 mil, e a Polónia, com 627,5 mil.

O 13 principais mercados internacionais somaram, assim 32,8 milhões de dormidas, o que equivale a representarem para a hotelaria portuguesa 61,4% do total de dormidas e 85,8% das pernoitas de turistas estrangeiros.

 

Para ler mais clique:

Hotelaria portuguesa fecha 2016 com recordes de 19,1 milhões de hóspedes e 53,5 milhões de dormidas

 

Clique para mais notícias: Hotelaria portuguesa

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Riu Hotels investiu 70 milhões de euros no novo Riu Palace Boavista

13-11-2018 (15h10)

A Riu Hotels & Resorts anunciou que investiu 70 milhões de euros no seu novo resort Riu Palace Boavista, um empreendimento com 505 quartos, incluindo 100 duplos com piscina privativa, para alojamento em regime de tudo incluído (TI).

Primeiro Yotel da Península Ibérica abre no Porto em 2019

13-11-2018 (12h07)

A Yotel, que inclui na sua estrutura accionista a United Investments Portugal (UIP), escolheu a cidade do Porto para inaugurar o seu primeiro hotel na Península Ibérica, em 2019, com um investimento de 30 milhões de euros.

Conheça os hotéis Green Pearls que se destacam pela preservação animal

12-11-2018 (17h04)

A Green Pearls destacou um conjunto de hotéis da sua rede que se dedicam à preservação de animais através de iniciativas como a criação de áreas protegidas para aves na Tailândia, reservas para ursos nos Andes, ou de zonas protegidas para tubarões ou corais nas Maldivas.

Barceló inaugura Occidental Lisboa e está “a estudar novos projectos” em Portugal

12-11-2018 (16h36)

O Grupo Barceló, que inaugurou o seu primeiro hotel na capital portuguesa, o Occidental Lisboa, na semana passada, está "a estudar novos projectos" em Portugal.

Hoti Hotéis celebra inauguração do hotel Meliá Setúbal (em fotos)

12-11-2018 (15h34)

O Grupo Hoti Hotéis celebrou na semana passada a inauguração oficial do Meliá Setúbal, num evento em que participaram Manuel Proença, presidente do grupo, e Maria das Dores Meira, presidente da Câmara Municipal de Setúbal.