Brasil foi o emissor que mais fez aumentar as dormidas na hotelaria portuguesa em 2017

14-02-2018 (15h17)

Seguiram-se Alemanha e Estados Unidos

O crescimento em 2017 do número de dormidas de turistas estrangeiros na hotelaria portuguesa, atingindo o total recorde de 41,62 milhões, foi em primeiro lugar o resultado da reanimação das viagens de brasileiros para o estrangeiro e da oferta de ligações da TAP para Portugal, como mostram os números publicados hoje pelo INE.

De acordo com esses dados, 16% das mais 3,31 milhões de dormidas de turistas estrangeiros verificadas no ano passado em relação a 2016 foram de turistas brasileiros, que pela primeira vez ultrapassaram a marca de dois milhões de pernoitas no alojamento turístico português, com um aumento em 35,6% ou 529,4 mil.

O segundo maior contributo veio do mercado emissor alemão, que teve um aumento que equivale a 12,2% do aumento total de dormidas de turistas estrangeiros, com +7,7% ou mais 404,9 mil, somando 5,64 milhões, e seguiu-se mais um mercado de longo curso, viabilizado pelo hub de Lisboa, os Estados Unidos.

Os dados do INE mostram que 11,8% do aumento de dormidas no alojamento turístico português no ano foi de turistas norte-americanos, que aumentaram as pernoitas em 33,4% ou 392,2 mil, atingindo um total de 1,56 milhões, pelo que os Estados Unidos subiram a 7º emissor para a hotelaria portuguesa, ultrapassando a Irlanda, ainda que este mercado também tenha registado crescimento a dois dígitos, em 10% (mais 137,8 mil, para 1,51 milhões).

 

Para ler mais clique:

Maiores emissores penalizam evolução da hotelaria portuguesa em 2017

Hotelaria portuguesa 2017: mais 1,68 milhões de hóspedes, mais 3,94 milhões de dormidas, mais 483,9 milhões de euros

 

Clique para mais notícias: Hotelaria portuguesa

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Accor vai estrear marca Jo&Joe no Rio de Janeiro

21-06-2018 (16h22)

A AccorHotels anunciou que vai estrear a sua marca Jo&Joe no Rio de Janeiro, no Brasil, ocupando seis casarões no Largo do Boticário, no bairro de Cosme Velho, através de um investimento de cerca de 50 milhões de reais, aproximadamente 11,5 milhões de euros.

Quinta da Pacheca aumenta capacidade hoteleira com investimento de 4,9 milhões de euros

21-06-2018 (11h33)

A unidade hoteleira The Wine House Hotel Quinta da Pacheca, localizada no Douro, está a desenvolver um projecto de renovação e aumento da sua oferta com um investimento de 4,9 milhões de euros.

Be Live Hotels incorpora dois novos hotéis em Varadero

19-06-2018 (11h33)

A Be Live Hotels, divisão hoteleira do grupo Globalia, incorporou dois novos hotéis de 4-estrelas em Varadero, elevando a sua oferta hoteleira em Cuba para 1.502 quartos em sete unidades.

Taxa turística de Gaia começa em Setembro com valores diferentes para época alta e baixa

19-06-2018 (09h42)

A “Taxa de Cidade de Vila Nova de Gaia”, como foi baptizada a taxa turística de Gaia, entra em vigor em Setembro e vai custar dois euros em época alta e metade em época baixa.

Hotelaria portuguesa tem este ano o crescimento mais fraco das dormidas no 1º quadrimestre desde 2013

15-06-2018 (18h01)

O alojamento turístico português terminou o primeiro quadrimestre com um aumento das dormidas em apenas 1,6%, que é a variação mais fraca desde 2013, em que teve um aumento em 0,7% nos primeiros quatro meses.