Clientes cada vez mais procuram Cuba por história e cultura

05-04-2019 (22h39)

Os operadores turísticos Sonhando, Solférias e iTravel, que realizaram um roadshow dedicado à operação charter para Cuba, com os destinos Varadero e Cayo Coco, afirmaram haver uma crescente procura pelo destino por motivos históricos e culturais.

"Começamos a reparar que há muita gente que vai a Cuba, não para a praia, mas por razões culturais, é uma nova moda, digamos assim, uma nova tendência", afirmou José Manuel Antunes, director-geral da Sonhando.

Uma das novidades do operador é o pacote de alojamento apenas em Havana, que "está a ter algumas vendas, mas são residuais, não é o produto principal que nós vendemos".

O director da Sonhando afirmou ainda que "o voo para Varadero, directo, e depois o autocarro para Havana é mais prático do que" outras opções como voos "via Madrid, ou via Amesterdão, ou via Paris".

O director da iTravel, Mateus Silva, afirmou que "vamos, se calhar, lançar [um pacote de] uma semana só em Havana".

"Aquilo que se nota, cada vez mais, é um apetite por Havana" afirmou o director da iTravel, acrescentando que "o retorno que tem havido nos últimos anos em relação à cidade de Havana tem sido muito positivo".

Na iTravel, este comportamento do cliente é verificável nas reservas dos combinados, nos quais "as pessoas, às vezes procuram estadas mais prolongadas na cidade, em detrimento da praia".

O director de produto & qualidade da Solférias, João Pedro Cruz, afirmou que "estamos há espera, há muito tempo, que se faça um investimento grande em Trinidad, porque acho que vale imenso a pena".

"As pessoas quando conhecerem Trinidad entram no coração de Cuba", afirmou sobre a cidade na província de Sancti Spiritus, que em conjunto com o Vale dos Ingenios, é considerada Património Mundial da Humanidade pela UNESCO.

O director de produto & qualidade da Solférias salientou ainda a zona Oriente da ilha, para a qual afirma ser necessário um aposta por parte de companhias aéreas, nomeadamente para Santiago de Cuba, devido ao tipo de voos internos disponíveis e à distância da capital.

A sugestão de João Pedro Cruz é que "o espírito de Cuba é o Fly'n'Drive", e uma das opções seria entrar por Havana e sair por Santigo de Cuba, ou vice-versa.

O director mencionou ainda o potencial de Camagüey e a relevância histórica de Santa Clara, apesar das falhas nas infraestruturas turísticas. "É dar tempo ao tempo".

Continua em:

Sonhando, Solférias e iTravel promovem Roadshows de Cuba

Operação charter para Cuba está com vendas acima do ano passado (I)

Operação charter para Cuba está com vendas acima do ano passado (II)

Operação charter para Cuba está com vendas acima do ano passado (III)


Clique para ver mais: Caraíbas

Clique para ver mais: Feiras & Eventos

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

BTL vai apostar em cultura, festivais e inovação em 2020

12-07-2019 (17h51)

A próxima edição da BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa vai voltar a apostar na segmentação dos expositores, com áreas dedicadas à cultura, aos festivais e à inovação, anunciou a gestora da feira, Dália Palma.

CTP promove sessão de esclarecimento sobre nova legislação de vistos

24-05-2019 (16h26)

A Confederação do Turismo de Portugal (CTP) promove na quarta-feira, dia 29, em Lisboa, uma sessão de esclarecimento sobre a nova legislação de vistos.

Fórum Mundial do Turismo começa hoje em Luanda

23-05-2019 (09h27)

A capital angolana, Luanda, acolhe a partir de hoje a reunião do Fórum Mundial do Turismo, um encontro que deverá juntar 1.500 participantes e servirá para promover o investimento e impulsionar o sector no país.

Lisboa sobe a 6º maior destino mundial de reuniões internacionais por quebras em Londres, Singapura e Praga

13-05-2019 (16h54)

Com mais três congressos que em 2017, Lisboa subiu três posições no ranking das cidades com mais reuniões internacionais elaborado pela ICCA, ultrapassando Londres, que teve menos 27 reuniões que no ano anterior, Singapura e Praga, que tiveram, cada uma, menos 15 reuniões.

Paris recupera liderança das cidades com mais reuniões internacionais... mesmo com ‘coletes amarelos’

13-05-2019 (16h52)

Paris, que em 2017 perdeu para Barcelona a primeira posição do ranking das cidades com mais reuniões internacionais elaborado pela ICCA, recuperou a liderança em 2018, apesar do movimento dos chamados ‘coletes amarelos’, iniciado em Outubro desse ano, e que tem ‘incendiado’ a capital francesa.

Ultimas Noticias

Noticias mais lidas