Porto em Angra do Heroísmo vai poder receber “cruzeiros temáticos”

13-01-2020 (13h47)

Foto: Visit Azores
Foto: Visit Azores

O Porto das Pipas, em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, vai ser alvo de obras para poder receber navios de maior dimensão, incluindo “cruzeiros temáticos”.

A empreitada de construção de uma rampa para navios ‘roll-on/roll-off’ (‘ro-ro’) e de obras de melhoramento foi adjudicada na sexta-feira pela empresa Portos dos Açores.

A empreitada, adjudicada ao consórcio Sacyr-Somague, S.A./Sacur-Neopul, S.A, por cerca de 14 milhões de euros, tem um prazo de execução de 731 dias.

"Entre outras mais-valias, o Porto das Pipas ficará também com uma frente de cais acostável aumentada, o que permitirá acolher navios de maior dimensão, nomeadamente de cruzeiros temáticos, potenciando o crescimento deste importante mercado premium do turismo de cruzeiros", adiantou o Governo Regional dos Açores num comunicado.

Segundo o executivo açoriano, a obra “contempla o aumento do cais com fundos à cota -8,00 metros (ZH) em mais 62,68 metros, constituindo uma frente acostável de 145,75 metros e a construção de um duque d’alba, no mesmo alinhamento do cais, à distância 34,26 metros (ao eixo) do topo do cais «aumentado», o que permitirá a operação dos navios de cruzeiro temáticos”.

Será ainda construída uma rampa ‘ro-ro’ (para navios que incorporam rampas para ‘rolar' a carga para bordo e para terra), "implantada na extremidade do actual cais, à cota -5,00 metros”, situado no interior do Porto das Pipas, com 12,50 metros de largura e cota de serviço -5,00 metros, para operação dos navios ‘ferry’".

O projecto prevê igualmente "a reconstrução do 'travellitf' no exterior (lado norte) da rampa ro-ro, o prolongamento do manto de proteção ao muro de cortina existente com rotação até à nova cabeça do molhe-cais e o alargamento da plataforma do cais de controlo e receção da marina e rearranjo dos postes de acostagem, de modo a adaptá-los às dimensões das embarcações que atualmente procuram esta infraestrutura e ainda a substituição dos cabeços de amarração existentes por novos cabeços de maior capacidade".

Em 2008, o executivo açoriano, então liderado por Carlos César (PS), prometeu a construção de um cais de cruzeiros em Angra do Heroísmo, que chegou a estar orçado em cerca de 60 milhões de euros.

Em Fevereiro de 2014, o então secretário regional do Turismo e Transportes, Vítor Fraga, anunciou que o Governo Regional tinha desistido de construir um cais de cruzeiros em Angra do Heroísmo, substituindo-o pela construção de uma rampa ‘ro-ro'.

A intervenção era há muito reivindicada por municípios e empresários da ilha Terceira, chegando a integrar memorandos do Conselho de Ilha.

O anteprojeto da obra, que tinha então um custo estimado de 12 milhões de euros, foi apresentado em dezembro de 2018 pela atual secretária regional dos Transportes e Obras Públicas, Ana Cunha.

Com esta obra, os Açores passarão a ter 14 rampas ‘ro-ro' em 11 portos e em oito das nove ilhas.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: Cruzeiros

Clique para ver mais: Portugal

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Renovado Norwegian Spirit vai fazer cruzeiros na Europa a partir de Atenas

18-02-2020 (15h23)

O Norwegian Spirit, embarcação de cruzeiro da Norwegian Cruise Line que foi sujeita a um processo de renovação avaliado em cerca de 92,3 milhões de euros, vai fazer itinerários de sete dias com saída de Atenas, a partir de 19 de Abril.

Cerca de 500 pessoas deixam quarta-feira navio de cruzeiro em quarentena no Japão

18-02-2020 (15h05)

Cerca de 500 passageiros vão deixar na quarta-feira o navio de cruzeiro Diamond Princess, em quarentena no Japão, depois de receberem resultados negativos do novo coronavírus, que infectou centenas de pessoas a bordo, anunciou hoje fonte do Ministério da Saúde.

Cruzeiros na Madeira começam 2020 com recorde de passageiros por ‘explosão’ dos turnaround

12-02-2020 (11h57)

O porto de cruzeiros do Funchal teve este ano o maior número de passageiros de sempre para um mês de Janeiro, pelo aumento em mais de 700% do número de turnaround, ou seja, de passageiros que ali iniciaram ou terminaram cruzeiros.

Pullmantur Cruzeiros adopta protocolos especiais de saúde

07-02-2020 (14h17)

A Pullmantur Cruzeiros, representada em Portugal pela Melair, está a adoptar protocolos especiais em resposta ao surto do Coronavirus, que incluem a realização de exames médicos, cancelamento de reservas, e recusas de embarque.

“Somos líderes de mercado pelo sétimo ano consecutivo em Portugal”, MSC Cruzeiros

07-02-2020 (12h30)

A MSC Cruzeiros em Portugal fechou o ano passado com 35.901 passageiros, mais 20,7% que no ano anterior, mantendo a liderança no mercado português “pelo sétimo ano consecutivo”, afirmou Eduardo Cabrita, director da companhia em Portugal.

Noticias mais lidas