Antiga quinta no Douro será convertida em enoturismo com investimento de 12 milhões de euros

31-07-2019 (10h28)

A Quinta do Convento de São Pedro das Águias, no Vale do Távora, em Tabuaço, será alvo de um investimento de 12 milhões de euros para a criação de um projecto vitivinícola e de enoturismo.

Esta quinta, que é uma das mais antigas do Douro, foi adquirida pelo cirurgião e enófilo alemão Christoph Kranemann, que a irá converter no projecto Kranemann Wine Estates, uma aposta nos vinhos de Denominação de Origem Controlada (DOC) Douro e no Vinho do Porto.

“Este projecto representa, numa primeira fase, um investimento de 12 milhões de euros, para aposta em vinhos DOC Douro, Porto e enoturismo, dinamizando a economia local e criando, pelo menos, 50 empregos directos”, refere uma nota de imprensa.

Os primeiros vinhos da quinta “acabam de ser lançados no mercado e, em breve, avançará a recuperação do mítico Convento de São Pedro das Águias”, construído no século XII e que será valorizado enquanto unidade hoteleira, que terá 25 quartos, acrescenta.

Christoph Kranemann, um cirurgião radicado no Canadá e fundador do Clearview Vision Institute, descobriu a Quinta do Convento de São Pedro das Águias em 2018.

“Casado com uma portuguesa, conhecedor do mundo do vinho e apaixonado pelo Douro, encontrou nesta propriedade a conjugação perfeita das suas paixões: vinho, geologia, história e arquitetura”, explica o comunicado.

Após ter equacionado estabelecer-se na Austrália enquanto produtor, Christoph Kranemann passou a visitar Portugal em 2004, quando conheceu a sua mulher, descobriu os vinhos e as castas locais e teve uma pequena experiência vitícola no Dão.

Entre as condições particulares dos 150 hectares da quinta estão as exposições solares orientadas a norte e nordeste e altitudes que variam entre os 320 e os 420 metros.

Na quinta, os 27 hectares de vinha (cuja plantação remonta a 1970) partilham espaço com cinco mil oliveiras, árvores de fruto e floresta.

O enólogo Diogo Lopes, que tem um percurso nas regiões de Lisboa, Alentejo e Açores, assumiu a chefia do projecto, contando com a consultoria de Anselmo Mendes e da enóloga residente Maria Susete Melo.

Nos últimos 50 anos, a Quinta do Convento de São Pedro das Águias esteve essencialmente dedicada à produção de vinhos.

Os seus proprietários foram tanto portugueses como estrangeiros: a família Macedo e Pinto, os franceses Paul Vranken e Mauricette Mordant, Patrick Landanger (construtor da moderna adega hoje existente) e os canadianos do Grupo Colt.

Graças ao trabalho preliminar da nova equipa de enologia, a Kranemann Wine Estates está a lançar os primeiros vinhos no mercado, que serão as marcas de referência da casa. São eles os vinhos Quinta do Convento, tinto e branco, que representam as colheitas DOC Douro, e os Kranemann Porto, a marca de referência para a gama de Vinho do Porto, com o lançamento de dois Tawny.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Hotelaria

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Portugal cresce nas vendas da Meliá num ano “extremamente complicado”, Gabriel Escarrer

23-01-2020 (10h45)

Portugal foi um dos mercados que cresceu nas contas da rede hoteleira espanhola Meliá em 2019, um ano “extremamente complicado” por diversos factores, afirmou Gabriel Escarrer Jaume, vice-presidente executivo.

Portugal é “um mercado muito importante” onde a Globalia quer crescer — Javier Hidalgo, CEO

22-01-2020 (14h32)

A Globalia, dona da Air Europa e dos hotéis Be Live, entre outras empresas de turismo, como o operador Travelplan, presente em Portugal, vê o país como um mercado "muito importante" onde ambiciona crescer em várias áreas de negócio, disse ao PressTUR Javier Hidalgo, CEO do grupo.

Vila Galé chega aos Açores em 2021

20-01-2020 (20h37)

O Grupo Vila Galé vai estrear-se nos Açores em 2021, com a abertura de um hotel com 100 quartos em Ponta Delgada, São Miguel, anunciou esta segunda-feira o presidente do grupo, Jorge Rebelo de Almeida.

Vila Galé fechou 2019 com mais três milhões de euros de receitas em Portugal

20-01-2020 (19h51)

As receitas do grupo Vila Galé em Portugal, onde tem 25 hotéis, ascenderam a 115 milhões de euros em 2019, um aumento de cerca de 2,7% ou três milhões face ao ano anterior, disse o administrador do grupo, Gonçalo Rebelo de Almeida.

China supera Bélgica entre os principais mercados para o grupo Vila Galé

20-01-2020 (19h50)

O grupo Vila Galé notou no ano passado "alguma desaceleração dos mercados europeus tradicionais para Portugal", compensada pela subida de alguns mercados asiáticos, como a China, que superou a Bélgica entre os principais emissores, disse o administrador do grupo, Gonçalo Rebelo de Almeida.

Noticias mais lidas