Fornos de Algodres vai ter unidade de turismo de natureza com 23 quartos, restaurante e Spa

31-07-2019 (10h06)

A localidade de Sobral Pichorro, em Fornos de Algodres, no distrito da Guarda, vai receber um investimento de 3,2 milhões de euros na criação de uma unidade de turismo de natureza que terá 23 quartos, restaurante e Spa.

O empreendimento Vale das Lobas inclui a construção de um Nature Spa Hotel, com 23 quartos, restaurante e programas de bem-estar, adiantou ontem em comunicado a Câmara Municipal de Fornos de Algodres.

Segundo a fonte, "o restaurante Rota 22 terá um conceito único, pois tem como objectivo que todos os vegetais que vierem a ser servidos resultem da colheita realizada no empreendimento".

No complexo, que deverá inaugurar em 2021, existirá ainda a Aldeia do Artesão, um espaço que inclui 26 eco moradias e um Parque de Campismo.

O custo do projecto está estimado em 3,2 milhões de euros e conta com um incentivo do Portugal 2020 no valor de 2,2 milhões de euros.

De acordo com os promotores, o projecto turístico irá incluir a reconstrução do Solar e da capela de Girões (datados do século XVII).

Segundo a fonte, "Vale das Lobas é um novo conceito de turismo, com variedade de opções de estadias para os visitantes, todas com os temas de bem-estar, descoberta e natureza".

"Este resort irá transformar uma área de Portugal - até agora desconhecida - num ponto focal para o turismo de natureza. Esta iniciativa está direccionada para a regeneração da biodiversidade, a revitalização da comunidade e a renovação da saúde dos visitantes", refere.

Os promotores assinalam que o empreendimento "oferecerá um ambiente sereno para que os visitantes possam conectar-se com a natureza".

"A vida urbana moderna é stressante e muitas pessoas procuram descanso, renovação e recreação na natureza. Este vale antigo e sagrado, que data da era do Neolítico nos locais de Fraga da Pena e Castro de Santiago, tem albergado o conhecimento tradicional e ancestral por séculos e providencia o lugar perfeito para que as pessoas possam fazer mudanças construtivas nas suas vidas”, sublinham.

O lançamento da primeira pedra do investimento decorreu na segunda-feira, com a presença da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, e do presidente da Câmara Municipal de Fornos de Algodres, Manuel Fonseca, entre representantes de outras entidades.

Na cerimónia, o co-fundador do projecto, Anthony Graham Conway, revelou que "correu o país todo" e encontrou em Sobral Pichorro, no concelho de Fornos de Algodres, "o espaço com que sempre sonhou".

O autarca Manuel Fonseca agradeceu ao empresário pela "ambição", admitindo "que será um projecto vencedor não só para o Sobral Pichorro, mas também para Fornos de Algodres e toda a região".

A secretária de Estado do Turismo referiu tratar-se de "um bom exemplo de um investimento que se enquadra na nova estratégia adoptada pelo Governo para valorizar outros destinos que não apenas o Litoral" e disse que tencionava regressar a Sobral Pichorro "daqui a dois anos", na data em que se prevê que o projecto esteja concluído.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Portugal cresce nas vendas da Meliá num ano “extremamente complicado”, Gabriel Escarrer

23-01-2020 (10h45)

Portugal foi um dos mercados que cresceu nas contas da rede hoteleira espanhola Meliá em 2019, um ano “extremamente complicado” por diversos factores, afirmou Gabriel Escarrer Jaume, vice-presidente executivo.

Portugal é “um mercado muito importante” onde a Globalia quer crescer — Javier Hidalgo, CEO

22-01-2020 (14h32)

A Globalia, dona da Air Europa e dos hotéis Be Live, entre outras empresas de turismo, como o operador Travelplan, presente em Portugal, vê o país como um mercado "muito importante" onde ambiciona crescer em várias áreas de negócio, disse ao PressTUR Javier Hidalgo, CEO do grupo.

Vila Galé chega aos Açores em 2021

20-01-2020 (20h37)

O Grupo Vila Galé vai estrear-se nos Açores em 2021, com a abertura de um hotel com 100 quartos em Ponta Delgada, São Miguel, anunciou esta segunda-feira o presidente do grupo, Jorge Rebelo de Almeida.

Vila Galé fechou 2019 com mais três milhões de euros de receitas em Portugal

20-01-2020 (19h51)

As receitas do grupo Vila Galé em Portugal, onde tem 25 hotéis, ascenderam a 115 milhões de euros em 2019, um aumento de cerca de 2,7% ou três milhões face ao ano anterior, disse o administrador do grupo, Gonçalo Rebelo de Almeida.

China supera Bélgica entre os principais mercados para o grupo Vila Galé

20-01-2020 (19h50)

O grupo Vila Galé notou no ano passado "alguma desaceleração dos mercados europeus tradicionais para Portugal", compensada pela subida de alguns mercados asiáticos, como a China, que superou a Bélgica entre os principais emissores, disse o administrador do grupo, Gonçalo Rebelo de Almeida.

Noticias mais lidas