Hotel em Gaia terá sistema que permite poupar dois milhões de litros de água municipal

31-07-2019 (10h22)

O Boeira Garden Hotel, uma unidade com mais de 100 quartos que está a ser construída em Gaia, vai ter uma reserva de água freática, o que permitirá poupar cerca de dois milhões de litros de água municipal.

A Quinta da Boeira, empresa ligada aos vinhos do Porto que investiu 19 milhões de euros na construção deste hotel, anunciou em comunicado que “o hotel obteve a classificação energética de A+, pela utilização de painéis fotovoltaicos que irão permitir utilizar energia solar durante todo o dia, além de toda a maquinaria e iluminação ser, também ela, de tecnologia led A+”.

O Boeira Garden Hotel terá “depósitos para reserva de água freática” para utilização nas instalações sanitárias e rega dos jardins, o que gera “uma economia de cerca de dois milhões de litros de água municipal”, indica a mesma nota.

Em resposta a perguntas da agência Lusa, fonte ligada ao projecto indicou que este empreendimento gerou a criação de 60 postos de trabalho numa fase inicial, estando prevista a entrada de mais 20 trabalhadores.

A abertura está prevista para o final de Agosto, início de Setembro, e o hotel vai funcionar também como galeria de arte, indicou a Quinta da Boeira que construiu o empreendimento turístico em nove dos 27 mil metros quadrados que detém no centro de Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto.

“O cuidado adoptado na conservação da natureza, as características da maquinaria e a utilização de energias alternativas vão permitir, futuramente, classificá-lo como Eco Hotel”, indica a descrição do projecto enviada à Lusa.

Esta é a última de cinco fases do projecto de reabilitação global que a Quinta da Boeira está a levar a cabo no centro histórico gaiense.

“O volume total de investimentos projectados para a Quinta da Boeira situa-se nos 38 milhões de euros. A empresa prevê atingir, a partir de 2020, entre oito a 10 milhões de euros de vendas”, referem os responsáveis da Quinta da Boeira, local onde, em 2014, foi inaugurada “a maior garrafa do mundo”.

Em causa uma garrafa com 32 metros de comprimento e 10 metros de diâmetro dedicada a provas, que pretende homenagear “a qualidade e a diversidade dos vinhos portugueses” e que recebeu em 2017 mais de 70.000 visitantes.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Paço Real de Caxias vai ser hotel do grupo Turim

27-01-2020 (14h17)

O Paço Real de Caxias, edifício que data do século XVII, utilizado por D. Pedro V como residência de férias da família real, vai ser uma unidade hoteleira de 120 quartos do grupo Turim Hotels.

Hotelaria espanhola penalizada por queda da estada média da maioria dos emissores

24-01-2020 (17h44)

A hotelaria espanhola alojou em 2019 mais 1,77 milhões de turistas residentes no estrangeiro, mas teve apenas mais 151,7 mil dormidas desses mercados, pela queda da estada média em 3,1%, concluiu o PressTUR dos dados publicados pelo INE espanhol.

Dormidas de portugueses na hotelaria espanhola aumentaram 8,1% em 2019 e atingiram 4,32 milhões

24-01-2020 (16h06)

Os hotéis espanhóis tiveram alojados em 2019 um total de 1,64 milhões de turistas residentes em Portugal, que fizeram 4,32 milhões de dormidas, de acordo com os dados do INE espanhol que indicam subidas em 8,6% do número de hóspedes portugueses e de 8,1% das suas pernoitas.

Barceló Santiago reabre hoje após processo de remodelação

24-01-2020 (14h33)

O Barceló Santiago, unidade 4-estrelas superior, foi reinaugurado hoje, 24 de Janeiro, depois de um processo de remodelação, avaliado em 10 milhões de euros, que durou cerca de dois anos.

Portugal cresce nas vendas da Meliá num ano “extremamente complicado”, Gabriel Escarrer

23-01-2020 (10h45)

Portugal foi um dos mercados que cresceu nas contas da rede hoteleira espanhola Meliá em 2019, um ano “extremamente complicado” por diversos factores, afirmou Gabriel Escarrer Jaume, vice-presidente executivo.

Noticias mais lidas