Cristina Ventura é nova directora do hotel The Vintage Lisboa

26-09-2016 (12h23)

Foto: Nau Hotels & Resorts
Foto: Nau Hotels & Resorts

A Nau Hotels nomeou Cristina Ventura para o cargo de directora da sua unidade hoteleira The Vintage Lisboa Hotel.

Cristina Ventura tem 21 anos de experiência profissional nas áreas de marketing, vendas e hotelaria. A Nau Hotels sublinha que foi no Grupo Longevity que a profissional se destacou, tendo desempenhado diversas funções de gestão entre 2004 e 2012, nomeadamente na abertura do Longevity Wellness Resort Monchique como directora de marketing e vendas.

O The Vintage Lisboa Hotel encontra-se entre a Avenida da Liberdade e o Príncipe Real, em Lisboa, e é apresentado pelo grupo como “um hotel contemporâneo com uma atmosfera luxuosa e instalações cinco estrelas”.

O hotel dispõe de 53 quartos e três suites, um restaurante com pratos regionais e selecção de vinhos, um rooftop “com uma extraordinária vista panorâmica sobre a cidade” e um Spa “com ampla variedade de tratamentos de beleza e bem-estar”.

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Quem é Quem

Clique para mais notícias: Nau Hotels

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Luís Correia é o novo chef executivo do Praia D'El Rey

16-11-2018 (13h34)

O chef Luís Correia, com mais de 30 anos de experiência em restauração e hotelaria, é o novo chef executivo do Praia D'El Rey Golf & Beach Resort, na Amoreira, perto de Peniche.

Cascais também duplica taxa turística em 2019

15-11-2018 (16h56)

O presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, disse hoje no Congresso da AHP, a decorrer em Lisboa, que vai acompanhar Lisboa no aumento da a taxa turística em 2019, de um para dois euros por noite.

Crescimento dos proveitos da hotelaria portuguesa tende a ‘aterrar’

15-11-2018 (15h43)

O crescimento dos proveitos da hotelaria portuguesa foi em Setembro o mais fraco dos 53 meses que já levam de alta, e com uma queda significativa na área metropolitana de Lisboa, na ordem dos cinco milhões de euros.

Quebra da hotelaria portuguesa não está tanto nas chegadas de turistas, mas no tempo que permanecem

15-11-2018 (13h22)

As quebras de dormidas de turistas residentes no estrangeiro na hotelaria portuguesa deve-se mais à redução do seu tempo médio de permanência do que a decréscimo das chegadas, que até estão com um ligeiro aumento e atingem um novo recorde para os primeiros nove meses, concluiu o PressTUR dos dados divulgados hoje pelo INE.

“Dormidas de não residentes continuaram a diminuir”, diz balanço do INE relativo a Setembro

15-11-2018 (11h30)

Os estabelecimentos de alojamento turístico portugueses tiveram em Setembro uma queda das dormidas de turistas residentes no estrangeiro em 4,9%, depois de descidas de 4,7% em Agosto, de 4,5% em Julho e de 5,5% em Junho.