Êxito do turismo é “determinante” para o sector dos eventos – Vasco Cornélio da Silva, Campo Pequeno

29-05-2017 (10h05)

O aumento da oferta turística e da notoriedade de Portugal são factores que contribuem de forma “determinante” para a escolha de um local para organizar um evento empresarial, área em que o Campo Pequeno tem vindo a  a apostar, segundo o seu director de Eventos e Espectáculos, Vasco Cornélio da Silva.

Em 2016, o Campo Pequeno “bateu o seu recorde” com 94 eventos que ocuparam as suas instalações durante 122 dias, incluindo 44 espectáculos, 27 dias de mercado (de Natal, do Chocolate, Gourmet), 14 corridas de touros e nove eventos privados, entre os quais a final mundial da Elite Model of the Year.

“Foi um ano excepcional do ponto de vista da realização de espectáculos e ao mesmo tempo também da qualidade dos eventos privados”, sublinhou Vasco Cornélio da Silva em declarações ao PressTUR.

Os nove eventos privados que o Campo Pequeno recebeu em 2016, que incluem reuniões de empresas, convenções ou congressos, somaram 25 dias de ocupação.

Há “capacidade para crescer” na área dos eventos privados e os números do início deste ano revelam isso mesmo, estando já confirmados dez eventos até ao início de Junho, com 19 dias de ocupação, superando assim num semestre o total do ano passado.

O Campo Pequeno é conhecido pelas corridas de touros, pelos espectáculos e pelos mercados de produção própria, “que são os Mercados de Natal, o Mercado Gourmet, o Mercado de Vinhos, a Feira das Viagens e o Chocolate em Lisboa”, mas quer diversificar a actividade aos eventos empresariais.

Em prol dessa aposta, Vasco Cornélio da Silva realça que no Campo Pequeno as empresas encontram “uma raiz portuguesa, uma alma portuguesa, e isso cada vez mais tem vindo a destacar-se como uma das características que as pessoas simpatizam e reconhecem como factor distintivo do Campo Pequeno”.

O executivo diz, aliás, que prevê que Portugal mantenha “esta dinâmica de crescimento” do turismo durante mais alguns anos e defende que isso “representa para o país um aspecto muito positivo, não só no crescimento da diversificação da oferta como no crescimento do emprego, mas igualmente na contribuição do sector do turismo cada vez mais relevante para o PIB e num acolhimento de novas indústrias e novos sectores de actividade e serviços”.

Na sua visão, “o sector público está mais próximo da realidade, comunica mais e melhor nas novas ferramentas digitais” e simultaneamente “há mais oferta e mais diversificada no sector do turismo, dando atenção a pequenos nichos os quais todos somados representam muito para o sector, seja a natureza e mar, as cidades, a gastronomia, cultural, etc”.

Tudo somado “contribui para um resultado final positivo”, tendo impacto “no debate interno quando  as empresas procuram um sítio para realizar o seu evento anual, quando procuram um sítio para realizar a sua convenção, reunião ou congresso” e procuram algo distintivo da nossa cultura, da nossa identidade.

“Isso é um elemento determinante porque a cidade torna-se mais capacitada em termos de oferta turística e mais de moda”, salientou Vasco Cornélio da Silva.

O executivo sublinha ainda assim que “faltam alguns elementos que julgo que deverão ser vistos”, entre os quais aponta uma alteração ao regime de IVA, uma vez que actualmente “faz com não sejamos tão competitivos em relação ao mercado espanhol”, e a construção de um centro de congressos em Lisboa para grandes congressos internacionais.

 

Clique para mais notícias: Feiras&Eventos

Clique para mais notícias: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Gala Michelin pela primeira vez em Portugal é afirmação como “destino gastronómico”

14-11-2018 (18h02)

Chefs portugueses de restaurantes com estrelas Michelin são unânimes em afirmar que a realização da cerimónia de apresentação do Guia Michelin da Península Ibérica pela primeira vez em Portugal, no 10.º aniversário da gala, significa um reconhecimento do país como “destino gastronómico”.

Sé de Idanha-a-Velha recebe cimeira internacional sobre sustentabilidade cultural

13-11-2018 (17h18)

A Sé Catedral de Idanha-a-Velha vai receber a International Summit: Cultural Destinations, promovida pela Associação Aldeias Históricas de Portugal, nos dias 15 e 16 de Novembro.

Inscrições para a ATRTCM 2019 decorrem até 20 de Novembro

02-11-2018 (14h36)

As inscrições para a conferência ATRTCM 2019 (PATA Adventure Travel and Responsible Tourism Conference and Mart 2019), que tem o Intrepid Group, operador australiano como "featured buyer", estão a decorrer até 20 de Novembro.

Go4Travel promove reuniões entre agências e fornecedores (em fotos)

29-10-2018 (17h08)

A Go4Travel organizou este fim-de-semana em Coimbra a Summit 4 Travel, onde juntou agências do grupo e cerca de 50 fornecedores, incluindo operadores turísticos, companhias aéreas e outras empresas. Veja aqui as fotos.

Ilha do Pico recebe fórum sobre turismo acessível

25-10-2018 (18h17)

A 3ª edição do Fórum Empreendedorismo em Turismo Acessível e Social começa amanhã, 26 de Outubro, na Ilha do Pico, no Arquipélago dos Açores.