GJP está a negociar resorts em Natal e Fortaleza Grupo prevê ter 48 unidades até 2018

09-05-2014 (11h26)

A GJP Hotels & Resorts, de Guilherme Paulus, que conta actualmente com 14 empreendimentos e perspectiva chegar às 48 unidades até 2018, está a negociar ficar com a gestão ou propriedade de um resort em Natal e outro em Fortaleza.

Além destas duas negociações, o PanHotéis, uma publicação do Panrotas, parceiro editorial do PressTUR no Brasil, avança que a GJP Hotels & Resorts prevê investir mil milhões de reais em novas unidades.
Os planos incluem 11 hotéis em construção e 23 em estudo, acrescenta a notícia, sublinhando que estima chegar ao Rio de Janeiro e a Belo Horizonte com a marca Saint Andrews, que no Brasil está presente apenas em Gramado, numa unidade actualmente em fase de expansão.

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Estão concluídas as renovações no Bluebay Grand Punta Cana

17-12-2018 (16h21)

O projecto de renovação do 5-estrelas Bluebay Grand Punta Cana, em Punta Cana na República Dominicana, anunciado em Junho, foi concluído.

Meliá anuncia estreia da marca Innside na Malásia

17-12-2018 (15h31)

A Meliá anunciou o seu primeiro hotel Innside na Malásia, o Innside Kuala Lumpur Cheras, um hotel urbano de 238 quartos no projecto urbanístico Eko Cheras, na capital do país, que tem inauguração prevista para o próximo ano de 2019.

Meliá inaugura Gran Meliá Iguazú

17-12-2018 (13h58)

A rede hoteleira Meliá inaugurou o Gran Meliá Iguazú de 183 quartos nas instalações do antigo Meliá Iguazú, no Parque Nacional Iguazú, na Argentina.

LVMH vai comprar dona do Reid’s Palace, por 2,8 mil milhões de euros

14-12-2018 (16h16)

A Louis Vuitton Moet Hennessy (LVMH) chegou a um acordo para comprar a Belmond, proprietária de hotéis de luxo, incluindo o Reid's Palace na Madeira, por 3,2 mil milhões de dólares, cerca de 2,8 mil milhões de euros.

Dormidas de não residentes na hotelaria portuguesa voltaram a cair em Outubro

14-12-2018 (11h26)

A hotelaria portuguesa teve em Outubro uma queda das dormidas de turistas residentes no estrangeiro em 3,2%, depois de descidas de 4,5% em Setembro, 4,7% em Agosto, de 4,5% em Julho e de 5,5% em Junho.