Grupo Vila Galé está a avançar com a construção dois hotéis para casais e crianças em Beja

21-10-2019 (12h47)

O grupo Vila Galé já tem "em fase de aprovação", pela Câmara de Beja e outras entidades, a construção de dois hotéis, um para casais e outro para crianças, na propriedade agrícola onde produz vinho e azeite Santa Vitória, além de estar a operar o hotel rural Vila Galé Clube de Campo.

A informação foi avançada à Lusa pelo presidente do grupo, Jorge Reb3lo de Almeida, que avançou que o investimento total está estimado em 22 milhões de euros e que espera "chegar ao final do ano com os projetos aprovados para os pôr em execução no próximo ano".

Jorge Rebelo de Almeida que as contas dos investimentos não estão ainda fechadas, mas que a previsão é que o hotel para casais poderá implicar um investimento de sete milhões de euros e o hotel para crianças 15 milhões de euros.

Na propriedade, com 1.620 hectares e composta por várias herdades, o grupo tem o hotel rural Vila Galé Clube de Campo e a empresa Casa Santa Vitória, que produz e comercializa vinhos e azeites em 127 hectares de vinha e cerca de 200 hectares de olival e dispõe de adega e a que acrescentou um lagar de azeite, que foi inaugurado no Sábado.

O Vila Galé Clube de Campo "é mais diversificado e muito virado para famílias com crianças" e a "ideia" do grupo é construir na herdade "um hotel exclusivo para casais" e outro "exclusivamente para crianças" e que "é um projeto antigo", disse.

O hotel para casais será "de pequena dimensão, na ordem dos 40 quartos", e o hotel "exclusivamente virado para crianças" e no qual "só entrarão adultos acompanhados com crianças" terá várias atrações infantis, nomeadamente "um parque aquático", avançou.

O hotel para crianças será "mais uma aposta" do grupo "no segmento das famílias e crianças", disse, assinalando que o Vila Galé tem o Clube Nep para crianças dos quatro aos 12 anos, que "tem vindo a ganhar notoriedade" e tem personagens próprias e está disponível em várias das duas unidades hoteleiras.

Jorge Rebelo de Almeida falava à Lusa à margem da inauguração do lagar de azeite da Casa Santa Vitória, que implicou um investimento de 3,5 milhões de euros.

O lagar, "um desejo antigo", vai permitir à Casa Santa Vitória transformar as azeitonas do seu olival e produzir os próprios azeites, que, antes, eram produzidos noutros lagares, disse Jorge Rebelo de Almeida, que acrescentou que o lagar, "muito bem equipado e moderno", também vai permitir "reforçar a qualidade" e "introduzir inovações" na oferta dos azeites da marca Santa Vitória, que "já estavam num patamar elevado e bastante cotados".

À semelhança do que acontece com a adega, que desenvolve atividades de enoturismo, o lagar, que dispõe de uma sala de provas e de uma área preparada para receber grupos, eventos de empresas e demonstrações gastronómicas, vai promover o olivoturismo e vai estar aberto ao público, oferecendo visitas guiadas e provas de azeite, mediante marcação prévia.

Jorge Rebelo de Almeida indicou que o lagar já está a funcionar, além de transformar as azeitonas do olival e produzir os azeites da Casa Santa Vitória, vai prestar serviços a outros produtores de azeite que o queiram usar para transformar azeitona.

Na atual campanha olivícola, adiantou, o lagar deverá transformar 1,1 milhões quilos de azeitonas e produzir 200 mil litros de azeite, só tendo em conta as azeitonas apanhadas do olival e a produção própria da Casa Santa Vitória e sem contabilizar eventuais prestações de serviços.

A produção de azeites da empresa é comercializada sob a marca Santa Vitória nos hotéis Vila Galé existentes em Portugal e no Brasil e em grandes superfícies e lojas especializadas, sendo 80% vendida em Portugal e 20% exportada, sobretudo para o Brasil, mas também para Cabo Verde e Angola, disse Jorge Rebelo de Almeida.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Vila Galé

Clique para mais notícias: Vila Galé Clube de Campo

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Cá Dentro

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

DER Touristik quer ficar com agências Holiday Land e hotéis Sentido do grupo Thomas Cook

13-11-2019 (08h56)

A DER Touristik anunciou que chegou a acordo para comprar a rede de agências de viagens Holiday Land, incluindo os contratos de franquia, e que pretende adquirir a rede de hotéis Sentido, subsidiárias do falido grupo Thomas Cook.

Hotel nas Galerias Lumiére no Porto recebe parecer positivo da Direcção Regional de Cultura

13-11-2019 (08h03)

A Direcção Regional de Cultura do Norte (DRCN) deu parecer favorável ao Pedido de Informação Prévia (PIP) para uma unidade hoteleira a instalar nas Galerias Lumière, no Porto, que vão encerrar em 2020, revelou aquele organismo.

Meliá abre hotel da marca Innside em Saragoça

12-11-2019 (17h14)

A Meliá Hotels International anunciou a abertura de um hotel da sua marca Innside em Saragoça, um “destino obrigatório para os amantes de novas tendências”, segundo descreve.

Turismo de Portugal tem em curso 38 projectos de enoturismo com 60 milhões de euros já aprovados

12-11-2019 (15h59)

O Turismo de Portugal tem em curso 38 projectos de desenvolvimento da oferta de enoturismo, com mais de 60 milhões de euros de investimento já aprovados, disse a entidade à agência Lusa.

Regulamento de Alojamento Local do Porto teve 55 participações em consulta pública

12-11-2019 (15h41)

O regulamento de Alojamento do Local (AL) do Porto teve 55 participações no âmbito da discussão pública do documento que terminou em Setembro, revelou o vereador do Turismo na Câmara do Porto, Ricardo Valente.

Noticias mais lidas