Hotéis portugueses tiveram quedas em 2018 de dormidas e hóspedes de todos os mercados europeus — AHP

21-02-2019 (15h17)

“Todos os mercados europeus registaram um decréscimo nas dormidas e nos hóspedes”, assinalou a presidente executiva da AHP, Cristina Siza Vieira, numa declaração sobre o balanço do ano de 2018 na hotelaria, na qual realça os crescimentos dos mercados doméstico, brasileiro e norte-americano.

“Performance interessante do mercado brasileiro, que no Norte e no Centro passou a 3º mercado emissor internacional de dormidas, e do americano (que cresceu em todos os destinos excepto Algarve e Madeira, onde não tem expressão)”, refere a declaração.

“Um dado importante foi a subida expressiva de dormidas nacionais no Centro (mais 6 p.p., representando já 54% do total de dormidas) e no Algarve (mais 3 p.p., representando 28% das dormidas), diz ainda a declaração da presidente executiva da AHP, que começa por assinalar que em 2018  “o abrandamento da TO [taxa de ocupação] a nível nacional foi constante ao longo de 2018, mas com assimetrias nos vários destinos turísticos”.

Alentejo, Centro e Norte tiveram aumentos, em Lisboa houve “ligeiras oscilações ao longo do ano”, mas com manutenção da taxa e Algarve, Madeira e Açores tiveram quebra, especifica Cristina Siza Vieira, que atribui o decréscimo a”vários factores”, designadamente “as falências de companhias aéreas, a quebra do mercado britânico, no caso do Algarve e da Madeira, ou o aumento da oferta de outras formas de alojamento, especialmente no caso dos Açores”.

A presidente executiva da AHP acrescenta que ainda assim quer a tarifa média diária quer a receita média mensal por turista no hotel  registaram subidas homólogas em 2018.

De acordo com os dados do AHP Tourism Monitors divulgados hoje e que a Associação analisará em profundidade na BTL, a taxa de ocupação quarto da hotelaria portuguesa baixou 1,3 pontos em 2018, caindo para 70%.

A AHP indicou ainda que, de acordo com o seu barómetro, os destinos turísticos com a taxa de ocupação quarto mais elevada foram Lisboa, com 81%, Madeira, com 80%, e Grande Porto, com 75%.

Ainda de acordo com a Associação, os que tiveram maiores subidas de taxa de ocupação foram o Alentejo, com +3,4 pontos percentuais, Beiras, com mais 3,3 pontos, e e Viseu, com mais 2,4 pontos.

As maiores quedas ocorreram, segundo a mesma fonte, em  Leiria/Fátima/Templários, com descida de 7,8 pontos, Madeira, com menos 2,9 pontos, e Estoril/Sintra, com menos 2,5 pontos.

A AHP indica que a queda da ocupação média da hotelaria portuguesa não impediu, porém, uma subida da receita média de quartos por quarto disponível (RevPAR, indicador mais escrutinado sobretudo para comparações internacionais), que no ano passado atingiu 66 euros, +5% que em 2017.

A subida, de acordo com a mesma informação, foi proporcionada por um aumento do preço médio das diárias, que a AHP estima em 7%, atingundo o valor médio de 95 euros.

A AHP avançou ainda que segundo o seu barómetro, a hotelaria portuguesa registou em 2018 um aumento em 5% da receita média mensal por turista no hotel (GMTH), que se situou assim em 132 euros, apesar de uma queda da estada média em 1%, para 1,95 dias.

 

Clique para mais notícias: AHP

Clique para mais notícias: Hotelaria

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Angolana BestFly contrata dois ATR 72-600 para charters de negócios

18-06-2019 (13h58)

A companhia de aviação angolana BetFly anunciou no salão aeronáutico de Paris a contratação em leasing de dois ATR 72-600 para voos charter de negócios em Angola, de acordo com o seu CEO, Nuno Pereira, citado pela imprensa internacional.

Qatar Airways eleita melhor companhia de aviação do mundo nos prémios Skytrax

18-06-2019 (15h27)

A Qatar Airways, que na próxima semana começa a voar para Lisboa, foi eleita, pela quinta vez, “companhia de aviação do ano” dos prémios Skytrax, nos quais a TAP ficou no 76º lugar, quatro abaixo da votação de 2018, em que fora 72ª.

IAG anuncia “carta de intenções” de mega encomenda à Boeing

18-06-2019 (19h09)

O IAG, grupo de companhias de aviação de que fazem parte nomeadamente a British Airways, a Vueling e a Level, anunciou hoje ter apresentado uma “carta de intenções” de aquisição de 200 aviões Boeing B737-8 e B737-10.

IAG anuncia Iberia e Aer Lingus como companhias de lançamento do novo Airbus A321XLR

18-06-2019 (19h38)

O IAG, grupo de companhias aéreas iniciado com a fusão entre a British Airways e a Iberia, anunciou hoje estar a comprar 14 Airbus A321XLR para a Iberia e a Aer Lingus, que diz “estarão entre as companhias de lançamento” do novo avião narrowbody de maior alcance.

American Airlines introduz 6º voo diário Miami - Havana

18-06-2019 (16h34)

Apesar das mais recentes medidas do presidente dos Estados Unidos contra as viagens turísticas a Cuba, a American Airlines, maior companhia de aviação do mundo, vai aumentar para seis voos diários a sua oferta de ligações entre Miami, Florida, e a capital cubana, Havana.

Noticias mais lidas