Empreendimentos turísticos de Monchique reabrem após grande incêndio

14-08-2018 (18h46)

Foto: MacDonald Monchique
Foto: MacDonald Monchique

Macdonald Monchique Resort reabre quinta-feira e Villa Termal Caldas de Monchique Spa Resort já reabriu

O Macdonald Monchique Resort & Spa, em Caldas de Monchique, Algarve, vai reabrir na quinta-feira, depois de ter encerrado devido ao incêndio que durante uma semana atingiu a serra de Monchique.

O Macdonald Monchique Resort & Spa foi um dos hotéis que tiveram de ser evacuados antes de o fogo chegar à zona das Caldas de Monchique, quando tinha mais de 300 hóspedes nas suas instalações, mas as suas instalações não foram danificadas pelo incêndio, que deflagrou em 3 de Agosto e só foi dado por dominado a 10.

“Apesar de as instalações deste resort de 5-estrelas não terem sido directamente afectadas pelo incêndio que assolou a região, o Macdonald Monchique Resort & Spa decidiu encerrar durante uma semana, estando agora pronto a receber todos os hóspedes”, assegurou a Administração da unidade hoteleira em comunicado.

O comunicado acrescenta que “durante os incêndios, e apesar de em nenhum momento o hotel ter estado em perigo iminente, a direcção decidiu realojar os hóspedes noutras instalações hoteleiras do Algarve, para que pudessem continuar as suas férias em segurança, longe da área afectada pelos incêndios”.

“Agora, depois de feitas as limpezas necessárias e já com a calma que caracteriza esta zona do Algarve, é tempo de voltar a acolher os hóspedes”, remata o comunicado.

Na segunda-feira, outra unidade desta zona, a Villa Termal Caldas de Monchique Spa Resort, anunciou também que já tinha reaberto ao público, depois de ter sido evacuado e de ter estado encerrado por causa do incêndio.

“Estão garantidas as condições de segurança do local e das vias de acesso que possibilitam às termas retomar a actividade normal, com todos os serviços e facilidades a funcionar em pleno”, assegurou a unidade hoteleira.

A informação salienta também que “não se registaram quaisquer perdas ou danos no núcleo central” da zona termal.

Estas unidades hoteleiras foram evacuadas nas Caldas de Monchique antes da noite de 5 para 6 de Agosto, devido ao fogo que deflagrou em Monchique, na zona de Perna da Negra, no dia 3, pelas 13:30.

O fogo queimou cerca de 27.000 hectares (segundo dados da União Europeia), obrigou a deslocar quase 300 pessoas e provocou 41 feridos, um deles em estado grave (uma idosa que continua internada em Lisboa).

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Airbnb vai passar a identificar oferta de particulares e profissionais

21-09-2018 (09h30)

A empresa Airbnb comprometeu-se a proceder até final do ano às alterações reclamadas pela Comissão Europeia em matéria de defesa do consumidor, que implicam passar a identificar oferta de particulares e profissionais e apresentar preços totais das reservas, incluindo taxas suplementares.

Holiday Inn Porto Gaia reduz uso de plástico

20-09-2018 (18h26)

O hotel Holiday Inn Porto Gaia anunciou que vai reduzir a utilização de plástico nas suas instalações, tendo já avançado para a remoção de palhinhas e copos de plástico das suas máquinas de café.

Kimpton abre o seu primeiro hotel no Reino Unido em Outubro

19-09-2018 (19h04)

O Kimpton Fitzroy London, instalado no edifício do antigo Hotel Russell, cujo design inspirou a sala de jantar do navio Titanic, vai ser a primeira unidade hoteleira da Kimpton Hotels & Restaurants no Reino Unido, aquando da sua inauguração em Outubro.

Riu Hotels compra edifício em Londres para o seu primeiro hotel no Reino Unido

19-09-2018 (18h58)

A Riu Hotels & Resorts anunciou a compra de um edifício no centro de Londres para abrir o seu primeiro hotel num país cuja nacionalidade representa “grande percentagem da clientela Riu nas Caraíbas e em Espanha”.

Hotéis portugueses também resvalaram para queda de dormidas no mês de Julho

17-09-2018 (16h31)

Os hotéis, as pousadas e os aldeamentos são os únicos estabelecimentos de alojamento turístico que no fim de Julho ainda estão com aumento de dormidas este ano, mas o último mês do período já foi também de quebra, ainda que menor que a média do sector, em 1,5%, segundo os dados do INE.