EUA subiram em Junho a maior mercado fora da Europa para a hotelaria portuguesa

14-08-2019 (17h00)

Os turistas residentes nos Estados Unidos foram no mês de Junho os não europeus que fizeram mais dormidas na hotelaria portuguesa, ultrapassando os brasileiros, e cotaram-se como o 5º principal emissor internacional, a seguir a Reino Unido, Alemanha, França e Espanha.

Os dados divulgados hoje pelo INE indicam que os Estados Unidos foram, de facto, o emissor para Portugal com maior aumento de dormidas na hotelaria no mês de Junho, com mais 63,3 mil, fruto de um aumento do número de turistas em 18,5% ou 21,4 mil e, simultaneamente, de uma subida do seu tempo médio de permanência no país em 5,5%, para 2,3 noites.

Desta forma a hotelaria portuguesa teve em Junho mais dormidas de turistas residentes nos Estados Unidos do que de turistas residentes no Brasil, embora o número destes até tenha aumentado mais (22,9 mil ou +21,8%), mas com descida do seu tempo médio de permanência em 3,3%, para 2,2 noites, o que acarretou que em dormidas tivessem ‘apenas’ mais 42,6 mil que em Junho de 2018.

O Brasil foi ainda assim o segundo mercado internacional com maior aumento de dormidas em Junho, somando 283,6 mil, que foi o 6º maior total do mês, imediatamente a seguir aos Estados Unidos e à frente de emissores tradicionalmente fortes nesta época do ano como os Países Baixos e a Irlanda.

Os dados divulgados hoje pelo INE indicam que o alojamento turístico português teve este Junho mais 379,1 mil dormidas (+5,6%, para 7,12 milhões) que no mês homólogo d 2018, com o maior contributo a ser dado pelo mercado dos residentes em Portugal, que gerou mais 222,6 mil dormidas que há um ano (+11,6%, para 2,13 milhões).

O aumento de pernoitas de turistas residentes no estrangeiro foi em 156,4 mil (+3,2%, para 4,98 milhões), com o crescimento a ser contido principalmente pelas quebras de pernoitas de três dos quatro maiores emissores, o Reino Unido, com menos 14,5 mil (-1,3%, para 1,09 milhões), a Alemanha, com menos 22,7 mil (-3,7%, para 599,8 mil), e França, com menos 26,8 mil (-5,6%, para 449,99 mil).

Espanha foi assim o único dos principais emissores europeus para a hotelaria portuguesa a registar crescimento em Junho, com um aumento de 34,5 mil dormidas (+9,3%, para 406,2 mil).

Dos restantes maiores emissores para a hotelaria portuguesa, sobressaíram em Junho a quebra de dormidas de turistas residentes nos Países Baixos, com menos 25,3 mil que há um ano (-9,6%, para 238,7 mil), e o aumento de 14 mil pernoitas de residentes no Canadá (+17,5%, para 94,1 mil). 

Para ler mais clique:

Portugueses, espanhóis, brasileiros e americanos proporcionam melhor Junho de sempre em número de clientes

Turistas vêm mais a Portugal, mas ficam cada vez menos tempo

 

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Hotelaria

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Zmar contrata novos directores Comercial e de Marketing

11-10-2019 (10h39)

O Zmar, no Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, reforçou a sua estrutura com a contratação de Guilherme Pinto como director Comercial e Laura Santinhos como directora de Marketing.

DoubleTree by Hilton Lisbon reforça departamento Comercial com duas contratações

07-10-2019 (14h11)

O DoubleTree by Hilton Lisbon – Fontana Park reforçou o seu departamento Comercial ao contratar Vivian Kaiser para o cargo de commercial manager e Vânia Marques para desempenhar as funções de sales manager.

Hotéis 4-estrelas de Lisboa resistem à queda de ocupação e ‘equilibram’ RevPAR

04-10-2019 (16h42)

Os hotéis 4-estrelas de Lisboa, onde se concentram mais de metade dos quartos de hotel de 3 a 5 estrelas da capital portuguesa, com aproximadamente 10,6 mil, foram a única categoria a praticamente manter a mesma receita de quartos por quarto disponível (RevPAR) este Agosto, em que segundo o Observatório do Turismo publicado pela ATL os 5-estrelas tiveram uma quebra em 9,4% e nos 3-estrelas a descida foi em 4,5%.

Turim Hotels abre hotel de 4-estrelas no Funchal

02-10-2019 (15h59)

O Grupo Turim Hotels anunciou a abertura de um hotel de 4-estrelas no Funchal, Madeira, um projecto que resulta da reabilitação do antigo Hotel Santa Maria, que esteve em funcionamento entre 1964 e 2007.

Óbidos adia taxa turística para Janeiro de 2020

01-10-2019 (16h19)

A Câmara de Óbidos adiou para Janeiro de 2020 a entrada em vigor da taxa turística, prevista inicialmente para o último trimestre deste ano, mas cujo valor está ainda em consulta pública.

Noticias mais lidas