Negócio dos cruzeiros em Portugal pode chegar aos 120 milhões de euros em sete anos – Francisco Teixeira

02-04-2018 (18h45)

Foto: Melair Cruzeiros
Foto: Melair Cruzeiros

O mercado dos cruzeiros em Portugal representa actualmente um volume de 60 a 65 milhões de euros, mas com o aumento da procura pode chegar a 100 ou 120 milhões em cinco ou sete anos, perspectiva Francisco Teixeira, director-geral da Melair, que representa as companhias Royal Caribbean, Celebrity, Azamara e Pullmantur.

“O mercado hoje tem 50 mil cruzeiristas por ano e acho que nos próximos cinco a sete anos vai estar muito próximo dos 100 mil”, afirmou Francisco Teixeira em declarações aos jornalistas durante uma viagem de apresentação à imprensa do navio Symphony of the Seas, de 27 a 29 de Março.

“A mensagem para os empresários das agências de viagens é que se hoje com todos os serviços agregados à volta de um cruzeiro falamos de um negócio que vale 60 a 65 milhões de euros, daqui a cinco ou sete anos pode valer 100 ou 120 [milhões de euros]”, perspectiva o director-geral da Melair.

As contas ao volume do negócio dos cruzeiros em Portugal são baseadas num preço médio geral de venda “próximo dos mil euros por cabeça”, mais transferes, voos e hotel, especificou o executivo.

A sua perspectiva é que os empresários do sector das agências de viagens se interessem mais em especializar os seus colaboradores na área dos cruzeiros, uma vez que é um produto complexo.

“Por muito que digamos que o online cresce, com a complexidade do cruzeiro, o cliente procura assessoria” para saber itinerários, companhias, navios, tipos de camarotes, voos de ligação e outros serviços necessários, sublinhou Francisco Teixeira.

“É um produto que necessita de especialização. Se nós quisermos fazer crescer o número de clientes, temos que ter a capacidade de o assessorar”, enfatizou.

A opinião do director da Melair, porém, é de que “o agente de viagens não é o problema”. O agente recebe grandes quantidades de produto, “preços que mudam diariamente, sistemas informáticos com que têm que trabalhar” e uma quantidade de emails “abismal”.

O problema está na linha de gestão, e se for orientada para a especialização, Francisco Teixeira garante que a Melair irá “providenciar para ajudar essa especialização”.

O cruzeiro é “um bom produto”, enfatizou o executivo, destacando que tem “satisfação muito elevada” e “exige que o cliente venha ter comigo onde eu não estou a competir com o online”, além de ter uma “rentabilidade razoável em relação ao espectro geral” e “uma antecipação que permite o encaixe das equipas de vendas ao longo dos 12 meses”.

 

O PressTUR visitou o Symphony of the Seas a convite da Melair, representante da Royal Caribbean em Portugal

 

Ver também:

Maior navio de cruzeiros do mundo é gerido por um português

Symphony of the Seas “é uma experiência de férias” – Francisco Teixeira

50 agentes de viagens portugueses vão visitar o Symphony of the Seas


Clique para mais notícias: Cruzeiros

Share
Tweet
+1
Share
Comentários
Escrever comentário

Outras Notícias

Ocean Cay da MSC recebe os primeiros visitantes

06-12-2019 (15h33)

A nova ilha privada da MSC Cruzeiros, a Ocean Cay MSC Marine Reserve, recebeu os seus primeiros visitantes no dia 5 de Dezembro, que chegaram à ilha a bordo do MSC Divina.

Navio de cruzeiros Mein Schiff Herz cancela turnaround no Funchal devido ao mau tempo

05-12-2019 (13h24)

O navio de cruzeiros Mein Schiff Herz cancelou a operação de turnaround que tinha prevista para hoje no Funchal devido às más condições atmosféricas, revelou a Administração dos Portos da Madeira (APRAM).

Oasis of the Seas regressa a Miami renovado

04-12-2019 (16h40)

O Oasis of the Seas integrou o programa de renovação da Royal Caribbean, o Royal Amplified, que visa a modernização de 10 navios da frota da companhia ao longo de quatro anos, através de um investimento avaliado em mil milhões de dólares, cerca de 902,5 milhões de euros.

MSC Cruzeiros anuncia o "float out" do MSC Virtuosa

03-12-2019 (17h31)

A MSC Cruzeiros anunciou que o MSC Virtuosa realizou a sua primeira navegação, a partir dos estaleiros da Chantiers de l'Atlantique, em Saint-Nazaire, em França.

Costa Cruzeiros passa a gerir directamente o mercado português

02-12-2019 (11h39)

A Costa Cruzeiros passou a gerir directamente o mercado português a 1 de Dezembro, deixando de ser representada pela Line C, de Jorge Carreiras.

Noticias mais lidas