Congresso da AHP vai discutir como “seduzir Espanha” e captar turistas que gastem mais

16-10-2019 (15h22)

A presidente executiva da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), Cristina Siza Vieira, anunciou ontem em Lisboa que o próximo Congresso da Associação vai ter um painel sobre a convergência ibérica e tentar perceber se é possível captar espanhóis com mais poder de compra.

"Convergência Ibérica. As oportunidades de Portugal em Espanha - Como seduzir Espanha?" vai ser o tema do segundo painel do 31.º Congresso Nacional de Hotelaria e Turismo, que vai realizar-se entre 20 e 22 de Novembro em Viana do Castelo, sob o tema "Portugal: Preparar o Amanhã".

"Nós temos relação íntima com Espanha. É uma relação de competição, mas simultaneamente de cooperação, e sabendo que o mercado espanhol é o segundo mercado emissor de turistas, mas é o terceiro mercado em termos de recitas e, portanto, está-se também aqui a colocar uma pergunta que é: ‘será que é possível captar turistas espanhóis com mais poder de compra?'", disse Cristina Siza Vieira aos jornalistas, na apresentação do congresso à imprensa.

"Fomos roubar o nome deste painel a uma entrevista que António Trindade deu ao "Expresso" em Julho de 2019 em que ele falava que para podermos ser grandes temos que ultrapassar as picardias que temos habitualmente com Espanha (...), as razões destas picardias e ir mais longe porque para nos afirmarmos, sobretudo, em mercados como o norte-americano - e não só, mesmo na América Latina, etc. - devíamos afirmar Portugal como um destino ibérico", defendeu Cristina Siza Vieira.

"O nosso futuro turístico passa por esta convergência e união de esforços com Espanha. Portugal tem de pensar de forma mais abrangente, tem de criar em parceria com Espanha um elemento de atracção chamado 'ibéria', que vai permitir um crescimento sustentado das rotas aéreas oriundas dos EUA, a manutenção das operações sul-americanas - no nosso caso, muito baseado no Brasil - e, acima de tudo, fazer crescer o número de turistas que chegam da América Latina", acrescentou.

Antes deste painel, o congresso abordará o "Investimento hoteleiro em Portugal", que contará a visão dos grandes grupos hoteleiros portugueses, que irão partilhar as suas experiências e debater se ainda se vivem tempos de oportunidade para investimento e quais as vantagens e desvantagens da escala.

O terceiro painel debate os "Desafios da comercialização digital". Pretende-se abordar o que já mudou e o que vai mudar no negócio da distribuição, os novos desafios e oportunidades para a hotelaria "vender mais e melhor", "uma análise aos desafios da comercialização digital de pequenas, médias e grandes unidades hoteleiras".

O primeiro dia termina com um debate sobre os desafios da oferta e procura nos principais mercados internacionais, no mercado da aviação, sob o painel "Game Changing: a transformação da Indústria da Aviação e as implicações para Portugal".

O quinto - e primeiro painel do segundo dia de congresso - tem como tema "Crescer a Norte". Em seis anos, o turismo na região Porto e Norte "cresceu fortemente, bem acima da média nacional, e pretende-se discutir 'Como se faz a gestão do Turismo na região Norte'", exemplificou a responsável.

"As oportunidades que temos - a nossa singularidade" será o sexto painel em discussão.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para mais notícias: AHP

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Câmara de Lobos aprova boutique hotel perto do Cabo Girão

21-02-2020 (14h02)

O município de Câmara de Lobos aprovou a construção de um boutique hotel de três andares, com nove quartos, e um jardim de plantas endémicas com cerca de 25 mil metros quadrados, nas imediações de um dos pontos mais turísticos da Madeira, o Cabo Girão.

Câmara de Caminha aprova projecto para hotel em Vila Praia de Âncora

19-02-2020 (17h21)

A Câmara de Caminha aprovou um projecto para a criação do Âncora - River & Nature, um empreendimento turístico de 51 quartos em Vila Praia de Âncora, com um investimento avaliado em quatro milhões de euros.

Braga cobra taxa de 1,5 euros por dormida a partir de Março

19-02-2020 (14h02)

A Câmara de Braga começa no dia 1 de Março a cobrar uma taxa municipal turística no valor de 1,5 euros por dormida, anunciou hoje o município.

Alojamento local ultrapassou os dez milhões de dormidas em 2019

18-02-2020 (16h43)

O alojamento local foi o tipo de alojamento turístico que teve o maior aumento de dormidas em 2019, superando mesmo o aumento do conjunto dos hotéis, com mais 1,3 milhões de pernoitas que em 2018, o que lhe valeu superar a marca dos dez milhões num ano e contribuir decisivamente para que o crescimento do sector chegasse a 4,1%.

Turistas dos Estados Unidos foram os que mais aumentaram as dormidas em Portugal em 2019

18-02-2020 (15h52)

Os Estados Unidos foram o mercado emissor com maior aumento de dormidas no alojamento turístico português em 2019, com mais 452 mil que em 2018, o que levou inclusive a que ultrapassasse os Países Baixos no ranking dos maiores emissores para Portugal.

Noticias mais lidas