Açores prevê aumentar capacidade hoteleira em 3.600 mil camas nos próximos dois/três anos

09-04-2018 (11h31)

Foto: Visit Azores
Foto: Visit Azores

O director regional do Turismo dos Açores, Filipe Macedo, prevê que nos próximos dois a três anos, com base nos projectos de empreendimentos turísticos aprovados, a capacidade hoteleira da região aumente em cerca de 3.600 camas.

“Neste momento, temos disponíveis mais de 21 mil camas, prevendo-se, com base nos pareceres favoráveis emitidos pela Direcção Regional do Turismo, referentes a projectos de empreendimentos turísticos, um incremento, nos próximos dois a três anos, de aproximadamente 3.600 camas”, afirmou Filipe Macedo.

O governante, que falava na sexta-feira no Museu Municipal de Santa Cruz das Flores, sublinhou que o “crescimento do lado da oferta tem sido acompanhado e, porque não dizê-lo, impulsionado pela procura, que entre 2014 e 2017, quase que duplicou o número de dormidas da região, fazendo atingir a barreira histórica de quase dois milhões e quatrocentas mil dormidas [em 2017], o que se tem reflectido muito positivamente nas taxas de ocupação hoteleira dos Açores”.

As ilhas das Flores e do Corvo, do grupo Ocidental, acompanharam a “tendência de crescimento”, tendo a segunda registado no ano passado 1.200 dormidas e a primeira, 41 mil.

O director regional do Turismo admitiu porém que a "actual dinâmica turística" obriga a "ajustes contínuos" por parte do Governo Regional, sendo que o executivo açoriano reforçou este ano o quadro da Inspeção Regional do Turismo com o aumento "de cinco para nove inspectores".

"Não seríamos correctos ao afirmar a inexistência de alojamento ilegal na região e a inspecção confronta-se com o mesmo na sua actividade diária, mas, fruto do trabalho que tem sido desenvolvido, grande parte dos alojamentos licenciados mais recentes, proveem de acções de deteção de alojamento ilegal, promovidas por esta inspecção", realçou.

O governante garantiu, no entanto, que "muitos" dos alojamentos que se encontravam ilegais "estão já regularizados ou em fase de licenciamento" sendo que decorrem actualmente "acções tendo em vista detectar eventuais novos alojamentos não registados".

(PressTUR com Lusa)

 

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Afonso Cunha é o novo director-geral do Vilalara Thalassa Resort

21-05-2018 (16h14)

O Vilalara Thalassa Resort, em Armação de Pêra, no Algarve, anunciou a contratação de Afonso Cunha para o cargo de director-geral.

Incêndio destrói parte do Pestana Bazaruto Lodge

21-05-2018 (10h01)

Treze habitações do hotel Pestana Bazaruto Lodge, em Moçambique, foram danificadas na sexta-feira por um incêndio, sem provocar vítimas, anunciou fonte do parque ambiental daquela zona à Televisão de Moçambique (TVM).

The Beautique Hotels vai investir até 28 milhões de euros em dois novos hotéis em Lisboa

21-05-2018 (09h55)

O grupo The Beautique Hotels vai investir até 28 milhões de euros em dois novos hotéis em Lisboa, o primeiro dos quais a inaugurar em Dezembro ou Janeiro, na rua da Madalena, havendo ainda planos para ampliar o WC Hotel.

Turistas portugueses na hotelaria de Cabo Verde aumentam 9,4% no primeiro trimestre

18-05-2018 (14h47)

A hotelaria de Cabo Verde teve alojados +9,4% ou mais mil turistas portugueses no primeiro trimestre deste ano, que teve o benefício de Março ter sido o mês do ‘pico’ de férias da Páscoa, que em 2017 apenas foi em Abril.

Boavista liderou crescimento das estadas de turistas portugueses em Cabo Verde no 1º trimestre

18-05-2018 (14h43)

A ilha da Boavista foi o destino cabo-verdiano com o maior aumento de dormidas de residentes em Portugal, concluiu uma análise do PressTUR aos dados divulgados pelo INE de Cabo Verde, a qual mostrou que o Sal manteve-se, no entanto, o destino nº 1 em número de pernoitas e São Vicente liderou em número de hóspedes.