Passageiros afectados por incidente com o MSC Opera em Veneza serão reembolsados

04-06-2019 (10h53)

Foto: MSC Cruzeiros
Foto: MSC Cruzeiros

A MSC Cruzeiros anunciou que vai reembolsar os passageiros afectados pelo incidente com o seu navio MSC Opera em Veneza, no Domingo, e adiantou que cancelou o itinerário programado.

“A MSC Cruzeiros tomou a decisão de cancelar o cruzeiro actual até ao início do próximo e de reembolsar a cada passageiro o custo total do bilhete de cruzeiro e quaisquer serviços pré-pagos adquiridos”, indica a empresa em comunicado.

O MSC Opera, na chegada a Veneza, este Domingo, embateu numa doca e num barco turístico para atracar, conforme relataram órgãos de comunicação social italianos (clique para ler: MSC Opera embate na doca à chegada a Veneza).

Num comunicado divulgado ao fim do dia de ontem, a companhia de cruzeiros adianta que “as investigações para apurar as causas do incidente estão neste momento a demorar mais do que inicialmente previsto e, por esse motivo, dificilmente o navio voltará a navegar hoje ou amanhã [segunda ou terça-feira]”.

A empresa de cruzeiros, com sede na Suíça, refere também que “tem trabalhado desde o início em estreita colaboração com as autoridades envolvidas e disponibilizou total cooperação 24 horas por dia para ajudar a constituir todos os factos, bem como para recuperar todos os dados técnicos”.

A MSC Cruzeiros indica ainda que recebeu na manhã de segunda-feira permissão das autoridades para começar os trabalhos de restauração do navio, cujos estragos se limitam “à parte mais periférica do casco”.

A empresa avança que “o navio permanecerá disponível para todos os passageiros que pretenderem ficar a bordo, uma vez que ficará em Veneza até ao final do cruzeiro previamente programado”, e “todos os serviços e entretenimento a bordo continuarão a operar na sua totalidade”.

Já para os passageiros que quiserem desembarcar a qualquer momento e regressar a casa, “a MSC Cruzeiros vai disponibilizar toda a assistência necessária para o transporte e assumirá os custos”.

O acidente em San Basilio-Zaterre, no Canal Giudecca, pode ter acontecido devido à quebra de um dos cabos que ligam os navios de cruzeiro aos rebocadores que os ajudam a entrar nos canais, de acordo com o jornal Corriere della Sera.

A quebra do cabo faria com que o navio de cruzeiros não conseguisse parar por causa das fortes correntes que o empurravam para a doca, acrescentou.

O acidente causou dois feridos ligeiros e duas outras pessoas foram levadas para o hospital para observação, não tendo sido referida a sua nacionalidade.

O MSC Opera tem capacidade para transportar até 2.679 passageiros.

(PressTUR com Agência Lusa)

 

Clique para ver mais: MSC Cruzeiros

Clique para ver mais: Cruzeiros

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Porto do Funchal prepara primeiras operações de turnaround de até 1.500 passageiros

17-09-2019 (15h22)

O porto do Funchal vai alugar equipamentos de raio-X para efectuar a primeira operação de turnaround, de até 1.500 passageiros, revelou à Lusa a Administração dos Portos da Madeira (APRAM).

Melair Cruzeiros alarga horário do departamento de reservas

02-09-2019 (18h48)

A Melair Cruzeiros alargou horário do departamento de reservas até às 18h30.

Pior Julho desde 2007 põe balanço do ano de cruzeiros em Lisboa ‘no vermelho’

28-08-2019 (16h17)

O Porto de Lisboa ficou depois do mês de Julho abaixo dos primeiros sete meses de 2018 tanto em número de escalas de navios de cruzeiros como em número de passageiros, neste caso apesar de ter um aumento dos turnaround.

AIDA Cruises anuncia construção de 2º navio movido a GNL

16-08-2019 (11h04)

A AIDA Cruises anunciou que já está a ser construído o seu segundo navio movido a gás natural liquefeito (GNL), uma embarcação com 2.600 camarotes para começar a navegar na Primavera de 2021.

Lisboa recebe hoje pela primeira vez o navio de cruzeiros Spirit of Discovery

14-08-2019 (11h00)

O Porto de Lisboa recebe hoje pela primeira vez o navio de cruzeiros Spirit of Discovery, uma embarcação da Saga Cruises, baptizada este ano, no dia 5 de Julho, que tem capacidade para 999 passageiros e 505 tripulantes.

Noticias mais lidas