HIP estreia-se em Portugal com aquisição do Lake Resort em Vilamoura

13-01-2020 (15h52)

O grupo espanhol Hotel Investment Partners (HIP) anunciou hoje a compra ao Oxy Capital do 5-estrelas The Lake Spa Resort, em Vilamoura, no Algarve, a sua primeira aquisição em Portugal.

O grupo sublinha num comunicado que fará um “investimento adicional na transformação do hotel", que era gerido pelo operador Blue & Green da Oxy Capital.

A unidade tem 192 quartos e acesso directo à Praia da Falésia, um lago artificial, três restaurantes e dois bares.

Sem avançar o valor do investimento, a HIP diz que "irá alterar a marca e o operador do hotel, decisões que estão ainda por definir dentro do ecossistema de parcerias da empresa".

Citado na nota, o administrador da HIP Alejandro Hernández Puértolas afirmou que Portugal "sempre esteve" entre os mercados-alvo do grupo, "dado o seu clima, gastronomia, infraestruturas, cultura e paisagem", factores que fazem do país "um dos melhores destinos de férias" da Europa.

“Estamos muito satisfeitos com esta primeira aquisição em Portugal, e especificamente no Algarve, um ambiente privilegiado pela sua conectividade e pela longa duração da época alta, que chega a durar doze meses por ano", referiu.

O administrador da HIP acrescentou que o posicionamento do mercado que procura o Algarve é "perfeito para a introdução de marcas internacionais de prestígio", que se mostrou convencido de que o modelo de negócios do grupo "funcionará tão bem quanto funciona em Espanha”.

O hotel, localizado no distrito de Faro, era até agora gerido pelo operador Blue & Green da Oxy Capital, representando a segunda operação internacional da HIP depois da entrada na Grécia em Setembro, país onde o grupo adquiriu cinco hotéis.

O comunicado acrescenta que a operação está ainda pendente da aprovação pelas autoridades portuguesas da concorrência.

A HIP é um dos principais investidores do sul da Europa em hotéis de férias, com um portfólio de 63 hotéis, na sua maioria de 4 e 5-estrelas.

Os hotéis são operados por redes como Melia, Barceló, AMResorts ou Marriott, através de contratos de gestão, sendo as suas unidades hoteleiras localizadas maioritariamente em frente ao mar.

A empresa, fundada em 2015 sob a égide do Banco Sabadell, foi adquirida em 2017 pelo Blackstone Group. Um ano depois, o grupo comprou a Hispania.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Câmara do Funchal põe taxa turística em consulta pública

17-01-2020 (11h30)

A Câmara Municipal do Funchal remeteu para consulta pública o regulamento da taxa turística, que prevê a cobrança diária de dois euros por pessoa nas primeiras sete noites de estada no concelho, anunciou o presidente da autarquia.

Cinco emissores atingiram novos máximos anuais de dormidas em 11 meses de 2019

16-01-2020 (16h09)

Turistas residentes nos Estados Unidos, Brasil, Irlanda, Canadá e China atingiram de Janeiro a Novembro de 2019 novos máximos anuais de dormidas no alojamento turístico português, a que se soma também um novo recorde do conjunto "outros", também considerados emergentes.

Hotelaria portuguesa facturou em 11 meses de 2019 mais 84 milhões que em todo o ano de 2018

16-01-2020 (15h44)

Os estabelecimentos de alojamento turístico portugueses superaram pela primeira vez a marca dos 4.000 milhões de euros de receitas num ano turístico, com o montante de 4.070,5 milhões nos 11 meses de Janeiro a Novembro de 2019, segundo a informação divulgada ontem pelo INE.

AHP prevê abertura de 51 novos hotéis em Portugal este ano

16-01-2020 (10h41)

A Associação de Hotelaria de Portugal (AHP) prevê a abertura de 51 novos hotéis e nove remodelações ou reaberturas este ano, registando um abrandamento do registo de intenções face ao ano passado.

Hoteleiros da Madeira são os mais pessimistas sobre este ano, AHP

16-01-2020 (10h05)

Os hoteleiros da Madeira foram os que revelaram as “perspectivas mais negras” para este ano no inquérito realizado pela Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), onde indicaram antecipar ocupação e preço médio inferiores ou iguais a 2019.

Noticias mais lidas