Efeito Páscoa mais cedo apenas ‘mitiga’ desaceleração da procura internacional da hotelaria portuguesa

15-05-2018 (16h25)

O efeito Páscoa mais cedo, com a Semana Santa a celebrar-se em Março, quando em 2017 foi em Abril, conduzindo a um aumento das dormidas em 16,3%, não foi suficiente para que o balanço do trimestre se ficasse num ‘magro’ aumento em 7,6% e porque de parte dos residentes teve um aumento em 10,5%.

Os dados do INE publicados hoje indicam que a hotelaria portuguesa teve 9,479 milhões de pernoitas no primeiro trimestre, mais 667,7 mil que no período homólogo de 2017, mais de metade das quais ou 376,8 mil no mês de Março.

Por outro lado, os dados do INE mostram que esse aumento de 667,7 se ficou a dever em 39% ao mercado dos residentes em Portugal, do qual teve um aumento em 10,5% ou 260,4 mil, para 2,75 milhões, enquanto da parte dos mercado internacionais o aumento foi em 6,4% ou 407,1 mil, para 6,729 milhões.

Os dados do INE permitem verificar adicionalmente que o balanço da procura internacional do alojamento turístico português no primeiro trimestre foi marcado pelas quebras expressivas de dormidas de residentes no Reino Unido (-5,9% ou menos 77,1 mil, para 1,229 milhões), que ainda assim se mantém o emissor internacional nº 1, e nos Países Baixos (-11,7% ou menos 51,6 mil, para 388 mil).

O crescimento, por sua vez, ficou a dever-se aos crescimentos dos mercados dos residentes em Portugal (+10,5% ou mais 260,4 mil, para 2,75 milhões) e em Espanha (+24,2% ou mais 161,7 mil, para 700,2 mil), bem como Brasil (+9,6% ou mais 64,1 mil, para 456,7 mil), França (+11,3% ou mais 56,1 mil, para 551,8 mil), Estados Unidos (+22,3% ou mais 42,3 mil, para 232,2 mil), bem como do conjunto “outros mercados” (+10,3% ou mais 123,5 mil, para 1,318 milhões).

Mas uma avaliação mais rigorosa da evolução este ano apenas poderá ser feita depois do INE divulgar os dados completo do primeiro quadrimestre, que é o primeiro período do ano em que as comparações com o ano transacto não são afectadas pelo efeito de calendário da Páscoa em Março ou em Abril.

 

Clique para mais notícias: Hotelaria portuguesa

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Nova Pousada Vila de Óbidos é “muito especial” – Dionísio Pestana

25-05-2018 (14h59)

"Quando aparece um diamante destes, que é muito difícil, numa vila como Óbidos, é muito especial", afirmou Dionísio Pestana, presidente do Grupo Pestana, ao comentar a inauguração do primeiro pólo da Pousada Vila de Óbidos.

Goa e Moçambique estão entre os possíveis destinos para as Pousadas de Portugal

25-05-2018 (13h10)

A expansão internacional das Pousadas de Portugal prevê a construção cinco unidades até 2023, estando já uma em funcionamento no Brasil, duas localizações aprovadas, no Uruguai e em São Tomé, e mais duas em estudo, que poderão ser Goa e Moçambique.

Ericeira tem um novo hostel dedicado ao surf

24-05-2018 (12h53)

O Aktion Ericeira Surf Hostel é a mais recente unidade na Ericeira, instalada num edifício novo de três andares que dispõe de quartos duplos e dormitórios a cerca de dez minutos a pé da Praia do Sul.

Novo restaurante de Martin Berasategui em Lisboa é “um projecto para o mundo”

23-05-2018 (20h45)

O Fifty Seconds by Martin Berasategui, que abre em Outubro em Lisboa, no topo do hotel Myriad by Sana, na Torre Vasco da Gama, é "um projecto para o mundo", afirmou o chef basco, que é um dos mais conceituados do mundo, distinguido com oito estrelas Michelin em diferentes restaurantes.

Minor International (Tivoli) reforça participação na espanhola NH Hoteles

23-05-2018 (16h57)

O Minor International, grupo tailandês que comprou os hotéis Tivoli em Portugal e no Brasil, anunciou hoje que comprou mais 8,6% do capital do grupo hoteleiro espanhol NH Hoteles, no qual passa a deter 9,7% do capital.