Cidade de Lisboa concentra 24,6% das dormidas no alojamento turístico português

15-04-2019 (16h28)

Lisboa é, por grande margem, o município com mais dormidas no alojamento turístico português, tendo registado perto de 1,6 milhões nos primeiros dois meses deste ano, o que equivale a 24,6% do total no país, indicou hoje o INE.

A informação do Instituto indica que 22 municípios concentraram 75% das dormidas em alojamento turístico em Portugal no primeiro bimestre, com Funchal, Albufeira, Porto e Loulé a registarem os maiores totais a seguir a Lisboa.

A informação do INE indica que 11% das dormidas em alojamento turístico no primeiro bimestre tiveram lugar no Funchal, o que significa um total de aproximadamente 690 mil, e Albufeira teve 8,6%, o que equivale a cerca de 540 mil.

Para o Porto, o INE indica, sem especificar, um total acima de 400 mil pernoitas e para Loulé, mais de 200 mil.

A informação do INE, já com base na sua nova matriz de informação, indica que o alojamento turístico português teve 3,3 milhões de dormidas de 1,36 milhões de hóspedes em Fevereiro, em queda de 1% em número de dormidas por quebra da estada média em 3,8%, pois em número de hóspedes até houve um aumento em 2,9%.

Para o conjunto dos primeiros dois meses do ano, o Instituto indicou um aumento das dormidas em 1,6%, para 6,27 milhões, por aumento do número de hóspedes em 4,6%, para 2,6 milhões, embora tenha ocorrido um decréscimo da estada média em 2,9%, para 2,41 noites.

À semelhança do que já vinha a ocorrer nos últimos anos, melhor do que a evolução de hóspedes e dormidas foi a das receitas, com subidas em 6,5% dos proveitos totais, que atingem 334,8 milhões de euros, e 5,3% nos primeiros de aposento, que somaram 234,1 milhões.

Relativamente ao mês de Fevereiro, a informação do INE indica quebra das dormidas em 1%, com quebras de 2,6% do mercado dos residentes em Portugal e estagnação em baixa (-0,2%) dos residentes no estrangeiro.

O Instituto relaciona a quebra, nomeadamente o decréscimo em 0,1% dos hóspedes residentes em Portugal, com o facto de o Carnaval este ano ser no mês de Março quando em 2018 foi em Fevereiro.

 

Clique para mais notícias: Hotelaria portuguesa

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Minor (Tivoli) constitui empresa hoteleira em Portugal

24-04-2019 (10h17)

O grupo tailandês Minor, comprador dos hotéis Tivoli em Portugal e no Brasil na sequência da falência do grupo Espírito Santo, constituiu uma sociedade em Portugal, a Minor Hotels Portugal, com o Capital Social de um milhão de euros, tendo 300 mil realizados.

Grupo de luxo LVMH completa aquisição da proprietária do hotel Reid’s na Madeira

18-04-2019 (10h32)

O grupo do segmento de luxo LVMH Moët Hennessy Louis Vuitton completou a aquisição da rede hoteleira Belmond, anteriormente Orient Express, proprietária entre outras unidades do Reid’s Madeira.

Savoy Palace nomeia José Pereira como director-geral

17-04-2019 (12h28)

O Savoy Palace, unidade hoteleira 5-estrelas, na Ilha da Madeira, que tem inauguração prevista para este Verão de 2019, vai ter José Pereira como director-geral.

Hotelaria da Madeira prevê ocupação de 74% na Páscoa

16-04-2019 (15h00)

A ocupação hoteleira no arquipélago da Madeira no período da Páscoa é de 74%, menos cerca de dois pontos percentuais do que em 2018, informou hoje a Secretaria Regional do Turismo e Cultura.

Accor destaca dez hotéis que vai inaugurar no próximo ano

15-04-2019 (16h56)

A rede hoteleira Accor está a destacar dez hotéis das suas marcas, a inaugurar em 2020, oito na Europa, um no Dubai e outro no Azerbaijão.