Expansão internacional penaliza ocupação média da Azul em Outubro

07-11-2018 (14h50)

Foto: ANA Aeroportos
Foto: ANA Aeroportos

A Azul, companhia de aviação brasileira fundada e presidida por David Neeleman, também accionista de referência da TAP, indicou que alcançou em Outubro um crescimento médio do tráfego de passageiros em 16,6%, mas ainda assim teve uma ligeira descida da taxa média de ocupação dos voos, que baixou 0,5 pontos, para 82,4%.

A causa foi a evolução nas operações internacionais, uma das quais a ligação Viracopos, Campinas - Lisboa, nas quais aumentou a capacidade em 24,1%, mas teve um crescimento do tráfego de apenas 16,4%, causando-lhe uma queda da taxa média de ocupação de 5,6 pontos, para 84,9%.

A compensar parcialmente esse decréscimo esteve um aumento de 0,7 pontos em voos domésticos, para 81,6%, nos quais teve um crescimento do tráfego em 15,7% face a um aumento de capacidade em 14,6%.

Citado na informação divulgada pela companhia sobre evolução do tráfego, o CEO John Rodgerson realçou o crescimento médio de tráfego no conjunto dos primeiros dez meses deste ano, em 16,7%, salientando que ocorreu “com crescimento na taxa de ocupação, que totalizou 82,1%”.

A sua interpretação desses dados é que evidenciam “uma demanda robusta”, ainda que, como também assinala “especialmente em voos domésticos”.

A companhia indicou que nos primeiros dez meses deste ano teve um aumento médio do tráfego em 16,9%, com +7,9% em voos domésticos e +52,4% em internacionais.

Ainda assim, e embora a Azul tenha dedicado 64,4% do seu aumento de capacidade nos primeiros dez meses do ano a rotas internacionais, estas representaram apenas 24,9% da capacidade e 26,3% do tráfego neste período.

O que, no entanto, também permitiu que tendo uma queda da taxa média de ocupação dos voos internacionais em 3,5 pontos, para 86,7%, a sua evolução global tenha sido um aumento em 0,2 pontos, para 82,1%, porque em voos domésticos, que representaram 75,1% da sua capacidade e 73,7% do seu tráfego total, teve uma subida de 0,5 pontos, para 80,6%.

John Rodgerson realça na mesma declaração que a Azul continua a ser “a companhia aérea mais pontual do Brasil e uma das top 5 do mundo, com uma taxa de pontualidade de 87,3%, de acordo com a FlightStats”.

 

Clique para mais notícias: Azul

Clique para mais notícias: Aviação

Clique para mais notícias: Brasil

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Agências de viagens crescem este ano 9% a 10%, prevê presidente da APAVT

22-11-2018 (10h47)

O sector das agências de viagens deverá ter este ano um crescimento em 9% a 10%, avançou à Lusa o presidente sua Associação, a APAVT, que avança que, assim, no final do ano terá recuperado totalmente do início da crise.

Relações entre a TAP e a APAVT já tiveram melhores dias, admite Pedro Costa Ferreira

22-11-2018 (10h04)

"A qualidade do diálogo com a TAP não é tão boa como em anos anteriores", afirma o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, em entrevista à Agência Lusa publicada hoje, dia em que a Associação inicia em Ponta Delgada o seu Congresso Anual, o qual durante anos teve como ‘grand finale' o jantar oferecido pela companhia aérea, que entretanto foi substituído pela Travelport.

XV Convenção da Bestravel realiza-se na Madeira de 31 de Janeiro a 3 de Fevereiro

21-11-2018 (17h48)

A Bestravel vai realizar a sua XV Convenção na Madeira, de 31 de Janeiro a 3 de Fevereiro, tendo como principal novidade a abertura à participação de membros da GPA, agrupamento de agências que, como a Bestravel, faz parte da Gecontur.

Iberia lança novas funcionalidades para promover reservas através de conexões NDC

21-11-2018 (13h23)

A Iberia anunciou que já tem disponíveis novas funcionalidades para os agentes de viagens que reservarem os seus voos através de conexões NDC, designadamente o acesso a um leque de preços mais amplo e a possibilidade de mudar voos, reservar lugares, cancelar reservas e solicitar reembolsos.

Solférias lança campanha “Gift Vouchers de Natal Solidários”

21-11-2018 (12h22)

O operador turístico Solférias anunciou que volta este ano a ter uma campanha "Gift Vouchers de Natal Solidários", em parceria com a APPDA - Setúbal - Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo.