“Em Portugal temos obrigação de fazer hotéis diferenciados” – Jorge Rebelo de Almeida, Vila Galé

30-10-2017 (16h03)

"Aqui no Alentejo achamos que temos espaço para crescer, para fazer coisas", sobretudo se forem diferentes, um factor imperativo para Jorge Rebelo de Almeida, que diz mesmo: "acho que em Portugal temos obrigação de fazer hotéis diferenciados".

O presidente do Vila Galé realça que, porém, “não é preciso inventar muito”. Trata-se, isso sim, de “fazer tudo o que é português, mostrarmos o que é nosso, o que é autêntico, até para não sermos iguais ao que há de hotéis por todo o lado”.

Nesse sentido, a Vila Galé está a investir na criação de novos hotéis temáticos, como fará em Elvas, onde terá a partir do próximo ano uma nova unidade hoteleira dedicada ao tema das fortificações militares portuguesas no mundo.

Alter do Chão é outro destino no Alentejo que está na mira do grupo hoteleiro Vila Galé, embora seja “um produto de alto risco” pela falta de fluxo turístico. Contudo, “eu quero acreditar que temos obrigação de fazer esforços e dar contributos para que as coisas aconteçam”, diz Jorge Rebelo de Almeida.

Além de turístico, o empresário defende que o Alentejo tem potencial “para fazer uma coisa que nunca imaginei que pudesse ser um êxito em Portugal e que está a ser: nós conseguimos atrair estrangeiros para educação”.

Por outro lado, e destacando “coisas estrondosas, como a Embraer” que leva à região mais negócios relacionados com a aviação, Jorge Rebelo de Almeida considera que o Alentejo também precisa de “dar um salto e ter mais agro-indústria”.

Nessa área, o grupo está a investir no seu negócio de produção de vinho, azeite e fruta na herdade onde está inserido o Hotel Vila Galé Clube de Campo.

A herdade, de 1.620 hectares, tem 130 hectares de vinha, 160 de olival e cerca de 95 de fruta, incluindo pêra rocha, pêssego, nectarina, ameixa e damascos.

A Vila Galé, que já tem uma adega na propriedade, tem um projecto para construir no próximo ano um lagar e acrescentar mais 100 hectares de olival.

 

Continua:

 

Ver também:

Alentejo tem muito potencial turístico para crescer – Jorge Rebelo de Almeida, Vila Galé

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Clique para mais notícias: Vila Galé

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Hotéis 5-estrelas e alojamento local são as unidades com maiores aumentos de dormidas até Abril

17-06-2019 (16h59)

Os hotéis de 5-estrelas, com mais 117,9 mil dormidas nos primeiros quatro meses deste ano que no período homólogo de 2018 e os alojamentos locais, com mais 165,2 mil, são os estabelecimentos que maiores aumentos de dormidas tiveram no primeiro quadrimestre, em que o alojamento turístico português somou 16,67 milhões de dormidas, em alta de 3,9% ou 618,7 mil.

Portugal ultrapassa quatro milhões de turistas estrangeiros no primeiro quadrimestre

17-06-2019 (15h46)

Portugal teve 4.038,8 mil turistas residentes no estrangeiro em estabelecimentos de alojamento durante o primeiro quadrimestre, com um aumento em 5,6% ou cerca de 214 mil relativamente ao período homólogo de 2018.

INE realça ‘efeito Páscoa’ nos resultados da hotelaria portuguesa em Abril

17-06-2019 (11h48)

“Estes resultados foram influenciados pelo efeito do período de férias associado à Páscoa, que este ano ocorreu em meados de Abril, enquanto no ano anterior teve influência repartida entre Março e Abril”, assinala o INE ao revelar que em Abril o alojamento turístico português teve taxas de crescimento do nível que registou até 2018.

Iberostar abre resort de 5-estrelas em Lagos, junto à Meia Praia

11-06-2019 (16h59)

O grupo hoteleiro espanhol Iberostar inaugurou um resort de 5-estrelas com 220 quartos em Lagos, o Iberostar Selection Lagos Algarve, junto à Meia Praia.

Pestana Hotel Group avança com providência cautelar contra dragagens no Sado

06-06-2019 (19h49)

O Pestana Hotel Group, maior grupo hoteleiro português, anunciou hoje que interpôs uma providência cautelar no Tribunal de Loulé a requerer a suspensão imediata do Título de Utilização Privativa do Espaço Marítimo Nacional (TUPEM) concedido à empresa Mota-Engil para dragagens no estuário do Sado.

Noticias mais lidas