FC Porto vai construir um hotel de charme na sua antiga sede, nos Aliados

18-01-2019 (14h49)

O Futebol Clube do Porto vai construir um hotel de charme na sua antiga sede, na Avenida dos Aliados, e vai assinalar o início das obras com uma cerimónia na próxima segunda-feira, dia 21.

“O FC Porto vai assinalar o início das obras de remodelação da antiga sede do clube na avenida dos Aliados, no coração da cidade do Porto, com vista a conversão num hotel, numa cerimónia marcada para segunda-feira, às 11h, na antiga sede do clube na Avenida dos Aliados”, disse à Lusa fonte do clube.

A cerimónia de apresentação, que vai ter a presença prevista do presidente da FC Porto, Pinto da Costa, bem como do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, e ainda do presidente executivo da empresa de construção civil Lúcios Engenharia, Filipe Azevedo, e do presidente executivo da sociedade gestora de fundos de capital de risco e de restruturação ESC Capital.

Em declarações à Lusa, um dos sócios da Lúcios, João Oliveira, confirmou que a empresa está envolvida no projecto hoteleiro, mas remeteu mais esclarecimentos sobre o valor do investimento, pormenores do empreendimento e datas de arranque da obra para a próxima segunda-feira, dia 21.

Em Novembro de 2015, o FC Porto anunciava uma proposta para arrendar as instalações da antiga sede na avenida dos Aliados do Porto para a instalação de um hotel de charme e cerca de um mês depois, a 17 de Dezembro, o clube confirmava à agência Lusa que 18 entidades tinham levantado o dossiê de candidatura para a transformação da antiga sede do FC Porto numa unidade hoteleira.

Fernando Gomes chegou a referir que esperava ter "no primeiro trimestre" de 2016 uma decisão sobre o imóvel junto ao edifício da Câmara Municipal do Porto, na Praça General Humberto Delgado, com os números 321, 325 e 329, e que a intenção era ocupar o edifício com um hotel temático, para que não fosse “mais um hotel igual a todos os outros”, mas um que tivesse a referência da marca FC Porto".

O prédio da antiga sede do FC Porto estava “devoluto”, disse na altura Fernando Gomes, acrescentando que o melhor uso a dar àquele espaço seria um hotel, “concessionado" e que, findo o prazo estipulado com os interessados, o hotel reverteria para o FC Porto “com todas as benfeitorias".

A 12 de Janeiro de 2016, fonte do FC Porto adiantava à Lusa que tinha recebido até àquela data cinco propostas para transformar a antiga sede do clube num hotel de charme, mas a 3 de Março de 2017, o clube anunciava um novo concurso público para transformar as instalações da antiga sede, porque não tinha gostado “de nenhuma das seis propostas que recebeu”.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Grupo de luxo LVMH completa aquisição da proprietária do hotel Reid’s na Madeira

18-04-2019 (10h32)

O grupo do segmento de luxo LVMH Moët Hennessy Louis Vuitton completou a aquisição da rede hoteleira Belmond, anteriormente Orient Express, proprietária entre outras unidades do Reid’s Madeira.

Savoy Palace nomeia José Pereira como director-geral

17-04-2019 (12h28)

O Savoy Palace, unidade hoteleira 5-estrelas, na Ilha da Madeira, que tem inauguração prevista para este Verão de 2019, vai ter José Pereira como director-geral.

Hotelaria da Madeira prevê ocupação de 74% na Páscoa

16-04-2019 (15h00)

A ocupação hoteleira no arquipélago da Madeira no período da Páscoa é de 74%, menos cerca de dois pontos percentuais do que em 2018, informou hoje a Secretaria Regional do Turismo e Cultura.

Accor destaca dez hotéis que vai inaugurar no próximo ano

15-04-2019 (16h56)

A rede hoteleira Accor está a destacar dez hotéis das suas marcas, a inaugurar em 2020, oito na Europa, um no Dubai e outro no Azerbaijão.

Cidade de Lisboa concentra 24,6% das dormidas no alojamento turístico português

15-04-2019 (16h28)

Lisboa é, por grande margem, o município com mais dormidas no alojamento turístico português, tendo registado perto de 1,6 milhões nos primeiros dois meses deste ano, o que equivale a 24,6% do total no país, indicou hoje o INE.