Efeito Páscoa mais cedo apenas ‘mitiga’ desaceleração da procura internacional da hotelaria portuguesa

15-05-2018 (16h25)

O efeito Páscoa mais cedo, com a Semana Santa a celebrar-se em Março, quando em 2017 foi em Abril, conduzindo a um aumento das dormidas em 16,3%, não foi suficiente para que o balanço do trimestre se ficasse num ‘magro’ aumento em 7,6% e porque de parte dos residentes teve um aumento em 10,5%.

Os dados do INE publicados hoje indicam que a hotelaria portuguesa teve 9,479 milhões de pernoitas no primeiro trimestre, mais 667,7 mil que no período homólogo de 2017, mais de metade das quais ou 376,8 mil no mês de Março.

Por outro lado, os dados do INE mostram que esse aumento de 667,7 se ficou a dever em 39% ao mercado dos residentes em Portugal, do qual teve um aumento em 10,5% ou 260,4 mil, para 2,75 milhões, enquanto da parte dos mercado internacionais o aumento foi em 6,4% ou 407,1 mil, para 6,729 milhões.

Os dados do INE permitem verificar adicionalmente que o balanço da procura internacional do alojamento turístico português no primeiro trimestre foi marcado pelas quebras expressivas de dormidas de residentes no Reino Unido (-5,9% ou menos 77,1 mil, para 1,229 milhões), que ainda assim se mantém o emissor internacional nº 1, e nos Países Baixos (-11,7% ou menos 51,6 mil, para 388 mil).

O crescimento, por sua vez, ficou a dever-se aos crescimentos dos mercados dos residentes em Portugal (+10,5% ou mais 260,4 mil, para 2,75 milhões) e em Espanha (+24,2% ou mais 161,7 mil, para 700,2 mil), bem como Brasil (+9,6% ou mais 64,1 mil, para 456,7 mil), França (+11,3% ou mais 56,1 mil, para 551,8 mil), Estados Unidos (+22,3% ou mais 42,3 mil, para 232,2 mil), bem como do conjunto “outros mercados” (+10,3% ou mais 123,5 mil, para 1,318 milhões).

Mas uma avaliação mais rigorosa da evolução este ano apenas poderá ser feita depois do INE divulgar os dados completo do primeiro quadrimestre, que é o primeiro período do ano em que as comparações com o ano transacto não são afectadas pelo efeito de calendário da Páscoa em Março ou em Abril.

 

Clique para mais notícias: Hotelaria portuguesa

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Governo ‘queixa-se’ das “muitas vantagens” da ANA nas negociações sobre o Montijo

16-11-2018 (18h15)

O secretário de Estado das Infra-estruturas, Guilherme d'Oliveira Martins, lamentou-se hoje das "muitas vantagens" atribuídas pelo anterior Governo à ANA e que classificou como "instrumentos fortes" que têm atrasado as negociações sobre o aeroporto complementar do Montijo.

Grupo Douro Azul espera licenciar este ano hotel na escarpa de Gaia

16-11-2018 (18h01)

A Mystic Invest, empresa do universo Douro Azul responsável pelo projecto de um hotel na escarpa da Serra do Pilar, Vila Nova de Gaia, que inclui o restauro da Capela Senhor D'Além, espera lançar o licenciamento ainda este ano.

"O Artista" apresenta-se ao público

16-11-2018 (17h52)

O Artista é um aparthotel boutique de luxo inaugurado recentemente na zona do Rossio em Lisboa, com decoração alusiva ao cinema português da década de 50 e um restaurante com assinatura de Miguel Laffan.

Aparthotel O Artista ‘arranca’ com ocupação acima dos 75%

16-11-2018 (17h43)

O aparthotel O Artista, inaugurado há quatro meses na zona do Rossio, em Lisboa, atingiu uma taxa média de ocupação entre os 75% e os 80% durante este periodo de soft-opening.

Luís Correia é o novo chef executivo do Praia D'El Rey

16-11-2018 (13h34)

O chef Luís Correia, com mais de 30 anos de experiência em restauração e hotelaria, é o novo chef executivo do Praia D'El Rey Golf & Beach Resort, na Amoreira, perto de Peniche.