Governo abre concurso para converter o Quartel do Carmo (Açores) em empreendimento turístico

07-12-2018 (16h18)

O Governo abriu hoje o 12º concurso do programa Revive, para a concessão para fins turísticos do Quartel do Carmo, na cidade da Horta, na Ilha do Faial, nos Açores.

Os investidores interessados têm 90 dias para apresentar propostas para a concessão do imóvel durante 50 anos.

Um comunicado da Secretaria de Estado do Turismo indica que a construção do Quartel do Carmo teve início no século XVII, como Convento da Ordem dos Carmelitas. No século XX, foi adaptado ao uso militar para acolher a Companhia de Infantaria da Horta, tendo sido nessa altura sujeito a obras de recuperação significativas.

O imóvel, segundo o comunicado, situa-se num planalto da cidade da Horta, com vista privilegiada sobre o porto e tendo como horizonte o mar e a ilha do Pico.

O Quartel do Carmo é um dos 33 imóveis inscritos no Revive, um programa conjunto dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças com a colaboração das autarquias locais, que pretende “valorizar e recuperar o património sem uso, reforçar a atractividade dos destinos regionais e o desenvolvimento de várias regiões do país”.

Trata-se do 12º concurso do Revive, estando actualmente abertos os concursos para a concessão da Casa de Marrocos, em Idanha-a-Velha, Mosteiro de Santo António dos Capuchos, em Leiria, Mosteiro de Arouca e Convento de São Francisco, em Portalegre.

“O Revive continua a afirmar-se como um programa eficaz para devolver aos territórios os imóveis públicos fechados, que podem ser instrumentos de atracção de investimento e dinamização económica”, disse a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, citada em comunicado, para sublinhar que a recuperação do Quartel do Carmo “vai ser um importante factor de geração de riqueza e de criação de postos de trabalho”.

Ângela Ferreira, secretária de Estado da Cultura, por sua vez, afirmou que a abertura do concurso Revive representa “um importante passo para a recuperação do Quartel do Carmo, garantindo a preservação de elementos arquitectónicos que ainda se mantêm desde a sua origem, nomeadamente, algumas arcadas e abóbodas de berço, fundamentais no conjunto do edifício”.

Na sua perspectiva, trata-se de um “imóvel de enorme potencial e localização privilegiada”, que “contribuirá assim para a valorização cultural da região”.

A secretária de Estado da Defesa Nacional, Ana Santos Pinto, por fim, destaca que “a parceria estabelecida entre o Ministério da Defesa Nacional e o Revive viabiliza a necessária reabilitação e valorização do património disponibilizado pelas Forças Armadas, permitindo a sua utilização plena pela população”.

A inclusão do Quartel do Carmo no Revive, segundo Ana Santos Pinto, “é mais um exemplo desta parceria, que possibilitará àqueles que o visitem usufruir de uma paisagem privilegiada e de um contacto direto com o legado de séculos de memórias históricas”.

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Revive

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Apoios do Governo para projectos turísticos no interior de Portugal ascendem a 310 milhões de euros

15-02-2019 (17h11)

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, afirmou hoje que o Governo apoiou com cerca de 310 milhões de euros investimentos no sector do turismo no interior do país, no âmbito dos programas Valorizar e Portugal 2020.

Espanha foi o único dos grandes emissores europeus a crescer em 2018 na hotelaria portuguesa

14-02-2019 (16h26)

Quatro dos cinco principais emissores europeus para a hotelaria portuguesa evoluíram em baixa no ano passado, acumulando uma quebra de 1,3 milhões de dormidas, que apenas muito parcialmente foi compensada pelo aumento da única excepção, de Espanha, cujos residentes fizeram mais 78,3 mil que em 2017.

Estados Unidos foram emissor internacional que mais aumentou dormidas na hotelaria portuguesa em 2018

14-02-2019 (16h21)

Os Estados Unidos subiram em 2018 a 7º principal emissor internacional para a hotelaria portuguesa, ultrapassando a Irlanda, por um aumento de 313,2 mil pernoitas, que foi o maior do ano de todos os mercados internacionais, seguido pelo Brasil, com mais 189,8 mil, e Canadá, com mais 105,5 mil.

Subida de preços garante 6º ano consecutivo de subida de proveitos da hotelaria portuguesa

14-02-2019 (16h16)

A hotelaria portuguesa manteve em 2018 a tendência de subida de proveitos que iniciou em 2013, mas com suporte apenas nos preços, o que levou a um acentuado abrandamento do crescimento das receitas, que foi superior a 17% nos anos de 2016 e 2017 e no ano passado baixou para 6,5%.

IHG compra dona do Six Senses Douro Valley por 265 milhões de euros

14-02-2019 (14h35)

O InterContinental Hotels Group (IHG) comprou a Six Senses Hotels Resorts Spas, que, entre outros hotéis, gere desde 2015 o Six Senses Douro Valley, em Lamego, por 300 milhões de dólares, cerca de 265 milhões de euros.