Alojamento local faz 27,5% do aumento de proveitos da hotelaria portuguesa em Agosto

15-10-2019 (16h34)

O alojamento local é o segmento do alojamento turístico que mais está a crescer este ano em Portugal, tendo atingido um aumento de proveitos em Agosto, principal mês da actividade turística em Portugal, que equivale a 27,5% do aumento dos proveitos totais do sector.

Os dados do INE divulgados ontem indicam que o alojamento local teve este Agosto um aumento dos proveitos em 21%, que equivale a uma subida em 10,4 milhões de euros, atingindo um total de 60 milhões, o qual, por sua vez, equivale a 9,5%, do total de proveitos do alojamento turístico português.

A informação do INE mostra também que o alojamento local teve uma subida dos proveitos mais forte que o aumento de dormidas, que foi de 12,6%, para 1,38 milhões.

Segundo o INE, as várias modalidades de alojamento turístico em Portugal somaram 9,535 milhões de dormidas no mês de Agosto, o que equivale a um aumento em 2,6% ou 242,4 mil em relação ao período homólogo de 2018.

O aumento mais forte do mês foi o do alojamento local (+12,6%), enquanto a hotelaria chamada ‘tradicional’ teve uma subida em 2% ou 102 mil, para 5,28 milhões, penalizada pela evolução mais fraca nos hotéis de gama média ou inferior, porque os topo de gama, de 5-estrelas, até tiveram um desempenho bastante superior à média, com um aumento das dormidas e 8,7% ou 86,2 mil, com o qual superaram pela primeira vez o milhão de pernoitas num mês, tendo somando 1,078 milhões.

Esta evolução, porém, foi ‘penalizada’ pelos fracos crescimentos nas categorias com mais quartos, os 4 e 3-estrelas, os quais tiveram aumentos de dormidas em Agosto de apenas 0,9% ou 22,4 mil, para 2,56 milhões, e de 0,2% ou 2,3 mil, para 1,156 milhões.

Pior ainda estiveram os hotéis de 1 e 2-estrelas, que tiveram queda das dormidas em Agosto em 1,8% ou 8,9 mil, ficando em 489,4 mil.

Em conjunto, os hotéis portugueses somaram ainda assim o recorde mensal de 5,284 milhões e dormidas este Agosto, com um aumento em 2% ou 102 mil em relação ao mês homólogo de 2018,

O turismo no espaço rural e de habitação teve um aumento em 4,3% ou 15,7 mil, para 381,4 mil, mas já os hotéis-apartamentos tiveram um aumento de dormidas em apenas 1,5%ou 16,6 mil, para 1,14 milhões, e pousadas e quintas da Madeira, bem como apartamentos turísticos e aldeamentos turísticos tivera quebras, respectivamente em 3,7% ou 3,8 mil, para 100,3 mil, em 1,3% ou 11,2 mil, para 825,6 mil, e em 6,8% ou 31 mil, para 422,3 mil.

Para o conjunto dos primeiros oito meses deste ano, o INE indica 48,27 milhões de dormidas nos estabelecimentos de alojamento turístico portugueses, com um aumento em 4% ou 1,84 milhões em relação ao período homólogo de 2018, que e deve principalmente ao alojamento local, que tem mais 892,1 mil pernoitas (+14,9%, para 6,87 milhões).

Os hotéis, por sua vez, contribuíram com um aumento de 745,3 mil pernoitas (+2,7%, para 28,46 milhões), com aumentos em todas as categorias, mas mais fortes nos topo de gama, com os 5-estrelas a somarem mais 286,5 mil (+5,5%, para 5,49 milhões), os 4-estrelas com mais 280,9 mil (+2,1%, para 13,9 milhões), os 3-estrelas com mais 145,9 mil (+2,3%, para 6,37 milhões) e os 2 e 1-estrelas com mais 31,9 mil (+1,2%, para 2,69 milhões).

Igualmente com mais dormidas que nos primeiros oito meses de 2018 estão os hotéis-apartamentos, com +2,2% ou mais 120,2 mil, para 5,6 milhões, pelo aumento nos 5-estrelas em 48,4% ou 244,4 mil, para 749,5 mil, por que as restantes estão com quedas, de 0,3% ou 13 mil nos 4-estrelas, para 3,87 milhões, e de 10,2% ou 111,1 mil nos 3 e 2-estrelas, para 977,8 mil.

Os apartamentos turísticos estão com aumento em 2,9% ou 102,6 mil, para 3,59 milhões, o turismo em espaço rural e de habitação tem aumento em 6,6% ou 84,6 mil, somando 1,367 milhões.

Com quedas estão as pousadas e quintas da Madeira, em -4,4% ou 25,3 mil, para 552,3 mil, e os aldeamentos turísticos, em 4,1% ou 77,9 mil, para 1,82 milhões.

 

Clique para mais notícias: Alojamento

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

DER Touristik quer ficar com agências Holiday Land e hotéis Sentido do grupo Thomas Cook

13-11-2019 (08h56)

A DER Touristik anunciou que chegou a acordo para comprar a rede de agências de viagens Holiday Land, incluindo os contratos de franquia, e que pretende adquirir a rede de hotéis Sentido, subsidiárias do falido grupo Thomas Cook.

Hotel nas Galerias Lumiére no Porto recebe parecer positivo da Direcção Regional de Cultura

13-11-2019 (08h03)

A Direcção Regional de Cultura do Norte (DRCN) deu parecer favorável ao Pedido de Informação Prévia (PIP) para uma unidade hoteleira a instalar nas Galerias Lumière, no Porto, que vão encerrar em 2020, revelou aquele organismo.

Meliá abre hotel da marca Innside em Saragoça

12-11-2019 (17h14)

A Meliá Hotels International anunciou a abertura de um hotel da sua marca Innside em Saragoça, um “destino obrigatório para os amantes de novas tendências”, segundo descreve.

Turismo de Portugal tem em curso 38 projectos de enoturismo com 60 milhões de euros já aprovados

12-11-2019 (15h59)

O Turismo de Portugal tem em curso 38 projectos de desenvolvimento da oferta de enoturismo, com mais de 60 milhões de euros de investimento já aprovados, disse a entidade à agência Lusa.

Regulamento de Alojamento Local do Porto teve 55 participações em consulta pública

12-11-2019 (15h41)

O regulamento de Alojamento do Local (AL) do Porto teve 55 participações no âmbito da discussão pública do documento que terminou em Setembro, revelou o vereador do Turismo na Câmara do Porto, Ricardo Valente.

Noticias mais lidas