“Em Portugal temos obrigação de fazer hotéis diferenciados” – Jorge Rebelo de Almeida, Vila Galé

30-10-2017 (16h03)

"Aqui no Alentejo achamos que temos espaço para crescer, para fazer coisas", sobretudo se forem diferentes, um factor imperativo para Jorge Rebelo de Almeida, que diz mesmo: "acho que em Portugal temos obrigação de fazer hotéis diferenciados".

O presidente do Vila Galé realça que, porém, “não é preciso inventar muito”. Trata-se, isso sim, de “fazer tudo o que é português, mostrarmos o que é nosso, o que é autêntico, até para não sermos iguais ao que há de hotéis por todo o lado”.

Nesse sentido, a Vila Galé está a investir na criação de novos hotéis temáticos, como fará em Elvas, onde terá a partir do próximo ano uma nova unidade hoteleira dedicada ao tema das fortificações militares portuguesas no mundo.

Alter do Chão é outro destino no Alentejo que está na mira do grupo hoteleiro Vila Galé, embora seja “um produto de alto risco” pela falta de fluxo turístico. Contudo, “eu quero acreditar que temos obrigação de fazer esforços e dar contributos para que as coisas aconteçam”, diz Jorge Rebelo de Almeida.

Além de turístico, o empresário defende que o Alentejo tem potencial “para fazer uma coisa que nunca imaginei que pudesse ser um êxito em Portugal e que está a ser: nós conseguimos atrair estrangeiros para educação”.

Por outro lado, e destacando “coisas estrondosas, como a Embraer” que leva à região mais negócios relacionados com a aviação, Jorge Rebelo de Almeida considera que o Alentejo também precisa de “dar um salto e ter mais agro-indústria”.

Nessa área, o grupo está a investir no seu negócio de produção de vinho, azeite e fruta na herdade onde está inserido o Hotel Vila Galé Clube de Campo.

A herdade, de 1.620 hectares, tem 130 hectares de vinha, 160 de olival e cerca de 95 de fruta, incluindo pêra rocha, pêssego, nectarina, ameixa e damascos.

A Vila Galé, que já tem uma adega na propriedade, tem um projecto para construir no próximo ano um lagar e acrescentar mais 100 hectares de olival.

 

Continua:

 

Ver também:

Alentejo tem muito potencial turístico para crescer – Jorge Rebelo de Almeida, Vila Galé

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Vila Galé

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Be Live Hotels incorpora dois novos hotéis em Varadero

19-06-2018 (11h33)

A Be Live Hotels, divisão hoteleira do grupo Globalia, incorporou dois novos hotéis de 4-estrelas em Varadero, elevando a sua oferta hoteleira em Cuba para 1.502 quartos em sete unidades.

Taxa turística de Gaia começa em Setembro com valores diferentes para época alta e baixa

19-06-2018 (09h42)

A “Taxa de Cidade de Vila Nova de Gaia”, como foi baptizada a taxa turística de Gaia, entra em vigor em Setembro e vai custar dois euros em época alta e metade em época baixa.

Hotelaria portuguesa tem este ano o crescimento mais fraco das dormidas no 1º quadrimestre desde 2013

15-06-2018 (18h01)

O alojamento turístico português terminou o primeiro quadrimestre com um aumento das dormidas em apenas 1,6%, que é a variação mais fraca desde 2013, em que teve um aumento em 0,7% nos primeiros quatro meses.

Proveitos da hotelaria portuguesa resistem ao abrandamento da procura via preços

15-06-2018 (17h58)

Apesar de um abrandamento do crescimento das dormidas para 1,6%, os proveitos mantiveram-se a crescer próximo dos 10%, suportados por um aumento em 7,7% dos proveitos por dormida, com realce para os aumentos em 8,2% nas regiões de Lisboa e Centro.

Miguel Garcia é o novo director do hotel Tivoli Avenida Liberdade (Corrige)

15-06-2018 (17h52)

Miguel Garcia, que esteve desde 2016 nos comandos do hotel Tivoli São Paulo Mofarrej, no Brasil, é o novo director-geral do hotel Tivoli Avenida Liberdade.