Forte aumento de turistas alemães em Abril ajuda Espanha a acelerar crescimento no quadrimestre

04-06-2019 (13h27)

Barcelona
Barcelona

Espanha teve em Abril, que este ano beneficiou de incluir as férias da Páscoa, que em 2018 foram principalmente em Março, um aumento do número de turistas residentes na Alemanha em 17,9%, ultrapassando o milhão e posicionando o mercado alemão com crescimento mais forte que a média.

Dados publicados pelo INE espanhol indicam que o país recebeu 21,39 milhões de turistas estrangeiros nos primeiros quatro meses do ano, com um aumento em 4,4% ou 894,2 mil relativamente ao primeiro quadrimestre de 2018, com o mercado alemão, que no trimestre tinha um dos piores desempenhos, a avançar para um dos melhores desenvolvimentos, com um aumento em 6,5% ou 179,8 mil, ficando próximo dos três milhões, com 2,958 milhões.

O Reino Unido manteve-se, porém, o maior emissor, com 4,27 milhões turistas em Espanha no quadrimestre, com o mês de Abril a ser também decisivo.

Segundo os dados do INE espanhol, o país recebeu em Abril 1,47 milhões de turistas residentes no Reino Unido, +3,5% ou mais 49,4 mil que um ano antes, e, assim, passou de uma quebra em 1,6% no trimestre para um aumento pela margem mínima (+0,1%) no quadrimestre.

Abril ‘valeu' assim 34,4% dos turistas britânicos recebidos por Espanha no quadrimestre, enquanto no caso da Alemanha a ‘fatia' do mês da Páscoa este ano foi de 36,6% e a média do total de turistas internacionais foi de 33,5%.

Suíça e França foram os emissores em que o mês de Abril mais contou para o total de turistas em Espanha, com 38,6% e 37,7%, respectivamente, seguindo-se então a Alemanha e a Bélgica, em ambos os casos com 36,6%, e Irlanda, com 36,4%.

França, tradicionalmente terceiro emissor para Espanha, até teve uma quebra no mês de Abril, em 5,5% ou 59,8 mil para 1,02 milhões, com a qual passou de um aumento em 0,3% no trimestre para uma quebra em 2% no quadrimestre, representando um decréscimo em 55,4 mil, para 2,7 milhões.

Além de França, também Países Baixos e Países Nórdicos baixaram no quadrimestre o número de turistas em Espanha, respectivamente em 5,3% ou 47,2 mil, para 838 mil, e em 5,3% ou 95,7 mil, para 1,72 milhões.

O aumento de turistas estrangeiros em Espanha no quadrimestre deve-se assim principalmente, além da evolução do emissor alemão, ao aumento de chegadas do conjunto de países europeus não incluídos nos 11 principais, que foi em quase 240 mil (+16,3%, para 1,7 milhões), Estados Unidos, com aumento de 116,6 mil (+17,5%, para 785,1 mil), conjunto "Resto da América", com aumento de 84,4 mil (+9%, para 1,02 milhões), e conjunto "Resto do Mundo", com aumento de 225 mil (+16,7%, para 1,57 milhões).

 

Clique para mais notícias: Espanha

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Convento do Carmo em Moura vai ser um 4-estrelas após investimento de seis milhões

21-08-2019 (21h22)

A Sociedade de Promoção de Projetos Turísticos e Hoteleiros (SPPTH), gestora do Convento do Espinheiro, em Évora, venceu a concessão do Convento do Carmo, em Moura, que irá converter num hotel de 4-estrelas para abrir em 2022, após um investimento de seis milhões de euros.

RIU Palmeras reabre após investimento de 22 milhões de euros

20-08-2019 (15h02)

A RIU Hotels & Resorts anunciou que reabriu o seu primeiro hotel localizado na Gran Canária, o Riu Palmeras, após uma renovação em que investiu 22 milhões de euros.

Trabalhadores dos hotéis da Fundação INATEL estão hoje em greve

16-08-2019 (12h43)

Os trabalhadores do sector hoteleiro da Fundação INATEL estão hoje em greve para reivindicar melhorias salariais e a um horário de trabalho de 35 horas semanais.

EUA subiram em Junho a maior mercado fora da Europa para a hotelaria portuguesa

14-08-2019 (17h00)

Os turistas residentes nos Estados Unidos foram no mês de Junho os não europeus que fizeram mais dormidas na hotelaria portuguesa, ultrapassando os brasileiros, e cotaram-se como o 5º principal emissor internacional, a seguir a Reino Unido, Alemanha, França e Espanha.

Turistas vêm mais a Portugal, mas ficam cada vez menos tempo

14-08-2019 (16h52)

O alojamento turístico português viu-se mais uma vez confrontado em Junho com um maior afluxo de turistas estrangeiros que não se traduz na mesma proporção em dormidas, porque a estada média cai desde pelo menos 2013, tendo pela primeira vez sido inferior às três noites.

Noticias mais lidas