Royal Caribbean cancela escalas em Cuba por causa de proibições dos Estados Unidos

07-06-2019 (10h09)

Foto: Royal Caribbean
Foto: Royal Caribbean

A Royal Caribbean alterou os seus itinerários nas Caraíbas que incluem escala em Cuba, na sequência das proibições aplicadas pelo Governo dos Estados Unidos da América.

“Em resposta à mudança de política do governo dos E.U.A. que impõe restrições imediatas às viagens de navios de cruzeiro entre os EUA e Cuba,  informamos os nossos hóspedes que foi feita uma revisão e reduzido o número de itinerários com escalas em portos cubanos”, informa a empresa, representada em Portugal pela Melair Cruzeiros.

Todas as viagens este ano nos navios Majesty of the Seas e Empress of the Seas “terão portos alternativos nas Caraíbas”, sublinha o comunicado.

Os hóspedes podem “cancelar a sua reserva actual com reembolso total ou manter a data de partida com o novo itinerário e receber o reembolso de 50%”.

A empresa acrescenta que está “a trabalhar em itinerários alternativos para as viagens de 2020”. Sobre essas propostas, a empresa indica que irá “partilhar esses detalhes com os hóspedes e agentes de viagem, assim que estiverem disponíveis”.

Segundo a Associação Internacional de Linhas de Cruzeiros (CLIA), a decisão do Governo dos Estados Unidos de proibir viagens culturais e educacionais em grupo a Cuba pôs em causa cerca de 800 mil reservas de cruzeiros.

Na terça-feira, os Estados Unidos impuseram novas sanções contra Cuba proibindo, para além de viagens culturais e educacionais em grupo para a ilha, a exportação de barcos e aviões privados e comerciais.

Os Estados Unidos, que acusam as autoridades cubanas de apoiar os regimes de Nicolás Maduro na Venezuela e Daniel Ortega na Nicarágua, aumentaram em Abril a sua lista negra de empresas cubanas que não podem beneficiar de transacções financeiras directas dos EUA, incluindo o grupo de turismo Gaviota, ligado ao exército cubano.

 

Clique para ver mais: Cruzeiros

Clique para ver mais: Cuba

Clique para ver mais: Royal Caribbean

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Navio Oriana faz hoje a última escala em Lisboa antes deixar a P&O Cruises

12-06-2019 (14h10)

O navio de cruzeiros Oriana, "uma presença assídua em Lisboa", faz hoje a sua última escala na capital portuguesa antes deixar de fazer parte da frota da P&O Cruises.

Royal Caribbean vai crescer na Europa “sustentada na qualidade”, Francisco Teixeira

12-06-2019 (13h09)

A oferta de cruzeiros da Royal Caribbean no Mediterrâneo nos próximos dois a três anos talvez não “cresça muito em quantidade, mas cresce com certeza em qualidade”, avançou Francisco Teixeira, director da Melair, empresa que representa a companhia de cruzeiros em Portugal.

Melair desafia agentes de viagens a propor cruzeiros à saída de Porto Rico

12-06-2019 (13h07)

Francisco Teixeira, director da Melair Cruzeiros, desafiou ontem os agentes de viagens participantes de uma visita a um navio em Lisboa a proporem aos seus clientes os cruzeiros da Royal Caribbean com embarque e desembarque em San Juan, Porto Rico.

Redes de agências de viagens “estão mais disponíveis” para o produto de cruzeiros, Francisco Teixeira

12-06-2019 (13h04)

As redes de agências de viagens "estão mais disponíveis" para o produto de cruzeiros, afirmou Francisco Teixeira, director da Melair Cruzeiros, que representa em Portugal as companhias Royal Caribbean, Celebrity, Azamara e Pullmantur.

Mercado de cruzeiros português ultrapassa este ano os 60 mil passageiros, Francisco Teixeira

12-06-2019 (13h01)

O mercado português de cruzeiros, que depois de chegar aos 50 mil passageiros em 2010 caiu para a ordem dos 30 mil, irá este ano ultrapassar, e "bem" os 60 mil, avançou ontem Francisco Teixeira, director da Melair Cruzeiros, que representa as companhias Royal Caribbean, Celebrity, Azamara e Pullmantur.

Noticias mais lidas