Evolução do grupo Air France KLM em Julho marcada por forte abrandamento da holandesa

08-08-2018 (17h37)

Foto: Air France KLM
Foto: Air France KLM

O grupo Air France KLM, maior grupo de aviação da Europa em capacidade medida em ASK (lugares x quilómetros voados), cresceu 1,9% em Julho, aquém do aumento médio de 3,4% no primeiro semestre, em grande medida porque a sua companhia holandesa abrandou de um crescimento médio de 5,4% para 1,2%.

Os dados publicados hoje pelo grupo mostra que assim a francesa foi inclusivamente o ‘motor’ do crescimento das suas operações de rede, com um crescimento do tráfego medido em RPK (passageiros x quilómetros voados em 1,7%, que compara com um crescimento médio de 0,7% no primeiro semestre.

Desta forma, a Air France foi em Julho a companhia do grupo que mais contribuiu para o crescimento, tanto em RPK, com um aumento que equivaleu a 48,5% do crescimento total do grupo, como em número absoluto de passageiros, com 59,9% do aumento total.

A Air France segundo a informação publicada transportou cinco milhões de passageiros em Julho, com um aumento em 2% ou cerca de cem mil e o seu crescimento em RPK foi de 1,7%.

A KLM que foi a grande impulsionadora do crescimento do grupo no primeiro semestre no mês de Julho foi ultrapassada pela low cost Transavia.

Esta companhia, com um aumento de passageiros em 2,7% ou 46 mil, para 1,713 milhões, e um crescimento em RPK de 4,7%, contribuiu com 27,5% para o aumento total de passageiros do grupo e com 28,1% para o aumento em RPK.

A KLM, por sua vez, com um aumento de passageiros em 0,7% ou 21 mil, para 3,1 milhões, e um crescimento em RPK de 1,2%, foi responsável por apenas 12,6% do aumento total de passageiros do grupo e 23,4% do crescimento do tráfego em RPK.

Ainda assim, no conjunto dos primeiros sete meses do ano, a KLM mantém o maior contributo para o crescimento do grupo, tanto em RPK, com 56,1% do aumento total, como em número de passageiros, com 67,6% do aumento total.

A companhia holandesa teve um aumento do tráfego medido em RPK nos primeiros sete meses em 4,7% e em número de passageiros teve um aumento em 5,4% ou um milhão, somando 19,7 milhões.

A Air France, por sua vez, cresceu 0,9% em RPK, e teve uma queda do número de passageiros em 0,2% ou 66 mil, para 29,5 milhões, e a Transavia cresceu 9,9% em RPK e teve um aumento de passageiros em 6,5% ou 547 mil, somando nove milhões.

 

Clique para mais notícias: Air France KLM

Clique para mais notícias: Aviação

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Portugal somou 22,5 mil novos registos de alojamento local até 15 de Outubro

19-10-2018 (11h39)

O Registo Nacional de Estabelecimentos de Alojamento Local (RNAL) somou 22.550 novos registos desde o início do ano até 15 de Outubro, passando a contar com um total de 77 mil registos.

Ryanair chega a acordo com sindicato dos pilotos portugueses

19-10-2018 (10h30)

A Ryanair chegou a acordo com o sindicato português dos pilotos SPAC, o que “servirá de base para acordos relativos a antiguidade e transferência de base”.

Ricardo Freixinho deixa Soltrópico

18-10-2018 (18h59)

O Grupo Newtour anunciou que Ricardo Freixinho, director de contratação da Soltrópico, vai deixar o operador turístico no final deste mês, alteração integrada "num conjunto de mudanças que estão a ser efectuadas em todo o Grupo Newtour, que continuarão até ao primeiro trimestre de 2019".

Grupo Air France KLM anuncia 44 novas rotas este Inverno IATA 2017/2018

18-10-2018 (18h11)

O grupo Air France KLM, nº 1 da aviação europeia em tráfego medido em RPK (passageiros x quilómetros voados), anunciou hoje que este Inverno IATA, que vai de dia 28 de Outubro a 30 de Março, terá 44 novas rotas e uma frota mais moderna e com cabinas novas.

Governo ainda está em negociações relativamente ao aeroporto do Montijo – Pedro Marques

18-10-2018 (17h43)

O Governo ainda está em negociações relativamente ao novo aeroporto do Montijo e não sabe quando será assinado o acordo com a ANA -Aeroportos de Portugal, disse ontem o ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques.